Por Em , Em 12 julho, 2016

Princípios práticos do Mobile Learning

“O Mobile Learning utiliza os dispositivos móveis para promover o aprendizado e oferece aos alunos o acesso imediato e ilimitado à informação.”

Mobile Learning

Algumas áreas vêm sendo beneficiadas pela evolução tecnológica e, por isso, têm conseguido escalar seus serviços, como por exemplo, a área de ensino à distância. Hoje, o mercado de EaD  nacional corresponde a 25% das matrículas da educação superior brasileira. Há 13 anos atrás, em 2003, apenas 0,2% do alunos cursava algum tipo de curso à distância.

Porém, apesar de ser um mercado em crescimento, na dura realidade da economia brasileira atual, o segmento de EaD ainda é um desafio para a maioria das instituições de ensino. Em 2014, a média de alunos que interromperam o curso é de mais de 19%, tornando a taxa de evasão uma constante preocupação dos últimos anos.

Por isso, muitas universidades e instituições de ensino estão em busca pela inovação, ou por um método capaz de engajar alunos de forma mais natural. Um dos métodos que vem apresentando bons resultados é o mobile learning, conhecido também como mLearning, que faz o uso da tecnologia mobile para proporcionar aos alunos uma experiência de aprendizado.

E não é para menos, já que os celulares estão sempre à mão. Prova disso é que brasileiros gastam em média 3h do dia olhando para telas de dispositivos móveis. Então, como tirar vantagem desta tendência e oferecer novas formas de aprendizado, utilizando a estratégia de mobile learning?

O Mobile Learning pode ser definido como o uso de tecnologias móveis como smartphones, tablets e ipods para obter uma experiência de aprendizado. Esse modelo oferece aos alunos a capacidade de aprender utilizando a mobilidade ao seu favor, com acesso imediato e ilimitado à informação, na hora e no local em que necessitam.

Confira alguns dos pontos fortes do mobile learning:

#01 Portabilidade: permite ser executada de qualquer tipo de device e em diferentes tipos de sistema;

#02 Interatividade: dá ao aluno o poder de realizar uma ação, e se envolver com ela;

#03 Sensibilidade ao Contexto: o mobile learning oferece uma grande quantidade de recursos e features nos dispositivos móveis para serem explorado;

#04 Conectividade: realizar ações ou fazer operações em um ambiente de rede;

#05 Individualidade: a experiência é individual, respeitando o tempo, o espaço e a forma de aprender.

Conseguiu perceber todo o potencial que o mobile learning tem para promover uma experiência de aprendizado rica para os adultos e jovens, que estão cada vez mais conectados? Pois é.

Para explorar de forma mais densa o mobile learning, a Samba se juntou a Smartalk e ao mobLee para produzir um material com todas as diretrizes para criar um curso de mobile learning engajador!

Faça o download do e-book sobre mobile learning e descubra:

  • Como implantar o mobile learning no seu curso
  • Otimize resultados associando o microlearning com o mobile learning
  • Gamification para melhor o engajamento de alunos
  • Como implementar na realidade da sua instituição

Mobile Learning

Tenha uma boa leitura! 🙂

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.