Por Em Em 16 junho, 2017

Tudo sobre cursos online: referências, como criar, divulgar e distribuir

Com o avanço da tecnologia e a crescente facilidade de acesso a internet por pessoas de toda parte do mundo, o ensino a distância vem se tornando cada vez mais popular. E esse modelo é  extremamente vantajoso tanto para quem ensina quanto para quem quer aprender.

O contexto atual é bem propício para começar projetos de educação a distância e qualquer iniciativa bem planejada e executada pode trazer retornos incríveis.

Porém, se você está pensando em realmente investir em EAD, precisa saber que criar cursos online, apesar de ser algo bastante fácil e não exigir muita experiência, é uma tarefa importante e que pode ser determinante para o sucesso ou fracasso de toda a sua estratégia de ensino a distância.

Então para te guiar e te ajudar a passar por essa etapa inicial e ainda garantir que você possa criar cursos online com sucesso, nós iremos lhe ensinar quais são os passos básicos para montar cursos online atrativos e fáceis de vender e explicar desde o início as premissas que devem guiar seu projeto.

Todos os processos são bem simples e enquanto cria seus cursos online, você irá desenvolver suas noções sobre educação, design, produção de vídeos, vendas e relacionamento web, sempre usando ferramentas simples e intuitivas. Vamos nessa?

Confira tudo que você vai aprender nesse conteúdo e fique a vontade para navegar pelo material.

Por que investir em cursos online?

Como criar cursos online de sucesso em 4 passos

1. O planejamento

2. Preparar o material

3. Subir para a internet

4. Divulgar e vender

Conclusão

Para ter um conhecimento mais aprofundado do assunto, baixe também nosso Guia completo para produzir e divulgar cursos online. 

como criar cursos online


Por que investir em cursos online?

Os motivos para começar seu próprio projeto de educação a distância são muitos e aqui listamos alguns que consideramos os mais relevantes. São argumentos que abrangem desde o lado social ao financeiro de instituições e alunos e podem te convencer de vez a tirar seu projeto do papel.

Flexibilidade:

Enquanto as aulas em espaços físicos exigem horários fixos de estudo, em locais pré-determinados e também fixos, as aulas online trazem flexibilidade, e podem ser realizadas independentemente do tempo ou da localização geográfica dos estudantes. Não importa se sua instituição não está próxima do aluno ou se ele só pode estudar em horários específicos. Seu conteúdo estará disponível para que ele estude quando e onde quiser.

Cursos online também tem a ver com tornar o acesso a educação mais democrático. Afinal, eles permitem que até mesmo pessoas muito distantes de instituições renomadas possam estudar. Basta ter uma conexão mínima a internet.

Crescimento da modalidade no Brasil:

A educação a distância não para de crescer no Brasil e, de acordo com dados do último Censo EAD, realizado pela ABED, de 2014 para 2015 houve um bom aumento no número de matrículas em cursos à distância e, consequentemente, as instituições que investem nesse tipo de ensino têm tido mais lucros.  

A procura por cursos no formato EAD têm sido cada vez maior, uma vez que os cursos online são mais rápidos, flexíveis e de qualidade igual ou superior aos presenciais.

Aplicação em diferentes contextos:

Não são somente as instituições de ensino que podem se beneficiar com EAD e cursos online. Empresas de todos os tamanhos, que já entendem que bons treinamentos são imprescindíveis para seu crescimento também podem trabalhar com a modalidade.

Usando o ensino a distância, as áreas de recursos humanos responsáveis por treinamento e desenvolvimento podem garantir que seus funcionários estejam sempre atualizados e bem treinados e ainda diminuir seus gastos com qualificação em até 60%.

Economia:

O ensino a distância através dos cursos online é muito mais barato, não só para os alunos, quanto para as instituições. Isso acontece porque ofertando esse tipo de material, é possível economizar de diversas formas: com locação ou manutenção de espaço físico, com equipamentos multimídia, com estrutura adequada, impressão de material, salário fixo de professores, deslocamento, lanches e muito mais.

E o retorno com esse tipo de ensino é extremamente rápido e visível. Alunos podem aplicar aquilo que viram em pouco tempo, já que os cursos são mais dinâmicos, e instituições podem atender muito mais alunos do que conseguiria apenas com a estrutura física, economizando e lucrando ao mesmo tempo.

Como criar cursos online de alta qualidade seguindo 4 etapas

Agora que você já compreende algumas das vantagens de investir em cursos online, é hora de colocar a mão na massa. Pronto para criar seu próprio curso? É só seguir as 4 etapas que vamos listar a seguir.

1. Planejamento

Como já mostramos, tanto para as instituições de ensino quanto para empresas, o momento tecnológico que estamos vivendo é extremamente propício para investimentos em EAD. Com isso em mente, para começar a criar cursos online, o primeiro passo é fazer um bom planejamento pensando em pontos estratégicos, como sua concorrência, público e o material que você irá disponibilizar.

Defina e entenda seu público

Antes de qualquer coisa, é importante que, a partir da sua ideia, você defina o público que deseja atender. Isso vai ajudar a guiar todo o resto da construção do curso e será muito importante principalmente nessa fase de planejamento do negócio.

Para facilitar este ponto, a dica é que você crie uma persona, que é basicamente a representação fictícia do seu cliente ideal. Uma persona é baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos seus clientes, e pode ter elementos pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.

Aqui a ideia é que você crie o perfil de uma pessoa que compraria o seu produto realmente. Então, dê a sua persona um nome e vá construindo sua identidade. Uma boa dica é ir respondendo à perguntas estratégicas, como: qual a idade da minha persona? Ela é parte de um nicho específico? Qual o seu nível de estudo? O que ela busca aprender? Quais são seus medos e desejos – não só na vida profissional, mas no geral? Onde ela procura por conteúdo normalmente? Qual seu conhecimento sobre o assunto que seu curso aborda? Como essa persona se comunica e qual linguagem ela usa? Qual seu comportamento na internet e nas redes sociais? Como seu negócio pode ajudar essa pessoa?

Isso irá ajudá-lo a traçar o perfil de seu público e a direcionar a criação do curso online para atingir a suas necessidades e demandas específicas de forma mais efetiva.

Em alguns casos, você pode ter mais de uma persona. Isso é normal e, quando acontece, você deve montar um perfil para cada uma delas.

Existe uma ferramenta, o Gerador de Personas, que pode te ajudar a traçar o perfil do seu público de forma mais simples e rápida. Aproveite! 

De olho na concorrência: 5 referências de cursos online gratuitos para analisar e se inspirar

Um dos pontos mais importantes para ter um negócio de sucesso é conhecer seu mercado e a concorrência que você terá. Saber “onde você está se metendo” e com quem você terá de “brigar” é essencial para que você possa se planejar e criar cursos que irão se destacar perante os outros.

Portanto, ao iniciar seu planejamento, você deve analisar seus concorrentes, conhecer quem domina o mercado e entender suas estratégias e formas de atuação. Assim será possível aprender com seus pontos fortes, evitar os seus erros e tirar boas lições para aplicar em seu próprio negócio.

Ao analisar um concorrente, foque em seu nicho de mercado e veja como é o funcionamento desse concorrente de forma geral. Entenda como ele transmite o conteúdo, veja quais ferramentas ele usa, a abordagem que ele adota, como ele se relaciona com os clientes, como é a sua divulgação, redes sociais, qual modelo de monetização ele usa e etc. Assim, você já terá muito mais conhecimento para planejar e criar seu próprio curso e ser um enorme sucesso!

E para te ajudar nessa etapa, nós separamos 5 negócios que oferecem cursos online para que você possa começar a analisar. Nesse caso, nós indicamos apenas instituições que oferecem conteúdo gratuito, pois assim você poderá realmente experimentar cada um deles e ver o que funciona ou não.

1. iPed

Cliente da Samba o iPed oferece gratuitamente milhares de cursos em diversas áreas do conhecimento.

2. Unieducar

A Unieducar oferece cursos gratuitos com carga horária reduzida e certificado. É possível fazer um curso a cada 30 dias.

3. Cursos online SP

Com apenas um cadastro você pode ter acesso a mais de 300 cursos em diferentes áreas do conhecimento. O certificado, porém, precisa ser pago.

4. FGV Online

No portal da FGV é possível encontrar diversos cursos de gestão empresarial, economia, direito, setor administrativo e muito mais. Não há pré-requisitos para a realização.

5. Eduk.me

Com aulas totalmente em vídeo, o Eduk.me oferece cursos nas áreas de marketing e desenvolvimento. Há também emissão de certificado após a conclusão.

Defina quais assuntos serão abordados e qual será o nível do seu curso

Definir essas questões da forma mais precisa possível será essencial, pois isso vai guiar toda a sua produção de conteúdo, construção do curso e vai ajudar a definir outras questões, como a precificação e modelo de venda.

Portanto, ainda na etapa de planejamento, pense no conteúdo e em como ele será abordado. Aqui também é interessante que você monte seu plano pensando em responder às seguintes perguntas: de quais assuntos meu curso irá tratar? Até que ponto ele vai se aprofundar nesses assuntos? Será um curso mais básico ou mais específico?

A partir disso, você terá uma ideia geral do curso como um todo e das necessidades que ele atende. É importante que na hora de vender, você seja claro e sincero sobre este ponto e não venda “gato por lebre”. Assim você evita críticas negativas a seu material.

Pense na duração do curso e de cada aula

De acordo com seu público e como você pretende abordar o conteúdo, defina o tempo de cada aula e também a duração total de cada curso, módulo ou categoria. 

Lembre-se de que o tempo ideal de um material é aquele que é suficiente para que você passe uma mensagem ou um conteúdo sem enrolações. Então, garanta que você terá tempo para falar sobre tudo que precisa, mas não exija tempo demais de seus alunos. Afinal, a rapidez é uma das coisas que os alunos mais prezam em um curso online.

Divisão dos conteúdos

Divida seu conteúdo entre as aulas de uma forma que faça sentido e que não fruste os alunos pelo excesso ou falta de informação. Procure um ritmo tranquilo, que conecte os conteúdos da forma mais natural possível e que faça os alunos sentirem que estão progredindo.

Nunca deixe um material pela metade ou comece de um ponto que não faça sentido. O estudante precisa sentir que está saindo de um ponto base e encerrando o curso com mais conhecimento.

Verba disponível

Uma parte muito importante do planejamento, é saber qual é a verba que você tem disponível para investir. Afinal, é a partir desses dados é que você vai poder estabelecer quais recursos serão utilizados para criar o curso e até que ponto você vai poder gastar com profissionais, produção de conteúdo, plataforma para aulas online, e tudo mais que o EAD necessita.

Nossa dica é anotar todos os possíveis gastos em uma planilha, de forma ordenada, e ir dividindo a verba disponível para cada ponto de acordo com aquilo que é mais importante ou mais caro.  

Não deixe de orçar diferentes fornecedores para cada serviço que você irá precisar, mas lembre-se de que nem sempre vale a pena abrir mão da qualidade por uma diferença pequena entre valores.

Aqui nesse artigo você pode conhecer formas de economizar – e muito –  na hora de criar seus cursos online. Vale a pena conferir!

2. Preparação do material

Com um bom planejamento do curso de forma geral em mãos, você pode começar a pensar de forma mais específica no conteúdo que será utilizado em seu EAD.

Produza tudo com cuidado, seguindo a organização que você definiu no planejamento e lembre-se de que você realmente precisa demonstrar domínio do que você está falando. Por isso, pesquise bastante, busque fontes confiáveis de conteúdo e, se necessário, conte com a ajuda de especialistas no assunto do seu curso.

Trabalhe com vídeos

De acordo com o Censo EAD, investir em tecnologia e ferramentas que fogem do formato tradicional já é um dos fatores decisivos para o sucesso do ensino a distância. Pensando nisso, investir em vídeos é uma das melhores alternativas para engajar o público.

Esse tipo de recurso, além de expandir a experiência do aluno, fornece um estímulo muito maior do que apenas áudio ou escrita. Através dos vídeos é possível ver as expressões faciais das pessoas, a linguagem corporal e trazer o ambiente da sala de aula para onde quer que o aluno esteja.

Para começar a criar vídeos, você precisará escrever um bom roteiro, ter equipamentos e um espaço adequado para filmagem e também de entender alguma coisa sobre softwares de edição. Além do mais, se você pretende colocar os professores de frente para a câmera, é necessário que eles estejam preparados para esse tipo de atuação e entendam que ensinar por vídeos é diferente de ensinar em uma sala de aula.

O processo é mais simples do que parece e você pode aprender tudo de forma fácil e didática apenas buscando por conteúdos na internet. E para facilitar essa parte, a gente indica 5 artigos que vão te ajudar a produzir seus vídeos de forma profissional e o melhor: com baixo orçamento.

Crie materiais de qualidade

Não importa se você está trabalhando com jovens estudantes, crianças, empresários ou qualquer outro grupo. Você precisa oferecer conteúdo de qualidade a quem confiou em seu curso e conta com o aprendizado nele para crescer – seja como profissional ou pessoa.

Portanto, se você não é especialista no assunto sobre o qual será o curso ministrado, contrate profissionais específicos para te ajudarem a criar o conteúdo e também para pensar nas estratégias de divisão, precificação, de materiais complementares e etc.

Como já pontuado, se estiver trabalhando com vídeo, vale lembrar que mais do que conteúdo sólido, você também vai precisar de alguém que transmita segurança sobre aquilo que está ensinando. Portanto, certifique-se que o professor ou instrutor designados para cada curso tenham familiaridade com esse tipo de material e saibam agir frente às câmeras, cativando os alunos e os incentivando a continuar aprendendo.

Aqui neste Guia, por exemplo, você pode ver como trabalhar com o humor em suas aulas e aumentar o engajamento dos alunos.

guia para ensinar usando humor em cursos online

Se seus vídeos não terão a presença humana, capriche nas imagens, na narração e nos outros materiais que acompanham o conteúdo. Assim ele se tornará mais atrativo e compreensível.

Recicle seu conteúdo

Se você está começando a investir em educação a distância e não quer ter muitos gastos com produção de materiais, recicle seus conteúdos.

Desde material institucional a vídeos antigos, qualquer material pode ser reaproveitado na hora de montar cursos online e ajudar a suprir de forma mais barata essa demanda por conteúdo. Porém, lembre-se de adaptar todo esse material ao público e ao ambiente online e só utilizar no curso aquilo que tiver a ver com seu assunto principal.

Invista em materiais complementares básicos

Para enriquecer seu curso e evitar o gasto de tempo e dinheiro com materiais complementares, que são muito importantes para o aprendizado do aluno, pense em indicar conteúdos prontos, como filmes, documentários e artigos relacionados ao assunto do seu curso.

Lembre-se apenas de ficar atento para não direcionar a material pirata ou divulgado sem permissão do autor. Pirataria é crime e uso indevido de material protegido por direitos autorais também.

Anotou tudo? Então mãos a obra e vamos ao terceiro passo!

3. Subir para a internet

Para chegar até aqui você já teve um trabalho intenso de pesquisa, planejamento, produção de conteúdo e, portanto, agora todo cuidado é pouco.

Antes de colocar seu curso na internet você precisa ter certeza de que ele está em um ambiente seguro, de fácil acesso, que possibilite a monetização de forma inteligente e ainda facilite a gestão dos usuários, o contato com eles e mostre dados sobre o consumo dos materiais.

Afinal, é isso que vai garantir que todo seu esforço até aqui não seja em vão e fazer com que seu conteúdo seja disponibilizado da melhor forma, permitindo que seu curso cresça cada vez mais.

Escolhendo a plataforma educacional e de vídeos

Hoje, já existem soluções bastante práticas para a venda de conteúdo, que permitem que você personalize e gerencie seus cursos, sem precisar ter grandes conhecimentos técnicos sobre design instrucional, SCORM e programação. 

Porém, em todos os casos, é preciso garantir que você terá uma boa estrutura de vídeos integrada ao ambiente digital. Afinal, é isso que vai definir a qualidade da distribuição dos seus materiais para diferentes dispositivos e em diferentes situações, e também o nível de segurança que você vai ter em seus conteúdos. 

Se você não escolher uma estrutura de distribuição adequada, pode colocar todo seu projeto em risco, ter grandes prejuízos e ainda perder a chance de fazer investimentos cada vez mais assertivos.

Confira mais alguns pontos importantes para levar em conta na hora de escolher sua estrutura de vídeos e o ambiente digital para seus conteúdos:

 personalizavelCapacidade de personalização

Verifique se há a possibilidade de personalizar o layout da página final com a sua cara para tornar sua abordagem ainda mais pessoal e fortalecer sua instituição ou marca. Fique atento também ao esforço que precisará ser investido para que isso ocorra. Em alguns casos, será necessário contratar um desenvolvedor, um designer, pensar em cores e conversão, e a gente sabe que isso pode ser bastante custoso e que nem todo mundo tem o conhecimento necessário para fazer isso. Então, busque por plataformas que sejam facilmente personalizáveis e que já sejam focadas em conversão e SEO.

MobileSe tem suporte Mobile

Cada vez mais as pessoas têm usado seus smartphones e tablets para acessar a internet de forma fácil e onde quer que elas estejam. Certifique-se de que seu site esteja preparado para acessos mobile e que a estrutura de vídeos ofereça suporte para reprodução de qualidade em todos os dispositivos.

pagamentoRealização e gestão de pagamento facilitada

É muito importante que seus alunos tenham acesso simples, rápido e confiável a seu curso e isso vai depender em grande parte das opções de pagamento que você oferece. Portanto, quando for construir seu curso ou pensar em plataformas de conteúdo, dê preferência àquelas que facilitam esse ponto e que, principalmente, já tenham o sistema de pagamento integrado. Se isso não ocorrer, você terá que gastar mais tempo e dinheiro, pois precisará escolher o fornecedor, integrar com seu site e contratar um desenvolvedor para deixar tudo funcionando.

Como citamos ali em cima, hoje existem soluções que já vem totalmente prontas para que você apenas personalize do seu jeito e comece a ganhar dinheiro e uma delas é o Samba Play.

Com o Samba Play você consegue criar o seu próprio portal de venda de conteúdo em vídeo, sem precisar contratar designers e desenvolvedores. Você personaliza seu canal do jeito que quiser, em poucos minutos, sobe seu curso e já pode começar a ganhar dinheiro! A plataforma de pagamento é integrada e você não precisa se preocupar com questões jurídicas. A Samba cuida de tudo para que você foque apenas no que é mais importante: seu conteúdo!

E a grande vantagem da plataforma é que ela utiliza a tecnologia da Samba Tech, que é líder em distribuição de vídeos na América Latina. Portanto, você tem a garantia de que seus conteúdos ficarão no ar o tempo todo, que serão entregues com alta qualidade em todos os dispositivos e que não serão pirateados ou exibidos sem sua permissão. Isso tudo é essencial para quem trabalha com educação e que tem o conteúdo como coração do negócio.

Clicando aqui ou no banner abaixo você pode fazer um tour pela plataforma e conhecer melhor todas as suas funcionalidades. Confira!

conheca o samba play a melhor plataforma para vender cursos online

Resolvidas todas essas questões referentes ao ambiente virtual, é hora de começar a ganhar dinheiro com seus conteúdos.

4. Divulgar e Vender

Nessa etapa, aquelas perguntas que você se fez lá no primeiro passo, quanto ao público e objetivos do seu curso, vão ser essenciais! A partir das respostas que você deu a elas é que você vai definir qual o modelo de negócios que mais se adequa a seu curso e, consequentemente, trará mais resultados e lucro. E é também a partir dessas definições que será possível traçar uma boa estratégia de divulgação dos seus materiais.

Como vender cursos online

Para vender cursos online, você pode optar por, basicamente, dois modelos de monetização: a venda de cursos pontuais e a venda de assinatura.

Venda de cursos ou módulos

A compra de cursos separados é extremamente interessante para quem precisa saber sobre um assunto bem determinado, de forma aprofundada, e não tem interesse em acessar outros conteúdos da plataforma. Por exemplo, caso um aluno de ensino médio queira aprender apenas sobre a Segunda Lei de Newton, ele pode comprar apenas o módulo referente a esse assunto e não precisa pagar para ter acesso à todo o curso de Física.

Nesse caso, a precificação pode ser estabelecida de acordo com fatores como duração das aulas e profundidade do conteúdo abordado.

Venda de assinatura

Esse modelo é o mesmo adotado por serviços populares como o Netflix ou o Spotify e permite que o usuário consuma quantos cursos, módulos ou aulas quiser por um preço fixo pago mensalmente. Dessa forma o aluno pode navegar por diversos conteúdos, em diversas áreas do conhecimento, e ter uma experiência bem mais rica e completa dentro de sua plataforma.

Nesse modelo, já que o pagamento é recorrente, os valores cobrados também são muito mais baixos e atrativos e podem ser definidos de acordo com a quantidade e tipo de conteúdo que você está disponibilizando.

Nesse artigo aqui, nós explicamos direitinho como você pode vender seus conteúdos, e também as vantagens do modelo de assinaturas.

A divulgação

Definido o modelo de venda, o próximo passo é fazer com que sua oferta chegue às pessoas. E isso pode ser feito de diversas formas. Confira algumas:

Redes Sociais

Trabalhar com as redes sociais deve ser uma das prioridades em sua estratégia. Invista na divulgação de seus conteúdos utilizando esses meios. Trabalhe com vídeos, chamadas interessantes e mostre o valor de seu curso para as pessoas. A dica é focar naqueles meios em que seu espectador está mais presente. Por exemplo, se seu público é prioritariamente jovem, entre 12 e 20 anos, usar o Instagram pode ser uma ótima opção. Já se você está tentando atingir o mercado corporativo, o LinkedIn pode te ajudar muito.

Estude e trace uma estratégia adequada ao tipo de material que você está oferecendo.

Divulgação para sua base de emails

Se você já trabalha com cursos, tem uma boa estratégia de conteúdo, ou tem uma lista de emails ou clientes que pode ser utilizada para envio de novidades ou materiais, aproveite para divulgar seu curso para ela também.

Prepare um email caprichado, se possível, ofereça algum diferencial ou desconto para essas pessoas e garanta mais visibilidade para seus cursos!

Invista em anúncios

Seja pelo Google, em sites relacionados ao seu negócio ou nas suas próprias redes sociais, é importante que você separe uma verba para investir em anúncios e conteúdos patrocinados. Isso vai ajudar a garantir mais visibilidade para seus cursos e também contribuir para que você alcance uma audiência cada vez mais qualificada para eles.

Acessando este material aqui, você confere mais algumas dicas valiosas para divulgar seus cursos independente do seu orçamento. Clique e confira!


Viu como é simples montar cursos online?! Tudo que você precisa é de um bom planejamento, bons conteúdos em texto e vídeo e uma plataforma de vídeos e de cursos online que seja eficiente. Aí então é só definir seu modelo de vendas, investir na divulgação, e ter muita disposição para melhorar cada vez mais aquilo que você oferece!

O ensino a distância está se tornando cada vez mais popular no país e investir em seu próprio ambiente de cursos é uma ótima forma não só de lucrar com seu material, mas também de fazer a diferença no cenário da educação brasileira, ainda tão carente de recursos e investimentos.

Pronto para começar? Então coloque nossas dicas em prática e, se necessário, procure um profissional especializado em EAD para te auxiliar nas etapas de criação. Daí é só se preparar para o sucesso!

Ainda tem alguma dúvida e quer uma consultoria gratuita completa sobre seu projeto com cursos em vídeo? Então preencha o formulário abaixo e fale com os especialistas em conteúdos online da Samba Tech. Teremos prazer em ajudar você!


Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.