Por Em Em 29 setembro, 2017

Como transformar seus cursos presenciais em conteúdo online e expandir o negócio

O Ensino a Distância é visto como o futuro da educação no país. Cada vez mais as pessoas estão procurando capacitação, novas qualificações e habilidades que as colocam um passo a frente da concorrência no mercado de trabalho. Os cursos presenciais sempre foram uma ótima forma de conseguir exatamente essas habilidades extras, mas, cada vez mais, os cursos online estão abocanhando essa parcela do mercado.

O número de alunos matriculados em EAD já alcançou a impressionante marca de 3,8 milhões no Brasil, segundo o censo do MEC. E, de acordo com um estudo realizado pela Sagah, a expectativa é de os alunos de cursos a distância represente 51% dos estudantes no país até 2023. Sendo assim, serão maioria em relação aos alunos de cursos presenciais.

Se você é gestor de cursos presenciais, viu que é uma ótima oportunidade empreender no mercado digital e resolveu transformar seu conteúdo em online, basta filmar suas aulas e disponibilizá-las na internet, certo? Errado! Transformar um curso presencial em online exige estudo, planejamento estratégico e bastante dedicação. Mas não entre em pânico! Por mais que pareça complexo, colocar seu curso no mercado do EAD pode ser essencial para expandir o seu negócio. Nesse artigo você pode conferir dicas valiosas para realizar essa transição e começar agora mesmo a expansão do seu empreendimento!

Para te ajudar nessa transição, que tal baixar nosso Glossário do produtor de conteúdo em vídeo? Nele você vai encontrar conceitos do mundo audiovisual que vão te ajudar a colocar seus vídeos no ar. Baixe agora gratuitamente.

glossario para transformar cursos presenciais em online

Cursos presenciais X cursos online

Eles têm o mesmo valor?

Infelizmente, ainda hoje, o senso comum acredita que um curso presencial tem mais valor no mercado do que um online. Essa concepção já está bastante ultrapassada. Hoje em dia, um diploma ou certificado provenientes de um curso online tem igual valor ao de um curso presencial. Além disso, por causa do modelo de ensino dos cursos a distância, um aluno que estudou em EAD é visto como um profissional que tem bastante afinidade com tecnologia, além da capacidade de organização e disciplina para estudos. Isso pode até contar pontos a mais!

Se o curso online for de graduação, pós-graduação ou outros regulamentados pelo MEC, o diploma vale exatamente o mesmo que o da educação presencial. Afinal, no diploma não vem discriminado se o curso é de uma modalidade ou de outra. O mesmo é o caso dos cursos livres. Estes não são regulamentados pelo MEC, portanto, não possuem a mesma validade do que um curso de graduação, por exemplo, mas são válidos pela legislação atual do Brasil e aceitos em muitas áreas do mercado – e até mesmo em alguns concursos públicos! Na mesma medida, o certificado de um curso livre feito presencialmente ou a distância possuem, também, a mesma validade.

Vantagens do curso online

O ensino a distância oferece flexibilidade, comodidade, economia e inovação. Com o dia a dia tão corrido atualmente, uma excelente vantagem a considerar é o fato de que, ao se matricular em um curso online, você pode fazer com que as aulas encaixem na sua rotina, e não o contrário – que normalmente é o caso das aulas presenciais. EAD traz flexibilidade para o aluno. Além disso, há a comodidade de poder assistir às aulas em qualquer lugar. Você pode se capacitar sem ao menos precisar sair de casa!

O terceiro ponto diz respeito à economia. Em sua maioria, cursos EAD são mais baratos do que os cursos presenciais e o aluno não precisa se preocupar com gastos extras relacionados a transporte e alimentação, por exemplo. Por fim, EAD é inovação! Altamente ligado à tecnologia, as vídeo aulas apresentam um ensino dinâmico e de fácil assimilação. Além disso, é muito comum a utilização de materiais extras como vídeos – filmes, séries – e até jogos educativos para complementar o conteúdo ministrado no curso.

Além de todas essas vantagens para o aluno, colocar um curso na modalidade online traz benefícios para o criador de conteúdo também. Já pensou nas barreiras geográficas? Se você ministra um curso na sua cidade, seu público fica restrito àquele local e adjacências. A internet permite superar esses limites! Colocar seu curso presencial na internet realmente é expandir seu negócio para novas oportunidades, novos públicos. Você pode ter alunos do Brasil inteiro!

Então, se você já é gestor ou professor de cursos presenciais e está buscando expandir ainda mais suas oportunidades de negócio, transformar seu curso em online é uma excelente forma de fazer exatamente isso. Pra te ajudar nesse processo, a gente preparou essas dicas para você começar a planejar essa mudança e empreender no mercado digital agora mesmo!

Planejamento

Como já falamos antes, transformar um curso em online não é simplesmente apontar a câmera, gravar as aulas e colocar na internet. É preciso entender que um curso online tem um foco bem diferente do presencial, além de que o público que procura aprender algo na internet também tem desejos e objetivos diferentes.

Por isso, é preciso ter um planejamento criterioso e dedicado para alcançar os resultados positivos desejados. Para isso, você precisa começar analisando o formato do curso, seu conteúdo e seu público.

Formato do curso

Um curso online pode ser estruturado de diversas maneiras e essa estrutura tem tudo a ver com o aprendizado do aluno. Nesse ponto, você deve analisar seu cursol e ver qual melhor formato para adaptá-lo para o e-learning.

Esses formatos podem ser síncrono, assíncrono e híbrido.

No aprendizado síncrono, professor e aluno estão conectado ao mesmo tempo. Neste modelo, são utilizados recursos de videoconferência, por exemplo. É o formato que mais se assemelha ao ensino presencial, pois professores e alunos precisam estar online juntos. Exatamente por isso é que talvez este não seja o modelo mais interessante para se adotar, uma vez que o que falamos de flexibilidade já não é mais considerado.

O modelo assíncrono não necessita que professores e alunos estejam conectados ao mesmo tempo, pois a comunicação entre eles acontece pós aula. Podem ser utilizados fóruns ou blogs como recursos interativos, por exemplo.

O modelo híbrido une o aprendizado online com o presencial. Além das vídeo aulas, são marcados também encontros presenciais para discutir a matéria, sanar dúvidas ou até realizar provas.

Estes modelos são adotados nas Plataformas EAD clássicas, mas existe também o modelo de curso livre. Neste, as aulas podem ser vendidas por assinatura ou venda pontual, e o aluno tem total liberdade para assistir quando e onde quiser. O aprendizado é totalmente focado no aluno e não no professor.

Para pensar qual desses modelos melhor se traduz dos cursos presenciais para os online, você deve analisar o seu público e o seu conteúdo.

Público

O primeiro passo para abrir qualquer negócio é entender qual é o seu público. Para quem quer trabalhar com educação, essa responsabilidade é ainda maior. Dando aula em sala de aula, você já sabe a importância de comunicar com seus alunos em uma língua que faça sentido para eles. Mas se você já é gestor de algum curso presencial, essa parte fica um pouco mais fácil. O que realmente você deve focar é em entender o perfil de um aluno de EAD.

Pense nas seguintes perguntas:

  • Por que um aluno opta por EAD em vez de um curso presencial?
  • Qual o perfil desse aluno?
  • O que eu quero que ele tenha aprendido ao final do curso?
  • Como posso facilitar a retenção de conhecimento dele?

Traçando um perfil para entender melhor seu público, o próximo passo é adaptar seu conteúdo a ele.

Conteúdo

É preciso realmente repensar todo o conteúdo e cronograma do curso. A ideia é manter o conteúdo o mais conciso possível. Quem ensina por meio de vídeo aulas precisa tomar cuidado com a quantidade de informações passadas, já que o aluno não está presente em uma sala de aula física e é muito mais fácil dispersar se ele está em casa assistindo a um vídeo. Então, sabe aquele conteúdo que é até legal, mas não tem muito a ver com o restante do curso, na modalidade online o ideal é eliminar. Uma das ideias de uma educação a distância é a objetividade.

É claro que não é preciso começar do zero, apenas adaptar o conteúdo já passado nos cursos presenciais para o ambiente online. Pense na divisão dos módulos e divida as aulas em vídeos diferentes. Assim, os vídeos não ficarão muito longos e ficará muito mais fácil para o aluno revisitar algum conteúdo que tiver interesse.

Uma dica: Você pode criar coleções ou blocos de vídeos que sejam relacionados entre si. Isso ajuda a visualização do curso como um todo, além de dar mais uma possibilidade de monetização, que falaremos sobre um pouco para frente.

Após pensar em conteúdo e público, é hora de planejar a gravação das aulas. Para te ajudar com essa tarefa, a Samba preparou um e-book com tudo que você precisa saber para montar um estúdio de gravação em casa! Você pode baixar aqui gratuitamente.

como fazer um vídeo montando um home studio

Gravação

O momento da gravação é quando você, de fato, irá dar sua aula. Em cursos presenciais, o professor tem mais liberdade para brincar, divagar, e no geral, improvisar. Em um curso online é muito importante tomar cuidado com essas questões. Por isso a parte de gravação é tão importante, desde a criação do roteiro, passando pela escolha dos equipamentos até a gravação de fato.

Roteiro

O roteiro é uma das partes mais importantes da sua aula online. Gravar aulas para um curso online é uma atividade que precisa de bastante disciplina e planejamento. Como já dissemos, em um curso presencial há mais abertura para improviso, nas aulas online, nem tanto. Lembra da importância da objetividade? A melhor maneira de gravar uma aula objetiva e focada no que realmente precisa ser passado é preparando um roteiro. Ele é seu maior aliado na hora de saber exatamente o que falar. O roteiro será o seu guia e irá impedir que você se perca no que estava falando.

Fazendo uma comparação com cursos presenciais, o roteiro será o seu plano de aula. Para montar seu roteiro, pense no conteúdo passado em sua aula presencial e selecione apenas o relevante para aquela vídeo aula, isso vai fazer vídeos mais curtos e diretos.

Equipamentos

Escolher os equipamentos corretos é outro passo muito importante para gravar suas vídeo aulas. Pense em um aluno que esteja em uma sala de aula escura, com muito ruído de fundo e muita bagunça espalhada pelo espaço. Você acha que ele irá aprender com facilidade? O mesmo deve ser considerado para uma vídeo aula. A qualidade do seu vídeo é essencial para o aprendizado.

A única forma de garantir um bom vídeo de qualidade é certificar que essa qualidade esteja presente desde o momento da gravação. Tentar “arrumar” algo na edição dificilmente daria certo.

Para ajudar na escolha dos equipamentos, a Samba tem um artigo para cada um, e você pode conferir todos eles aqui:

Depois da gravação, está na hora de colocar o curso no ar e começar a vendê-lo, afinal, esse é o objetivo, certo? Então vamos lá.

Colocando o curso no ar

Segurança

A primeira coisa que você deve se preocupar na hora de começar a vender um curso pela internet é na segurança da informação. De que adianta todo o trabalho para transformar seu curso presencial em online se ele puder ser roubado facilmente e revendido por um preço bem menor que o seu? Por isso a segurança é fundamental!

É preciso colocar o curso no ar em uma plataforma que você tem certeza que não precisa se preocupar com pirataria, afinal, ninguém irá pagar por algo que consegue achar facilmente de graça, não é?

Estudar sobre direitos autorais e segurança de armazenamento na internet é o segredo para o sucesso do seu curso online.

Forma de monetização

Com certeza a venda do seu produto é a parte mais importante, pois é o objetivo final! Após seu investimento e o trabalho para transformar o curso em online, é preciso, de fato, vender o seu conteúdo em vídeo.

Monetização é o ato de ganhar dinheiro com seu produto, e no caso dos vídeos online, você pode escolher algumas formas diferentes: Assinatura ou pontual. A boa notícia é que não existe uma forma melhor do que a outra, apenas uma que melhor se adequa ao seu negócio.

Quer conhecer uma plataforma para vídeos online segura e moderna que pode ser a solução para a expansão do seu negócio de cursos online? Faça um tour pela Samba Play e veja como ela funciona! Clique aqui ou na imagem abaixo.

Divulgação

Por fim, é hora de divulgar o seu curso e conquistar novos alunos. Uma boa estratégia de divulgação e marketing vai te ajudar a garantir que sempre pessoas novas conhecerão seu curso e, consequentemente, que você irá vender sempre.

O marketing digital traz muitos resultados! Você pode utilizar as redes sociais, base de e-mails e até dos anúncios pagos – Facebook Ads, por exemplo – para gerar mais vendas.

Se você quiser conhecer um pouco mais sobre o marketing digital, pode baixar gratuitamente nosso infográfico e aprender tudo sobre como ele irá te ajudar a ganhar mais dinheiro!

Converter cursos presenciais em curso online não é uma tarefa simples, mas pode ser extremamente valiosa para a expansão do seu negócio. Além do ensino a distância representar o futuro da educação, aulas online unem inovação, flexibilidade, economia e elimina as barreiras geográficas. É, de fato, a democratização do ensino. Agora que você já sabe como se planejar para fazer a conversão do seu curso presencial, está preparado para começar a empreender no mercado digitar e aproveitar esse mercado em constante crescimento!

E se você quer saber um pouquinho mais sobre como ganhar dinheiro e escalar seu negócio por meio dos vídeos, baixe agora – e grátis! – nosso e-book sobre aulas online e prepare-se para o sucesso!

aulas online para coaching

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.