Transmissão ao vivo: Aprenda a fazer a sua em 4 passos.

Por Em , Em agosto 4, 2016

“Confira o passo a passo para fazer a transmissão ao vivo do seu evento na internet.”
4 passos para transmissão ao vivo

Olá, tudo bem?

Se você está lendo esse post é porque se interessou em fazer a transmissão ao vivo de algum evento. E quer saber? Você está apostando na vanguarda das ações de marketing digital. E não somos nós que estamos dizendo isso. Segundo pesquisas de conceituados canais internacionais, como o Business Insider, Streaming Media e ReelSEO, fazer live streaming é quente. Esse tipo de ação apresenta em média um tempo de engajamento 10x maior do que vídeos sob demanda.

Mas o que devo fazer para colocar em prática e realmente realizar a transmissão ao vivo do meu evento na internet? Em outras palavras, como fazer uma live?

Simples!

São apenas 4 passos para você descobrir como fazer uma transmissão ao vivo. Confira:

1 – Câmeras para transmissão ao vivo

2 – Computador com conexão de internet e placa de captura

3 – Broadcasting

4 – Destino

CTA-gui-treinamento-ao-vivo


1 – Câmeras para transmissão ao vivo

Para iniciar seu live streaming de video você precisa gravar o evento com uma câmera. Qual a melhor e mais indicada? Isso depende de você e da sua estratégia, podendo variar de uma câmera profissional até uma webcam. Se quiser investir numa captura profissional, abaixo selecionamos uma lista de modelos de câmeras para transmissão ao vivo que filmam em Full HD.

  • Sony Alpha NEX-F3
  • Canon EOS Rebel T3i
  • Panasonic Lumix DMC-GH2
  • Canon EOS Rebel T4i
  • Canon EOS 5D Mark III
canon

Canon T3i

Todas são máquinas modernas com recursos diversos que podem contribuir muito para a qualidade da imagem da sua transmissão. Falando de preço, elas podem variar de R$ 1.200,00 até R$ 10.000,00.

Apesar de ser o passo mais simples, esse é o momento em que você deve ter as maiores precauções. Certifique-se de que o local é apropriado, teste a iluminação – seja artificial ou natural – e o áudio. Quanto mais você se preocupar com os detalhes, maior a chance de tudo dar certo durante a live.

Veja na prática: Case Gratuito – Saiba como a HSM atingiu uma média de mil alunos assistindo seus eventos na web. 

2 – Computador com conexão de internet e placa de captura

Placa de Captura

Agora que está tudo pronto para o evento ser gravado é preciso que o vídeo seja preparado para a transmissão ao vivo na internet. Para isso, é necessário um computador com placa de captura. É justamente a placa que vai efetuar a transferência da imagem + som da câmera / VCR para o computador.

#ficaadica: Fique atento à sua câmera, porque se ela for analógica vai demandar uma placa específica com configurações peculiares. Saiba mais.

Câmeras digitais (formatos Mini-DV e Digital-8, por exemplo) são conectadas ao computador através de um cabo FireWire que, uma vez plugado na placa e no PC, transmite ao mesmo tempo o áudio e o vídeo. Uma das principais vantagens da porta FireWire é que ela permite a captura de conteúdo para edição com custo baixo (preço da placa) e com excelente qualidade de imagem. Além disso, quase todos os programas de edição e preparação de vídeo reconhecem o sinal gerado por ela.

Os modelos de placa que a gente recomenda são:

  • Black Magic Design Xena
  • Osprey 250

Fluxo Transmissão ao vivo

Meu computador não possui placa de captura nativa, e agora? Não se preocupe, existem placas de captura externas que podem ser plugadas na câmera e no PC através da mesma entrada FireWire ou cabos HDMI.

Mesa de corte de vídeo

Caso você escolha fazer a transmissão ao vivo utilizando mais de uma câmera, será necessária uma mesa de corte. Esse equipamento também conhecido como switcher ou mixer de vídeo é usado para selecionar a tomada ou câmera onde será realizada a transmissão ao vivo. Ações como cortes secos, efeitos especiais e corte de áudio são gerenciadas através da mesa de corte de vídeo. Elas são essenciais para oferecer mais alternativas de captação e exibição caso o streaming ao vivo seja realizado por diferentes fontes de captura.

Caso não seja possível adquirir ou utilizar uma mesa de corte real (física), existem alguns softwares que simulam e cumprem muito bem a função. Abaixo alguns exemplos:

  • TriCaster TCXD300 (4e)
  • Vidblaster

#ficaadica: independente se a transmissão é por uma ou múltiplas câmeras, um único sinal é enviado para o software que vai fazer a transformação do formato do arquivo.

CTA MEIO - Transmissao ao vivo

Transformação do formato do arquivo

Quando a imagem é capturada ela gera o sinal num formato bruto. Para que o som + imagem consiga chegar até os internautas é preciso realizar o encoding. Isso significa transformar esse formato para um que seja próprio para a web.

Existem diversos programas para realizar essa tarefa. Nós, da Samba Tech, homologamos o software Adobe Flash Media Live Encoder, por ser uma solução confiável, estável e gratuita. Ele vai receber o sinal da placa de captura – ou mesa de corte – transformar o formato do vídeo original e enviar o sinal, já prontinho para os servidores de streaming que vão fazer o conteúdo tocar no player.

#ficaadica: Todos os parâmetros e detalhes para configurar o encoder estão nesse link.

Internet

Como se trata de transmissão ao vivo na web, a internet é parte vital para que a live ocorra. Através da internet é que o sinal que sai do encoder é enviado aos servidores – que estão na nuvem – para que eles cuidem da distribuição do vídeo capturado.

Muitos dizem ser possível transmitir ao vivo até com internet 3G, o que não é mentira. Acontece que esse tipo de conexão está sujeita a instabilidades. Se por acaso, ela cair totalmente, por exemplo, sua transmissão automaticamente irá sofrer os impactos: buffering, “tela preta”, travamento, etc. E sabemos que, se o evento é ao vivo, é porque ele está acontecendo naquele momento em especial. Se você deixar de transmitir alguma cena, mesmo que por alguns segundos, quando a conexão se restabelecer ela já terá passado e o internauta, perdido aquele fato.

Dessa forma, para evitar maiores problemas e garantir estabilidade no live streaming, para uma transmissão ao vivo padrão o mais indicado é disponibilizar uma conexão de 2MB de uplink dedicado e exclusivo para o servidor de upload – levando em conta apenas um canal de live streaming.

3 – Broadcasting

Para que a transmissão ao vivo se complete é preciso que o sinal, já preparado, seja transmitido na internet, ou seja, que servidores de streaming realizem a distribuição do conteúdo.

No próprio software de encoding, basta colocar no campo de acesso ao Flash Media Server qual a URL e qual o código de acesso “stream” que vão fazer a conexão com os servidores. Ao dar o “start” na transmissão os Logs do encoder serão exibidos e o embed do player será gerado. Então é só inseri-lo no destino final onde sua transmissão irá acontecer. O script do embed já será gerado com as configurações pré-determinadas pelo encoder.

Esse talvez seja um dos pontos mais importantes de toda a transmissão. Escolher uma plataforma ou uma empresa sólida e uma tecnologia robusta pode fazer a diferença entre seu evento ser um sucesso ou virar um meme na internet.

#ficaadica: Não se esqueça de realizar testes antes de dia oficial em que o evento será transmitido.

Case: Vivo e agência Africa colocam Rafael Nadal interagindo ao vivo no Twitter com vídeo exclusivo [Powered by Samba Tech]

4 – Destino

Tudo pronto certo? Certo! Agora é só colocar o embed gerado pelo software de encoder no destino onde será realizada a transmissão. Ele pode ser seu site, um hotsite ou até mesmo o mural/Fã Page do Facebook.

Existem ainda algumas funções no player que possibilitam o social-sharing. Através dos ícones de compartilhamento é possível potencializar o alcance da transmissão dando a liberdade ao usuário de compartilhá-la no próprio Facebook, Twitter, além de copiar o link e/ou o embed.

#ficaadica: É muito importante ficar atento às restrições de Firewall, já que elas podem impedir a conexão com o Flash Media Server e assim impossibilitar a transmissão. Caso a máquina que está dando o “start” tenha esse tipo de proteção é preciso liberar as configurações de domínio e IP na rede e no computador.


Se seguir os passos acima, certamente você terá uma transmissão ao vivo de sucesso. A Samba Tech conta com a melhor infraestrutura e tecnologia da América Latina para fazer com que seu evento seja transmitido com qualidade. Além disso, ainda disponibilizamos relatórios de acesso para que você possa acompanhar como o evento foi consumido e medir o engajamento dos internautas.

Acesse nosso hotsite de Live Streaming e veja porque marcas como Vivo, que transmitiu direto no twitter, Copa Danone, Correios, Adidas, AXE, FIAT e HP; e agências como CuboCC, AgeIsobar e Giovanni+Draftfcb já utilizaram nossa tecnologia de transmissão ao vivo.

Quer saber ainda mais sobre o assunto?

Acesse o nosso Guia Completo para fazer uma Transmissão Ao Vivo e descubra tudo para fazer a sua.

Até a próxima!

Guia de Transmissão ao Vivo

/Comentários