Por Em Em 11 setembro, 2017

Como fazer um vídeo com baixo orçamento: 7 dicas para você iniciar sua produção audiovisual!

Se uma imagem vale mais que 1000 palavras, um vídeo tem valor inestimado e irá levar sua empresa a outro patamar em termos de comunicação, desenvolvimento e eficiência. Pode até parecer complexo, mas vamos te mostrar como fazer um vídeo de forma rápida, fácil e com baixo orçamento!

No mundo dos negócios, uma das máximas mais levadas a sério é a que diz que “tempo é dinheiro”. Com a evolução da tecnologia e o ritmo alucinado em que as pessoas vivem, as corporações precisam ser leves, dinâmicas e sem burocracias, caso contrário, estarão correndo risco de perder em relevância, credibilidade e acabar tendo prejuízos enormes.

Por isso, por mais que muitos ainda acreditem no mito de que não tem como fazer um vídeo sem gastar muito dinheiro, muitas empresas ainda evitam investir nesse tipo de ferramenta e perdem muito em eficiência comunicacional, produtividade e, inclusive, em rapidez na hora de transmitir uma mensagem.

Vídeos são a forma de comunicação mais quente do momento e não apostar neles é um erro enorme que pode gerar prejuízos para as empresas em diversos níveis.

Com o conhecimento e a preparação certa, você é capaz dominar a arte de como fazer um vídeo de forma simples, com qualidade profissional e sem gastos excessivos de tempo e dinheiro.

Quer saber como? É só continuar lendo!

#1 Tenha seu equipamento próprio

A gente sabe que pode até parecer estranho falar que comprar equipamentos vai te economizar em orçamento na hora de gravar um vídeo, mas a verdade é que investir nos seus próprios materiais vai te ajudar a não depender de terceirizações.

Por exemplo, vamos supor que você não tenha aparelhos de iluminação. Você teria duas opções: negligenciar a iluminação e correr o alto risco de fazer um vídeo com baixa qualidade profissional ou alugar equipamentos e acabar gastando parte do seu orçamento. Agora adicione a essa situação a necessidade de uma câmera, microfone e local de gravação: o orçamento para seu vídeo vai aumentando cada vez mais, não é mesmo?

Por isso, apesar de ser um investimento inicial maior, providenciar seu próprio equipamento será uma iniciativa que vai te poupar (e muito!) na quantia gasta por cada vídeo, tornando seu conteúdo cada vez mais barato de ser produzido!

E a melhor parte é que hoje o mercado já te dá opções de materiais super em contas (ou até mesmo a possibilidade de improvisar com o que você tem em casa)!

Quer entender mais sobre como fazer um vídeo profissional e ainda saber como montar seu próprio estúdio em casa? Vem dar uma lida no nosso Guia:

como fazer um vídeo montando um home studio

 #02 Planeje seu vídeo

Você nunca deve nem pegar em uma câmera sem antes ter uma ideia clara do que quer de fato filmar e fazer com seu vídeo.

Começar a produzir vídeos sem um planejamento definido e sem saber ao certo o que fazer, criando cenas na hora, “de improviso”, vai fazer com que você gaste muito tempo corrigindo erros, fazendo regravações e mudando de planos.

Principalmente se você for gravar seu vídeo em alguma área externa ou até mesmo se for contratar pessoas para participarem da sua produção, pense que a cada cena refeita você pode estar gastando não somente tempo, mas também dinheiro.

Portanto, reúna sua equipe, realize brainstormings, defina seus objetivos com o vídeo, planeje as cenas que tem que filmar, coloque-as em uma ordem lógica de filmagem e pronto! Não dá muito trabalho e com certeza compensa muito em termos de economia de tempo.

Comece definindo o objetivo do vídeo e respondendo a algumas perguntas. Para te ajudar, separamos alguns questionamentos que podem te ajudar a nortear sua produção e, assim, saber quais serão as tomadas necessárias:

  • Porque você está fazendo esse vídeo?
  • Quem vai assistir a esse vídeo?
  • Qual o melhor formato e abordagem de vídeo para essa audiência?
  • Qual a duração do seu vídeo?
  • Qual será o cenário? Será ao ar livre, dentro de casa? Você precia comprar ou alugar materiais?
  • Você precisa de atores? Quantos?

A partir disso, tenha uma noção geral das cenas que você precisa filmar, da história que será contada, e do que será incluído em cada uma delas. Com esse planejamento você consegue organizar o seu tempo a ponto conseguir formar uma ordem lógica para realizar as filmagens.

Se você irá utilizar mais de um cenário, ator ou figurino no filme, por exemplo, procure estabelecer uma ordem de filmagem que facilite sua vida. Normalmente, filmar por cenário é a melhor opção, uma vez que, dessa forma, você evita de ter que mudar todos os seus equipamentos de lugar inúmeras vezes e economiza esforço.  

Ah, e falando em cenário, você sabe como fazer um vídeo usando o chroma-key? Então dá uma olhadinha aqui nesse artigo que a gente te conta tudo sobre a magia que você pode fazer com a tela verde.  

 #03 Tenha um roteiro

Se um planejamento superficial já pode ser uma excelente forma de economizar tempo e esforço, um roteiro pode fazer mágicas na hora de produzir seus vídeos!

Com um roteiro, você é capaz de definir, de forma detalhada, todos os aspectos da filmagem  como movimentos de câmera, falas dos atores, trilha sonora, legendas e letreiros a serem incluídos, efeitos, e muito mais.

Isso vai ajudar na hora de filmar, evitando que os atores tenham de improvisar falas e gastem muito tempo com erros e correções. Além disso, ao já deixar definidas as posições de câmera e dos atores, você economiza em testes de cena e colabora com a edição final, uma vez que garante que tudo vai se encaixar com coerência durante a montagem do filme.  

E apesar de parecer um monstro de sete cabeças, a verdade é que fazer um roteiro é extremamente simples! Lembra na dica acima, quando nós pedimos que você definisse sua história de uma forma geral e tivesse uma noção de tudo que iria ser filmado? O roteiro nada mais é do que o detalhamento desse passo.

A partir da história geral, você deve detalhar cada cena, especificando o que irá conter em cada uma das partes: falas, movimentos, posicionamento de câmera e atores, trilha, efeitos, letreiros a serem incluídos na edição, e tudo mais que você achar necessário, devem ser especificados no roteiro.

Lembre-se de que, assim como uma boa história, seu vídeo deve ter início, meio e fim. Além disso, utilize e usar estratégias que convençam o espectador de suas intenções.

Quer saber mais a fundo tudo sobre como fazer um vídeo usando roteiros? Neste kit aqui a gente te conta o passo a passo e te dá várias dicas! 🙂

como fazer um vídeo usando roteiro

#04 Garanta um lugar adequado para produzir vídeos

Mesmo que você não tenha um estúdio ou um local específico determinado para suas gravações, garantir um espaço adequado para realizar as filmagens é essencial.

Se você começa a filmar sem a certeza de que o espaço é mesmo o ideal, pode acabar perdendo muito tempo com mudanças e também comprometendo o resultado final das gravações.

Como já indicado, faça uma lista dos lugares em que você precisa filmar e garanta que eles oferecem boas condições para produzir vídeos. Verifique:

  •  Se há espaço suficiente para os equipamentos e os atores, sem que ele comprometa o enquadramento e outros aspectos técnicos.
  • Se não há pessoas passando ao fundo quando isso não é desejado.
  • Se, na falta de equipamentos específicos, o local oferece uma boa iluminação para a cena.
  • Se não existem ruídos que possam comprometer o áudio e a qualidade do filme.
  • Se você realmente vai poder utilizar o local para gravar seu vídeo, sem ser interrompido ou ter que acabar mudando de planos no meio do caminho.

Sabemos que imprevistos acontecem e que é difícil prever uma carreata na rua no momento da filmagem, por exemplo, porém, seguindo esses passos, você consegue evitar a maioria dos contratempos e gravar todas as cenas em cada locação sem maiores complicações.

Investir em um home studio, com equipamentos básicos de gravação e edição, como já pontuamos, também pode ser uma ótima solução e evitar a maioria dos problemas com locação. Você pode montar o seu em um quarto vazio da sua casa, em uma sala inutilizada na empresa, ou até em um canto tranquilo qualquer do escritório.

#05 Use equipamentos com os quais você tenha familiaridade

Se você não tem experiência em como fazer um vídeo ou não tem familiaridade com equipamentos mais robustos, não perca seu tempo tentando gravar com uma câmera super profissional, fazendo ajustes manuais e explorando funcionalidades. O mesmo vale para outros equipamentos.

O máximo que você vai conseguir com isso é dobrar seu tempo de preparação e filmagem e ainda colocar em risco toda a produção por possíveis erros técnicos e de manuseio e configuração dos equipamentos.

Lembre-se: Quem faz o vídeo não é o equipamento, é você! Com os conhecimentos e a preparação certa, você saberá como fazer  um vídeo com qualidade profissional utilizando até mesmo um smartphone.

Se você quer economizar tempo, use aquilo que você possui e com o que está familiarizado e extraia o máximo de cada recurso.

Mas não entenda mal: Se você tem tempo sobrando e quer se especializar em equipamentos e técnicas profissionais de produção, vai fundo! Isso é ótimo e vai fazer com que seus vídeos sejam cada vez melhores.

#06 Dedique um período apenas para gravar

Como já pontuamos, os equipamentos utilizados para produzir vídeos são grandes, às vezes pesados, e, principalmente quando não se dispõe de um estúdio dedicado, é complicado ficar transportando-os de um lado para o outro e montar e desmontar sua estrutura de cenário muitas vezes em um único dia ou semana.

Por isso, é importante separar períodos específicos apenas para filmar, de modo que você grave tudo de uma vez só e não precise gastar tempo com montagem de estrutura mais de uma vez.

Se você vai gravar em uma sala específica, por exemplo, separe um tempo para gravar com todos os atores que estarão nela de uma só vez e garanta que, como indicado no passo acima, você não será interrompido ou precisará mudar de local. Assim, você precisará montar o espaço apenas uma vez e depois já pode partir para a edição ou a gravação nos outros locais.

#07 Edite você mesmo!

Pode não parecer, mas de todo o processo de produção, uma das partes em que você vai gastar mais tempo, é na edição. Principalmente quem não tem familiaridade com os softwares e suas funções pode gastar um tempo grande e valioso fazendo testes, descobrindo funcionalidades e fazendo alterações no projeto final.

Porém, não se assuste: mesmo se você não tiver experiência com edição de vídeos, ainda pode arrasar na apresentação final do seu conteúdo! Para te ajudar, trouxemos algumas dicas valiosas para o seu processo:

Organize os arquivos

Para começar a editar, o primeiro passo é criar uma pasta para seu filme. Em seguida, você deve passar tudo aquilo que filmou para o computador, escolher as cenas que irá utilizar na edição e separá-las em uma pasta específica dentro daquela que você já criou para o filme. Logo em seguida, selecione as imagens, músicas e outros arquivos dos quais você irá precisar e separe-os também em pastas específicas.

Esse processo vai facilitar a busca em seu computador na hora de importar os arquivos para o editor e também evitar que você perca documentos ou apague algo sem querer.

Escolha um programa de edição

Com tudo separado e organizado, o próximo passo é escolher o programa em que você irá realizar a edição.

Existem programas bem simples, ideais para iniciantes, e também os mais robustos, com mais funcionalidades e ferramentas, que são mais indicados para alguém com mais experiência ou tempo para explorá-los.

Para quem está começando a produzir vídeos e ainda não quer se aventurar em softwares mais complexos de edição, nossas indicações são o Windows Movie Maker (PC) e o iMovie (Mac), nativos de seus sistemas operacionais.

Ambos são bastante fáceis de usar e atendem perfeitamente às demandas de projetos mais simples, sem grandes exigências em termos de edição.

Porém, apesar disso, se você quer continuar evoluindo suas habilidades em edição, deve considerar o uso destes apenas como algo temporário, uma vez que eles são bem limitados e não oferecem grandes recursos ou dão tanta liberdade criativa.

Para quem já está mais familiarizado com os programas de edição ou tem um tempinho sobrando para aprender mais sobre como fazer um vídeo de forma mais profissional, nossas indicações são o Adobe Premiere e o Sony Vegas. Ambos são softwares mais robustos, com mais funcionalidades e recursos, porém, que exigem um conhecimento técnico maior em termos de edição e produção de vídeos.

Os dois programas possuem uma versão de teste de 30 dias e, após esse período precisam ser comprados. Uma vantagem é que eles funcionam tanto em PCs como em Macs.

E se você quiser mais dicas de programas de edição, é só conferir este artigo aqui que a gente te 15 deles – do iniciante ao avançado!

 Siga o roteiro

Se você caprichou na hora de fazer o roteiro, ele com certeza vai ser o seu melhor amigo na etapa de edição.

No documento, além da sequência de edição e montagem das cenas, você ainda vai poder conferir os efeitos, músicas, imagens e letreiros a serem inseridos na edição em cada parte e, com isso, economizar tempo precioso!

Não tenha medo! Use e abuse do roteiro na hora de editar.


Seguindo essas dicas básicas, agora você sabe como fazer um vídeo em um tempo muito menor e economizar no seu orçamento. E o melhor de tudo: você continua garantindo sua eficiência em comunicação e a qualidade profissional do seu conteúdo!

Lembre-se: você não precisa de uma super produção para que seus vídeos sejam eficientes e interessantes. Precisa apenas da mensagem certa, construída da forma certa e apresentada com qualidade.

E agora que você sabe como fazer um vídeo e está pronto para apresentar seu conteúdo ao público, é hora de saber quais as melhores maneiras de divulgá-lo! Para te ajudar nessa missão, a gente separou 6 dicas para que você consiga fazer uma divulgação super  eficiente sem gastar muito! É só clicar na imagem para ter acesso ao infográfico gratuito 😉

como fazer um vídeo e promové-lo com baixo orçamento

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.