Por Em Em 24 agosto, 2017

Facebook Ads: aprenda a operar a plataforma de anúncios da maior Rede Social da internet!

Você já reparou no número de propagandas e postagens patrocinadas que aparecem na sua timeline do Facebook? Isso quer dizer que, por meio de algoritmos do Facebook Ads – a plataforma de anúncios própria do site -, você se caracteriza dentro de um perfil interessante para aquela determinada marca.

Se você tem um negócio digital, já sabe como é importante criar conteúdos relevantes para o seu público, não é mesmo? Esse é exatamente um dos segredos do sucesso do Facebook Ads: você consegue divulgar não somente propagandas da sua marca, mas também conteúdos, materiais ou qualquer outro tipo de postagem que você ache interessante de atingir um público maior. Por isso, impulsionar posts no Facebook já se tornou, hoje, uma das formas mais comuns e efetivas de criar anúncios online.

É claro que, assim como em qualquer outra plataforma de anúncios, você vai precisar de alguns testes e certa prática até conseguir realmente ver os resultados da sua ação. E é exatamente aqui que a gente entra: trouxemos algumas dicas para que você consiga programar anúncios cada vez mais efetivos para o seu negócio!

Mas, antes que você comece a programar anúncios na web é preciso que você entenda a importância dessa estratégia. E é exatamente sobre isso que vamos tratar agora!

E antes de começar, vale a pena aprender mais sobre marketing digital! Baixe este infográfico e veja como ele pode te ajudar a ganhar mais dinheiro na internet.

marketing digital e facebook ads

Afinal, por que apostar em anúncios?

Equiparando-se às diferentes formas de propaganda tradicional, o principal motivo que leva uma empresa a criar anúncios online é conquistar visibilidade diante de uma audiência – e sem o impulsionamento de um conteúdo, é muito provável que a pesquisa orgânica se torne a única forma de conseguir com que ele atinja seus clientes.

Ao falar de tráfego orgânico, basicamente, queremos dizer que sua audiência chegará até você apenas se ela procurar por alguma palavra-chave relacionada ao seu conteúdo em um site de pesquisas – como o Google -, ou se ela já tiver um relacionamento com a sua empresa nas redes sociais.

Ou seja, apoiar-se apenas em uma estratégia orgânica é arriscado, pois pode ser que seu conteúdo circule, majoritariamente, por quem já tem consciência da sua marca e interesse em seu produto.

Ao pagar por um anúncio, no entanto, você consegue atingir um público maior, uma vez que deixa de depender de pesquisas específicas para ser encontrado. Dessa forma, o tráfego pago se caracteriza como uma estratégia que visa aumentar a presença online da sua marca não apenas para os usuários que já te conhecem, mas também para aqueles que não te conhecem e podem ter interesse no que você oferece.

Se você já está convencido da importância dos anúncios online, agora imagine como essa função pode ser potencializada no Facebook, uma rede que conta com mais de 100 milhões de usuários apenas no Brasil! Apesar de existirem táticas para conseguir aumentar o tráfego orgânico na página da sua empresa, se você quer promover ofertas, criar audiência voltada para determinados conteúdos ou até mesmo impactar suas personas, por exemplo, o Facebook Ads continua sendo a melhor estratégia para aumentar a visibilidade da sua marca.

O que é o Facebook Ads

O Facebook Ads é plataforma de anúncios do Facebook. Com ele, você consegue criar campanhas super segmentadas para quem acessa essa rede social e também o Instagram. É possível fazer centenas de combinações de público e interesses para atingir mais pessoas. Além disso, os formatos de anúncios também são bastante amplos.

Usando o Facebook Ads fica muito mais fácil ser relevante nessas duas redes sociais e você pode conseguir melhores resultados para a estratégia de marketing da sua empresa.

A seguir, você vai entender como usar essa plataforma e fazer com que ela trabalhe a favor do seu negócio. Continue lendo:

O primeiro passo: acessando o Facebook Ads

O Facebook Ads é hospedado na própria plataforma do Facebook, portanto, o primeiro passo é saber como acessá-lo, certo? E você pode fazer isso de duas formas:

Diretamente pelo Gerenciador de Anúncios: essa ferramenta é mais simples de ser usada e te permite criar anúncios e gerenciar anúncios. Para acessá-la, é só clicar na setinha ao lado do ícone de dúvidas, na barra superior da página do Facebook.

gerenciador de anúncios facebook ads

Pelo Power Editor: você também tem a opção de criar e gerenciar seus anúncios por meio de uma plataforma um pouco mais completa. Você pode encontrá-lo fazendo uma pesquisa rápida no mecanismo de busca do próprio Facebook.

power editor facebooks ads

Seja qual for a sua escolha, essas duas ferramentas te guiarão pelo mesmo processo básico de se programar um anúncio: criar uma campanha, um conjunto de anúncios e, só então, o anúncio propriamente dito.

Vamos passar por cada uma dessas etapas agora!

Criando a campanha

A gente já explicou que, ao optar pelo Facebook Ads, você pode atingir tanto as pessoas que já são fãs da sua página quanto um público que não conhece ou ainda não é engajado no seu negócio. Criar uma campanha é exatamente a hora de decidir qual a finalidade do seu anúncio e, portanto, a audiência que ele vai atingir.

Por isso, analise qual ou quais são os objetivos principais da sua estratégia. Você pode criar anúncios com a intenção de ganhar curtidas na página, gerar um maior engajamento ou uma taxa de conversão maior no seu material, por exemplo – pense qual objetivo melhor se encaixa com a proposta da sua divulgação.

Se você estiver usando o gerenciador de anúncios, esta será a sua tela de acesso:

campanha gerenciador facebooks ads

Já no power editor, você vai programar seu anúncio em uma tela como esta:

campanha facebook ads

Caso haja dúvida na hora de escolher qual o melhor tipo de anúncio para aquela determinada postagem, vamos te explicar a finalidade de cada um deles, para que você possa entender melhor quais serão os resultados da sua ação.

Reconhecimento de marca

Esse tipo de anúncio vai fazer com que sua mensagem chegue a mais pessoas que tenham a real possibilidade de se interessar por sua marca.

Alcance

Aqui, o seu anúncio será exibido para o maior número possível de pessoas, sem se importar muito com outras ações.

Tráfego

Escolhendo este objetivo, o Facebook irá fazer com que seu anúncio seja exibido de forma a fazer as pessoas acessarem seu site, blog ou outro ambiente externo.

Envolvimento

Se você quer mais curtidas, comentários e compartilhamentos em suas publicações, é este o objetivo que você deve escolher.

Instalações do aplicativo

Use este objetivo de anúncio caso você tenha um aplicativo e queira aumentar o número de instalações dele.

Visualizações do vídeo

Se você produziu um vídeo, publicou no Facebook e quer que ele tenha mais visualizações e engajamento, esse é o objetivo a se escolher.

Geração de cadastros

Com este objetivo, você pode fazer com que suas publicações sejam linkadas a formulários de contato e então captem dados estratégicos da audiência, como email ou telefone.

Conversões

Usando o objetivo de conversões, além de fazer com que as pessoas visitem suas páginas, você faz com que elas convertam dentro delas – deixando algum dado de contato.

Visitas ao estabelecimento

E se você estava pensando que Facebook Ads serve apenas para negócios digitais, se enganou. Com esse objetivo, você pode fazer anúncios da sua localização, levando as pessoas da internet até você.

Depois de determinar o objetivo, chega o momento de criar o conjunto de anúncios. Então, vamos ao que é necessário saber para usar essa estratégia em seu favor.

Vendas do catálogo de produtos

Nesse tipo de anúncio, você faz com que o Facebook mostre os produtos de seu catálogo automaticamente, de acordo com o público selecionado.

E falando em vender, você já viu como a Samba dobrou suas oportunidades de negócios com o investimento em vídeos? Confira no material abaixo!

aumentar as vendas investindo em videos no facebook ads

Criando o conjunto de anúncios

O conjunto de anúncio no Facebook Ads é uma parte de extrema importância para o seu processo de divulgação. É aqui que você vai poder escolher o público que quer atingir, o posicionamento do seu anúncio, o orçamento que ele vai demandar e a data durante a qual ele será veiculado.  

Segmentação de público

Para que seu anúncio seja mais efetivo, é preciso que as pessoas certas o vejam, não é mesmo? Para isso, o Facebook Ads te possibilita escolher o público que será atingido pela divulgação do seu post.

Na hora de segmentar seu público, você tem basicamente dois pontos de partida: utilizar como base as pessoas que já interagiram com sua empresa ou criar o público do zero, a partir de interesses, dados demográficos, etc.

Vamos falar um pouco sobre cada opção.

Nesse momento, é essencial conhecer o público da sua empresa. Para te ajudar, vale a pena ler este artigo aqui sobre segmentação de mercado.

Começar com um público personalizado: pessoas que já interagiram com sua empresa

Configurando sua campanha a partir dessa opção, você pode utilizar os contatos que sua empresa já tem e direcionar os anúncios a essas pessoas. Isso vale para listas de email, telefones, IDs do Facebook e de aplicativos, visitas em sites específicos e mais.

Esse é um método que normalmente traz resultados excelentes, uma vez que as pessoas que já conhecem sua empresa têm mais chances de interagir com ela ou aceitar sua oferta. E se você acha que isso é um limitante, vale saber que aqui você pode ainda criar os famosos Lookalikes ou públicos semelhantes. Ou seja, é possível pedir ao Facebook que crie uma lista com milhares (ou milhões, você decide) de contatos que usam essa rede e têm um perfil parecido com o de seus contatos.    

Após escolher o seu público aqui, é possível definir sua localização, idade, e até limitar o alcance de acordo com interesses e dados específicos do público para acertar ainda mais.

Criar uma audiência a partir do direcionamento detalhado

Caso não queira configurar sua audiência a partir de quem já interagiu com sua empresa e quiser explorar as opções do Facebook Ads, você pode criar seu público do zero, por meio do direcionamento detalhado.

Com ele você tem centenas de opções referentes à localização, idade, interesses, relacionamentos, profissões, formação e muito mais! Então, você só precisa saber quem é o público ideal do seu negócio e defini-lo no Facebook para ter um alcance de alta qualidade.

Para ter uma ideia da quantidade de combinações que você pode fazer na ferramenta, no infográfico abaixo (em inglês) você pode ter ver todas as categorias dentro das quais você pode configurar seu público. Dá para fazer combinações muito diferentes e ter dados bem particulares sobre quem você deseja impactar.

segmentacao de publico no facebook

Fonte: http://www.wordstream.com/blog/ws/2016/06/27/facebook-ad-targeting-options-infographic

Posicionamento

Definir o posicionamento dos seus anúncios basicamente significa escolher a forma como ele vai aparecer para o seu público.

Nesta parte do processo, clicando em “posicionamento automático” você pode optar por deixar que o próprio Facebook estude os locais onde seu anúncio alcança um maior desempenho e escolha onde ele vai aparecer.

No entanto, nossa dica é que você opte pelo comando de “editar posicionamentos”, assim você terá um maior controle sobre onde seu conteúdo vai ser mostrado. Com esse poder em mãos, você tem a chance de fazer testes e, assim, entender quais locais de publicação te levam a alcançar um maior retorno de investimento – isso vai ajudar a consolidar sua estratégia de anúncios cada vez mais.

posicionamentos de anuncios no facebook

Orçamento e…

No Facebook Ads não existe um orçamento mínimo para começar a anunciar – você pode investir o valor que achar necessário. Pode ser que com apenas R$10,00 já seja possível alcançar algumas de suas metas, mas na plataforma também se aplica a regra de que com maiores investimentos, melhores resultados virão.

Uma das partes mais importantes nesse momento do processo é que você se atente à forma como você vai ser cobrado pelo Facebook: por CPM ou CPC.

CPM

Escolhendo o CPM você está usando um pagamento de custo por milhar, ou seja, a cada mil pessoas que veem seu anúncio, você paga uma quantia fixa definida pelo próprio Facebook.

CPC

Já o CPC é o custo por clique. Aqui você pode escolher o valor que você está disposto a pagar a cada clique que for feito no seu post de divulgação – ou seja, tem mais controle sobre o investimento final.

Para saber qual tipo de publicação impulsionada mais combina com o seu negócio (e com o seu bolso) só tem um jeito: teste! Experimentar os dois tipos de anúncio é a única maneira de descobrir qual traz um maior retorno ao seu projeto e objetivo.

De qualquer maneira, seja CPM ou CPC, você pode efetuar o pagamento dos seus anúncios no Facebook Ads da mesma forma: com cartão de crédito ou boleto bancário.

Na parte de orçamento, você também pode decidir se vai investir uma quantia por dia, ou se vai definir um valor para toda a campanha e deixar que o Facebook decida como usar o dinheiro ao longo da veiculação. Dependendo da opção que escolher, você também terá tipos diferentes de programação (que é o nosso próximo tópico e está ligado ao orçamento).

…Programação

Público indicado, posicionamento escolhido e orçamento determinado – agora resta apenas uma etapa do processo de criar seu conjunto de anúncios: definir quando e por quanto tempo ele será veiculado. É muito importante ficar atento nesse momento, pois, do contrário, você pode acabar gastando mais do que gostaria.

Como citamos, essa parte depende um pouco do tipo de orçamento que você escolheu na etapa anterior. Vamos explicar:

Caso você tenha escolhido o orçamento diário, você terá a opção de veicular seu anúncio de forma ininterrupta ou em um intervalo de tempo específico. Se você escolher a primeira forma, deve saber que seus anúncios ficarão no ar, consumindo a quantia diária, até que você os pause ou exclua. Porém, se você resolveu determinar um período de veiculação, seu anúncio só ficará no ar durante ele e, logo depois se encerrará automaticamente.

Caso você tenha optado pelo orçamento vitalício, então, obrigatoriamente terá que definir um período de tempo em que seu anúncio ficará no ar. Assim, o Facebook gastará a quantia de forma estratégica durante os dias que você definiu e, no final desse período, encerrará a divulgação.

Aqui na Samba, nós sempre indicamos que você escolha um período de tempo para veicular seus anúncios – independente da forma de orçamento escolhida. Isso porque, caso contrário, você pode acabar esquecendo das campanhas que pôs no ar e ficar gastando dinheiro à toa.  

Criando o anúncio

Depois de todo esse processo de planejamento, definição de objetivos, público e orçamento, chega, enfim, a hora de criar seu anúncio propriamente dito.

Para fazer isso, existem dois caminhos:

  • Criar um novo anúncio: faça sua publicação totalmente do zero, escolhendo atribuições como a imagem, o formato, o texto e os links.  
  • Usar publicação existente: você pode escolher tornar algum post já feito e que seja importante para sua estratégia em um anúncio. Assim, você não precisa se preocupar em escolher a imagem ou o texto, por exemplo – o anúncio já está pronto.

Independentemente do formato que você decida usar, é importante que você pense na apresentação do seu post – afinal, o Facebook é uma plataforma extremamente visual, portanto uma imagem chamativa pode ser a chave para atrair a atenção de um usuário.

Outra estratégia que pode trazer ainda mais engajamento para o seu anúncio é o uso de vídeos. Com cada vez mais pessoas preferindo consumir conteúdo em formato audiovisual na internet, essa pode ser sua melhor brecha para chamar a atenção de quem está navegando pelo site. Se você tem um canal de vídeos, por exemplo, você pode fazer anúncios do seu conteúdo no Facebook usando teasers instigantes. 

Invista também nos diferentes formatos que o Facebook oferta além das imagens e dos vídeos. Fazer anúncios em carrossel ou utilizando o formato canva, por exemplo, pode impactar muito positivamente em sua estratégia. E se você também está anunciando no Instagram, vale lembrar que agora todos podem anunciar nos stories, que são uma nova e atrativa forma de impactar o público!

Por fim, não se esqueça de ser bem específico na hora de criar uma legenda para seus anúncios e sempre interaja ou sugira uma ação aos usuários – curtir a página, o post ou baixar um material, por exemplo. Assim você consegue com que mais pessoas sintam-se atraídos pelo o que você anuncia!

E se você vai criar um anúncio com vídeos, não se esqueça de caprichar no thumbnail! Essa ferramenta gratuita permite que você crie um em poucos segundos e de forma muito fácil – apenas arrastando e soltando!

criar thumbnail para facebook ads

Gerenciando seus anúncios

O Facebook Ads te dá acesso a uma página em que você pode gerenciar todos seus anúncios. Nela é possível ter uma visão mais completa do que você tem feito e acompanhar o desempenho de cada campanha, conjunto de anúncios e anúncios.

Se você estiver fazendo uso da ferramenta do Power Editor, é possível, ainda, criar relatórios personalizados sobre a performance da sua estratégia de anúncios – assim, você consegue estudar os resultados de cada campanha mais de perto e com mais detalhes.  

Alguns tipos de métricas que você pode acompanhar

Depois que seu anúncio for feito, o trabalho não para. Você deve ficar atento a como as pessoas reagiram a ele e procurar oportunidades de melhorar cada vez mais.

Veja algumas métricas que você pode acompanhar:

Alcance: o alcance de uma publicação diz respeito à quantidade de pessoas que foram impactadas por ela. São pessoas que, de alguma forma, viram seu anúncio.

Cliques: o número de cliques mostra a quantidade de pessoas que clicou em qualquer parte de seu anúncio – seja no nome da página, no link, para abrir a imagem ou no “ver mais”. Em tipos de anúncios específicos, como de tráfego e cliques, é importante focar no número de cliques no link e não apenas no total.

Reações: com o número de reações, você consegue saber quantas pessoas curtiram sua publicação, quantas comentaram e quantas compartilharam seu anúncio.

Feedbacks negativos: é importante também ficar atento aos feedbacks negativos recebidos pela publicação, como ocultamentos, denúncias, marcações de spam e descurtidas na página. Isso vai evitar que sua empresa tenha problemas de reputação e posicionamento de marca.

Dica extra: use pixel de conversão

O chamado pixel de conversão gera um código para acompanhar a eficiência de seus impulsionamentos. Isso quer dizer que, caso seus anúncios levem o usuário a um blog ou canal de vídeos, por exemplo, você consegue mensurar, de uma forma mais fácil, se seu público está acessando essas páginas.

Outra funcionalidade do uso do pixel de conversão é conseguir uma estratégia mais consolidada na hora de segmentar o público de seus anúncios. Isso é possível pois esse feature te permite rastrear os visitantes que estiveram em determinadas páginas do seu negócio.


Se aventurar pelo mundo dos anúncios online é se aventurar por um mundo de testes – você só vai conseguir saber qual estratégia funciona melhor para o seu negócio se testar e mensurar cada uma delas.

Por isso, não tenha medo de experimentar todas as funcionalidades que o Facebook Ads te oferece: com tempo e experiência você vai criar anúncios cada vez melhores e mais efetivos! 😉

E agora que você já sabe a importância de uma estratégia de anúncios, que tal aprender mais sobre marketing em vídeo, para deixá-la ainda mais eficiente? A gente montou um material especial, em parceria com a Rock Content, sobre isso para te ajudar! É só clicar aqui na imagem para baixá-lo gratuitamente! 🙂

video marketing para facebook ads

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.