Por Em , Em 9 novembro, 2016

Falar com os clientes: sua empresa está fazendo isso certo?

“Sua empresa sabe realmente como falar com os clientes e como usar os dados a seu favor no processo de vendas?”

falar-com-os-clientes_imagem-topo

Hoje em dia temos uma quantidade gigantesca de dados nos informando praticamente tudo sobre nossos potenciais clientes: quais lugares ele gosta de ir, quais são seus interesses, o que faz eles se engajarem nas redes sociais e o que eles não gostam e, principalmente, quais itens eles têm mais predisposição a adquirir em uma compra, com base em suas pesquisas e interesses. Com todas essas informações – você deve se perguntar – o processo de vendas fica muito mais fácil, não é?

A resposta é: nem sempre. O grande problema em ter esse mundo de informações na mão é que elas podem te fazer perder o princípio básico da venda: encantar o cliente. Muitas vezes, a empresa acha que alcançar e conseguir se comunicar com a pessoa certa, já é o suficiente. Isso gera tranquilidade e, muitas vezes, comodidade. Afinal, já que você está falando com a pessoa certa, por que vai se esforçar para encantá-la, não é mesmo?

Exatamente por isso, tenho algumas dicas para que a sua empresa não pense dessa forma e cometa esse erro ao falar com os clientes e possíveis clientes.

1. Dados sozinhos não significam nada

Os dados são extremamente importantes no processo de vendas. Através deles, a equipe de vendas consegue traçar suas metas, definir objetivos, desenvolver argumentos nas apresentações de demonstrativos de resultado, provar estatisticamente os melhores períodos de vendas. Além disso, existem diversas outras utilizações, que podem ser aproveitadas não só para o processo de vendas, mas para beneficiar a empresa como um todo. Os dados são excelentes aliados! Porém, lembre-se sempre: dados são apenas números e informações. Eles não expressam sentimento. Você precisa usar os números a seu favor e a favor da sua equipe na hora de falar com os clientes, e é exatamente essa a próxima dica.

2. Faça os dados trabalharem a seu favor

De nada adianta você se comunicar com a pessoa certa se você não a engajar no seu processo de vendas. Estude as informações reveladas pelos dados obtidos dos seus clientes, veja o que eles gostam, o que procuram e não faça apenas a venda de um produto ou serviço. É preciso levar em consideração nesse processo a jornada de compra do consumidor. Veja o ciclo de vendas dele e trabalhe para que ele se transforme em um consumidor recorrente de outros produtos ou serviços que você oferece. Faça a venda de relacionamento!

3. Seja criativo ao falar com os clientes

O maior diferencial de qualquer empresa é a criatividade na comunicação com seu consumidor. Como você se apresenta e como você quer que a sua empresa seja vista, determina o quanto você será lembrando ou o quão facilmente será esquecido! Esteja presente no dia a dia do seu consumidor de forma sutil. Não ofereça apenas produtos ou serviços. Ofereça uma experiência de compra!


O grande erro é valorizar apenas os dados. Dê a eles sim a importância que merecem. Porém, para sua empresa ter uma estratégia comercial de sucesso, faça a seguinte soma: os dados + a criatividade da sua equipe de marketing, pré vendas e comercial. O resultado, com certeza, será surpreendente! 

assinatura-01

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.