Por Em , Em 24 novembro, 2017

Streaming de vídeo: o que é, vantagens e como ganhar dinheiro

Uma palavra que a maioria das pessoas tem escutado com bastante frequência ultimamente é streaming. Muito se fala em streaming de vídeo e streaming de áudio, mas muita gente ainda não entende o verdadeiro significado dessa palavra ou o que ela representa em termos de tecnologia e acesso a conteúdo.

Principalmente para quem está tentando abrir um negócio e quer se aventurar no empreendedorismo digital, mais importante do que compreender o que significa streaming, é entender a relevância que o streaming de vídeo vem ganhando, devido as oportunidades que ele oferece para quem quer começar a ganhar dinheiro na internet. Essa nova tendência online tem revolucionado a forma como as pessoas consomem conteúdo e, inclusive, tem se tornado concorrência preocupante para grandes player do mercado televisivo. 

Pensando nisso, montamos este artigo para esclarecer todas as suas dúvidas sobre o assunto e inclusive dar dicas de como você pode fazer o streaming de seus conteúdos em vídeo de forma segura, estável e com todos os recursos que seu projeto precisa. Vamos lá?

Mas, antes de começar, que tal dar uma olhada em como as pessoas vem produzindo e vendendo conteúdo na internet ultimamente? 

pesuisa - streaming de vídeo

01. O que é streaming e streaming de vídeo

Streaming é uma tecnologia que, através da internet, possibilita o envio de informações multimídia para computadores e outros dispositivos sem comprometer sua conexão com a internet ou exigir um tempo de espera para download e acesso ao conteúdo. Basicamente, uma vez conectado a internet, um dispositivo é capaz de reproduzir arquivos como vídeos e áudios ao mesmo tempo que faz o download desses conteúdos — ou seja, o usuário pode acessar os arquivos mais rapidamente enquanto as informações estão sendo carregadas.

O termo stream em inglês significa córrego, riacho, e é daí que veio o termo streaming, com a ideia de remeter a essa noção de fluxo, transmissão, que é tão fundamental para o sucesso absoluto dessa estratégia de mercado.  Atualmente, grandes empresas como o Netflix, o Crackle, o Spotify e o Tidal utilizam essa tecnologia para que os usuários possam assistir vídeos e ouvir músicas instantaneamente — e já servem de inspiração: hoje diversas empresas e empresários, observando esse movimento, têm começado a investir em projetos de streaming de vídeos próprios. 

O streaming de vídeos, a Netflix e o futuro da TV

Sempre que falamos em streaming de vídeos, falamos na Netflix — e não é da boca para fora: a empresa, fundada (acredite ou não) em 1997, é o maior exemplo da vanguarda do vídeo sob demanda.

Quando criada, em 1997, a Netflix se categorizava como um serviço online de locação de filmes – isso é, por meio de um serviço de assinatura mensal, os usuários podiam comprar ou alugar uma quantidade ilimitada de produções cinematográficas, que chegavam em sua casa pelo correio. Em 2007, com a popularização do streaming, a Netflix expandiu seus negócios e passou a disponibilizar se conteúdo online, de forma que seus assinantes passaram a poder acessar seus filmes de maneira instantânea, sem ter que sofrer com downloads longos e (possivelmente) cheios de vírus. 

Mas não para por aí: percebendo o movimento da população para o mundo digital e, principalmente o aumento do consumo de conteúdo online e a consequente queda do conteúdo televisivo, a empresa deu um passo a frente: criou a primeira série exibida completamente online, House Of Cards, consagrando-se, em 2012, como a primeira TV online. De lá pra cá, investindo em mais conteúdos exclusivos da plataforma, a Netflix cresceu nada mais nada menos do que em 81,1 milhões de assinantes. 

A partir daí, diversas outras empresas do segmento televisivo e cinematográfico passaram a criar sua própria plataforma de streaming de vídeo, a fim de competir com o poder da vanguardista Netflix. Com essa modificação na forma de se produzir e consumir conteúdo, que vem acontecendo de forma incrivelmente rápida, de acordo com pesquisas da BCG e RIA, hoje já contamos com uma parcela de 75% de tráfego de dados online por conta de streaming de vídeo, com expectativas de crescimento a cada ano.

Apesar desse novo apelo ao digital, Carlos Henrique Schröder, diretor-geral da Globo, a TV como conhecemos hoje não vai acabar. “A experiência de assistir uma à TV numa tela grande, no sofá de casa, é insubstituível. O que veremos é uma evolução da oferta digital”, diz em entrevista à revista EXAME. “Estamos trabalhando em um futuro a curto prazo. O público terá cada vez mais liberdade de escolha, alternando momentos em que vai desejar ver a programação ao vivo com outros em que o conteúdo será consumido sob demanda. (…) O diferencial competitivo estará no conteúdo”, conta sobre o futuro da Rede.

O streaming de vídeo e os pequenos produtores

Apesar da história do streaming de vídeo parecer pertencer apenas a grandes players do mercado, hoje as regras do jogo já estão mudando: cada vez mais empresas e empreendedores conseguem entrar no universo dos vídeos online sob demanda e gerir uma base de assinantes sólida.

Isso aconteceu por conta, principalmente, de dois fatores. Primeiro, a revolução digital, que, além de otimizar a banda larga e atingir um número maior de pessoas, permitiu a criação de plataformas profissionais, próprias para hospedar e distribuir produções audiovisuais com qualidade e rapidez. Depois, o empreendedorismo digital permitiu que os produtores enxergassem com mais clareza os chamados nichos de mercado, ambiente mercadológico no qual conseguem segmentações de público especializadas e interessadas em assuntos específicos.

E melhor ainda: se antes essa tecnologia estava distante, hoje já é fácil e barato ter um Netflix próprio!  Com as parcerias certas, você consegue garantir segurança, qualidade, rapidez e inovação ao seu canal de vídeos.

E aí, quer saber mais sobre como é possível ter um Netflix para chamar de seu? Faça um tour na nossa plataforma e entenda como esse mercado inovador é um futuro mais próximo do que você imagina! 

tour do samba play - streaming de vídeo

Streaming e Live streaming

Além do streaming de vídeos tradicional, existe também o live streaming. É muito provável que você também já tenha tido contato com lives, já que elas funcionam na mesma lógica do streaming, com a única diferença de enviar as informações solicitadas pelo espectador realmente em tempo real. Ou seja, se alguma vez você já usou a internet para assistir a eventos, pessoas e programas que estavam ao vivo naquele momento, você estava em contato com uma live streaming. 

Diversas empresas, como as grandes emissoras de TV, hoje também já oferecem esse serviço de live streaming e ele é muito utilizado principalmente para transmissão de eventos esportivos, palestras e outros conteúdos que sejam interessante de engajar, também, um público online. 

E se você quer saber tudo sobre transmissão ao vivo, a gente te ajuda: aqui nesse guia você consegue todas as informações que precisa para fazer a sua! 

02. Vantagens que o streaming de vídeo trouxe

Com essa tecnologia, um conteúdo que antes levava horas para ser transferido ao computador do usuário final e só então poderia ser assistido, agora pode ser acessado instantaneamente, com qualidade máxima e sem demandar nada mais por isso.

O acesso a conteúdos audiovisuais, que antes era tão complicado, graças ao streaming de vídeo, se tornou muito mais fácil e hoje esses materiais são cada vez mais populares na internet, por serem de fácil assimilação, muito mais atrativos e, na maioria das vezes, mais ricos.

O streaming de vídeos colaborou também para que as pessoas pudessem trabalhar apenas com vídeos e, em grande parte, é o que sustenta os famosos vloggers que conhecemos hoje. Além do mais, empresas e pessoas interessadas em compartilhar conteúdo rico com o público e tornar seu negócio mais atrativo e visível puderam também investir nos vídeos, criar canais de conteúdo especializados e elevar sua estratégia de comunicação e marketing a um patamar antes nem imaginado.

Hoje os vídeos já dominam a internet e a tendência é que eles sejam cada vez mais soberanos nesse meio. De acordo com pesquisas, daqui a menos de três anos, só esses conteúdos serão responsáveis por gerar 80% de todo o tráfego da internet. Muita coisa, né?

E se você ainda não investiu em streaming de vídeo, está na hora de pensar em começar para não ficar pra trás, e nós temos algumas dicas para que você faça isso.

03. Como fazer streaming dos seus conteúdos

Fazer streaming dos seus conteúdos em vídeo é bastante simples. Você vai precisar, basicamente, de 4 peças importante:

1) Conteúdo audiovisual

É super importante que você tenha cuidado ao produzir seu conteúdo. Pense no roteiro, no cenário, na câmera e no microfone que vai usar e no modo como será editado. Cada pedacinho do planejamento do seu vídeo vai ser importante para o resultado final e, consequentemente, para o impacto no público.

Ah, e precisando de uma mãozinha na hora de decidir os equipamentos certos, a gente te ajuda! Aqui você encontra todas as dicas para gravar vídeos de qualidade sem precisar sair de casa! 😉 

estudio - streaming de vídeo

2) Uma página ou ambiente virtual

É aí que você vai exibir seus conteúdos e você pode escolher a estrutura que te atende melhor: seu site, blog, canal ou um media center bem estruturado.

3) Plataforma de vídeos

É ela que vai fazer o gerenciamento e hospedagem de todos os seus materiais e evitar que você tenha problemas com segurança, distribuição, instabilidade e outros fatores. Por isso, é super importante que você se alie à plataforma certa, que garanta, além desses, outros features que vão te ajudar a se diferenciar no mercado!

4) Planejamento

Além desses pontos, você precisa, claro, de ter um bom planejamento de conteúdo. Traçar objetivos para sua estratégia, compreender seu público e saber analisar dados como os de consumo, audiência e retenção dos vídeos é imprescindível na hora de criar e gerenciar seu negócio digital

04. Como fazer live streaming

Já para realizar o live streaming de vídeos, é necessária uma estrutura um pouco mais complexa e uma preparação maior. Dependendo daquilo que você for transmitir, vai precisar de:

  • Equipamentos para captação de imagem: incluem uma ou mais câmeras para captação das imagens, microfones e equipamentos de iluminação.
  • Placa de captura: uma boa placa de captura para realizar a transferência do conteúdo audiovisual para o computador, que deve ter um bom acesso a internet para transmissão.
  • Mesa de corte: será necessária caso você esteja trabalhando com mais de uma câmera.
  • Tecnologia de transmissão: você precisará de tecnologia para realizar a transformação do formato dos arquivos e para fazer o broadcasting.
  • Plataforma de vídeos e destino para a transmissão: assim como para o streaming de vídeo comum, você precisará de uma plataforma de vídeos confiável e de um destino para sua transmissão, que também pode ser um site, blog ou até uma página do Facebook.

Porém, não se preocupe. Fazer uma transmissão ao vivo é mais fácil do que parece se você tem o suporte correto e planejou seu evento adequadamente. E se você não acredita nisso, basta dar uma olhada neste artigo aqui.

05. Porque uma boa plataforma de vídeos é importante?

Nos dois casos, escolher uma boa plataforma de vídeos é essencial se você quer garantir um streaming de vídeo de qualidade para seus conteúdos, pois é ela que vai definir a estabilidade dos materiais, uma entrega adequada para todos os tipos de dispositivo e evitar que seus vídeos sofram com problemas de travamento, buffering e a tediosa “tela preta”.

Além do mais, uma boa plataforma de vídeos vai te oferecer recursos exclusivos em termos de ferramentas de marketing, segurança e privacidade, opções de venda e monetização, que em plataformas gratuitas não é possível encontrar. Por isso vale pesar as suas alternativas e escolher a melhor opção para seu projeto.

Se você está pensando por exemplo em usar uma plataforma gratuita como o YouTube para seu projeto de vídeos, vale ficar atento a alguns pontos que podem prejudicar sua estratégia e causar prejuízos.

segredos do youtube - streaming de vídeo

06. Como é possível ganhar dinheiro com streaming de vídeos?

Com o fortalecimento e a popularização do empreendedorismo digital, investir em streaming de vídeo está se tornando uma opção cada vez mais atrativa para quem quer começar o próprio negócio e tem conteúdo relevante para compartilhar com o público.

A exemplo de grandes portais como o Netflix, o IPed e a EaseTV, é possível trabalhar com a venda de materiais de nicho para ganhar dinheiro na internet e as possibilidades para viabilizar isso são infinitas. Você pode criar um portal com conteúdos específicos, ou vender assinaturas ou módulos de cursos e tutoriais online, muito mais. Basta ter um conteúdo de qualidade e definir a melhor forma de monetizá-lo.

Se você tem uma ideia nesse sentido, pode ser legal buscar conteúdos sobre monetização e entender as diferentes maneiras a partir das quais você pode ganhar dinheiro com conteúdo, sem um investimento inicial absurdo e com um retorno considerável.   


E então? Deu pra compreender melhor o que é o streaming de vídeo e suas vantagens e aplicações? Então é hora de começar a pensar como você pode usar essa tecnologia para impulsionar sua empresa, projetos pessoais e ter muito mais sucesso.

Aqui temos mais um material que vai te ajudar muito a dar os primeiros passos e em nosso blog você encontra diversas dicas sobre o assunto. Não deixe de conferir 😉

como ter uma web tv para streaming de vídeo

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.