Por Em Em 28 setembro, 2015

08 dicas para criar seus cursos de EAD com baixo orçamento

BANNER_01

Na hora de criar cursos no formato EAD, muitas pessoas acabam gastando tempo e dinheiro preciosos, por não estarem familiarizados com esse tipo de ensino e suas ferramentas de criação.

Desenvolver cursos EAD não implica gastos exorbitantes e, mesmo com um orçamento reduzido, seguindo essas oito dicas é possível desenvolver um conteúdo adequado e de alta qualidade para sua audiência. Veja só:

#01 Reaproveite Conteúdo Existente

Em vez de gastar uma quantia considerável produzindo conteúdo novo, por que não reaproveitar aquilo de valioso que você já tem?

Desde material de outros cursos de EAD, até conteúdo impresso, como manuais de funcionários, testes, folhetos e outras publicações da sua empresa, muita coisa pode ser reaproveitada e usada em seu curso online.

Mas não se esqueça, todo conteúdo reaproveitado deve ser adaptado ao ambiente digital e ao contexto do seu curso. Pense no tamanho, linguagem, design e outros pontos relevantes para o bom aproveitamento dos alunos.

Pode te ajudar: Não perca seu investimento: recicle seus vídeos online

#02 Use ferramentas de autoria fáceis e rápidas

Graças a tecnologia, hoje você não precisa utilizar uma ferramenta cara e nem entender tudo sobre internet e programação para criar seu curso online.

Com as ferramentas certas, como o Adobe Captivate, o Lectora Online e o Elucidat, rapidamente e com custos muito baixos, você consegue desenvolver suas aulas de forma prática e funcional e atender os objetivos do seu curso.

Além do mais, a maioria das ferramentas já possui uma base web e então é possível criar de qualquer lugar, de forma colaborativa com sua equipe de EAD, e também compartilhar arquivos e dar feedbacks relacionados ao que está sendo feito.  

#03 Use links externos para complementar seu conteúdo

Mesmo que você não tenha orçamento para produzir conteúdo complementar à seus cursos de EAD, investir em links para materiais complementares é uma boa forma de engajar seu aluno com os assuntos abordados e fazer com que ele aproveite mais as aulas e amplie seus conhecimentos.

Sugira conteúdos complementares, como artigos, livros e filmes e também lembre-se de dar dicas de como usar fóruns relacionados e as redes sociais para expandir seu conhecimento.

#04 Use templates de eLearning

Você não precisa começar seu curso do zero e contratar um designer para cuidar do layout, esquema de cores e outros aspectos relacionados a criação. A maioria das ferramentas de autoria conta com templates que possuem tudo isso já preestabelecido e pronto para você inserir seu conteúdo, logo e outras informações.

Além disso, os templates são mais fáceis de editar, atualizar e inserir cursos relacionados.

#05 Faça suas próprias narrações

Como já dissemos no blog, o Storytelling pode ser uma ótima estratégia para engajar seus alunos em aulas de eLearning e as narrações auxiliam nessa técnica de contar histórias, fazendo com que o aprendizado seja maior.

Já que contratar um narrador profissional pode custar mais do que você pode pagar, solte a voz! Escolha um ambiente silencioso, um gravador de boa qualidade, roteirize suas falas e pronto! É só usar um programa básico de edição como o Audacity e você tem uma narração de boa qualidade para auxiliar seus alunos.

E caso você não tenha uma voz adequada para isso, peça para um amigo ou alguém da sua equipe.

Leia mais: Não deixe um áudio ruim matar seu vídeo [Guia para se dar bem]

#06 Faça tutoriais usando captura de tela

Precisa mostrar como realizar algum processo no computador e um texto não é suficiente? Que tal investir em um vídeo usando uma ferramenta de captura de tela?!

Dessa forma, você pode gravar tudo que está acontecendo em sua tela e seus alunos poderão entender melhor o passo a passo daquilo que você quer ensinar, enriquecendo sua experiência.

Algumas ferramentas que você pode utilizar são o Adobe Captivate e o Camtasia.

#07 Conte com a ajuda de um especialista em seu conteúdo

Ao contrário do que possa parecer, contratar um especialista em seu conteúdo, apesar de custar um bom dinheiro, pode acabar sendo mais vantajoso e econômico no fim das contas.

Principalmente se você não entende muito do assunto que pretende abordar em seus cursos de EAD, o gasto de tempo e dinheiro com pesquisas pode acabar prejudicando seu projeto. Contratando alguém especializado para criar o conteúdo, você consegue disponibilizar suas aulas mais rapidamente, pode focar em outros pontos e ainda garante a qualidade e confiabilidade do que está sendo ensinado.

Veja também: Três ideias revolucionárias que estão mudando a forma de ensinar e aprender

#08 Busque um especialista em eLearning

Se você ainda não tem muita familiaridade com o cenário digital e as especificidades dos cursos online, contratar um especialista pode te ajudar a evitar falhas e prejuízos ao final do projeto.

Esse profissional pode te ajudar a lidar melhor com as ferramentas de autoria, a pensar as melhores formas de abordar seu conteúdo, estratégias de interação e também de divulgação em seus cursos de EAD.


Viu que não é impossível criar um bom curso online com baixo orçamento? Utilize as ferramentas ideais, defina suas estratégias e conteúdo, escolha uma plataforma interessante e segura para disponibilizar suas aulas e let’s go!

CTA passo a passo cursos online

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.