Por Em Em 14 junho, 2017

Como usar vídeos para impulsionar o seu e-Commerce

Os vídeos ganharam muita força nos últimos anos e se tornaram uma tendência mundial em todas as áreas. Afinal, são ótimas ferramentas de conversão e atração.

Nesse post, vamos explicar como usar vídeos para impulsionar o seu e-Commerce. Vamos lá?

Existem diversas formas de impulsionar o seu e-Commerce, seja através do desempenho do site, SEO, anúncios pagos, marketplaces e diversas outras formas. Mas o vídeo tem um fator importantíssimo: conectar o consumidor com o produto.

A forma mais rápida e interativa de se transmitir conteúdo para outra pessoa é através de vídeos. Isso porque o cérebro processa muito mais rápido as imagens e animações na tela do que a leitura.

Justamente por esse motivo, as pessoas preferem muito mais assistir do que ler. Além de ser um método mais conveniente, acaba se tornando mais eficiente.

Apesar dessa vantagem em trabalhar com vídeos, é importante que você tenha em mente que eles não substituem os textos. Você deve usar os recursos audiovisuais como um adicional.

É extremamente importante que você tenha uma descrição do produto em texto e com o SEO bem trabalhado para ganhar boas posições nos motores de busca.

Apesar de os buscadores adorarem vídeos, ainda não conseguem ler o conteúdo que está dentro deles. Então precisam do texto para entender a página.

E caso esteja interessado em utilizar vídeos para fortalecer sua estratégia de marketing, confira nosso guia:

videomarketing

Vantagens de usar vídeos na página de produto

Os visitantes navegam por mais tempo

Ao encontrar algo do seu interesse, isso naturalmente prende a sua atenção, pelo menos por algum tempo. E os vídeos são de interesse comum, pois a pessoa já está interessada no produto e pode receber informações úteis com o vídeo.

Isso faz a visita se tornar mais longa e atrativa, consequentemente reduzindo a taxa de rejeição da página de produto. Sem falar que a possibilidade da pessoa ler algum conteúdo escrito dentro da página será maior após a visualização do vídeo.

O visitante sente esse interesse porque você normalmente não vai conseguir demonstrar todos os recursos e finalidades do produto em um vídeo curto. Mesmo que sejam sapatos, não dá para mostrar todas as suas combinações com roupas rapidamente.

Mostrando os recursos ou combinações mais interessantes do produto, você gera curiosidade sobre o que mais pode ser feito – e depois você pode disponibilizar essas informações na descrição detalhada do produto.

Os vídeos ajudam a melhorar a taxa de conversão

Aumentar a taxa de conversão na página de produto sempre foi um desafio para qualquer negócio online. E apesar do vídeo não ser uma solução milagrosa, com certeza vai ser de extrema ajuda.

Um dos fatores que mais dificulta a compras de produtos online para os consumidores é a falta de contato físico. É perfeitamente normal que você queira provar uma peça de roupa ou testar uma ferramenta antes de comprar.

Mas no mundo online não é possível, e o sentimento que isso pode causar é de que o consumidor está comprando no ‘escuro’. Contudo, se você usar vídeos para mostrar o produto, há grandes chances das pessoas não se sentirem assim.

Use os vídeos para mostrar pessoas que já estejam usando o produto no seu dia a dia, no trabalho ou em uma ocasião especial. Pessoas se identificam com pessoas e você pode usar isso a favor do seu negócio.

Transmite mais confiança aos consumidores

Os vídeos não servem apenas para demonstrar produtos e aplicá-los no cotidiano dos consumidores. Eles transmitem mais mensagens por trás disso tudo – e a segurança é uma delas.

Talvez você esteja se perguntando porque um vídeo vai transmitir segurança às pessoas. Vamos explicar:

Essa é uma questão que acontece no subconsciente das pessoas, então não é facilmente perceptível. Mas isso com certeza tem impacto no modo como avaliam o seu negócio.

Lojas virtuais que trabalham com vídeos na página de produto demonstram preocupação com a apresentação do produto e a forma como te apresentam as informações.

Conscientemente ou não, você acaba percebendo isso e se sente de certa forma mais seguro, mesmo que não saiba o real motivo disso estar acontecendo.

Colocando a mão na massa

Não faça vídeos muito grandes

Como já foi mencionado antes, você não vai conseguir demonstrar todas as combinações ou funcionalidades do seu produto em um vídeo curto. E, para falar a verdade, nem é necessário que você o faça.

Demonstre o que há de mais interessante aplicado ao cotidiano das pessoas que realmente usam aquilo que você está vendendo. Procure resumir as características para que o vídeo não fique muito maior que 3 minutos.

Vídeos curtos tem uma taxa de aceitação muito alta e você deve usar isso a seu favor. Mesmo que seja muito mais fácil transmitir informações em um conteúdo mais extenso, ninguém tem ‘tempo’ para ver um vídeo de 12 minutos a respeito de um produto.

Por incrível que pareça, uma grande parcela dos visitantes de um e-Commerce estão visualizando produtos no horário de trabalho

Então foque nos principais recursos e apresente-os da melhor forma possível. Assim os visitantes podem ter uma visão rápida e correta do seu produto.

Produza vídeos de qualidade

Um fator de extrema importância é a qualidade do vídeo que você está apresentando. Não digo apenas da imagem, mas da qualidade do áudio e da sua sincronização também.

Uma produção onde o internauta não consegue enxergar o produto corretamente nem escutar de uma forma nítida pode ser bem problemática. Ao invés de prender a atenção do visitante, você vai fazer com que ele provavelmente saia da página.

Sem falar que um vídeo de qualidade não reforça apenas a atenção do visitante ao conteúdo transmitido, mas também transmite mais segurança e credibilidade, como mencionamos anteriormente.

Então, na hora de produzir um novo vídeo para o seu e-Commerce, dedique um pouco mais de tempo e esforço para que fique com uma qualidade no mínimo boa. Não precisa ser uma produção de cinema, mas precisa estar bem feito.

Roteiro Simples

Vídeos muito longos não são atrativos para a loja virtual, do mesmo modo que vídeos curtos com roteiro complexo. As pessoas podem ficar confusas ou achar o conteúdo muito massivo, o que acaba prejudicando o objetivo de usar vídeos.

Além disso você vai ter muito mais trabalho para produzir um vídeo com roteiro complicado. Seu esforço provavelmente não será recompensado do modo que espera pelos visitantes do site.

O roteiro precisa ser prático e deve dizer aquilo que é realmente importante a respeito do produto – da forma mais simples possível. Usar termos técnicos durante a gravação também não é muito bom.

Caso o usuário final esteja comprando o seu produto pela primeira vez, pode ficar confuso e preocupado por não saber com o que está lidando. Por fim, a possibilidade de abandonar a compra se torna mais alta.

Se quiser saber mais sobre criação de roteiro, confira nossos ebooks grátis sobre o assunto:

CTA guia roteiro

Use os efeitos com moderação

Usar alguns efeitos no vídeo certamente o deixa com uma aparência mais profissional. Pode atrair a atenção das pessoas e transmitir uma sensação de autoridade.

Mas lembre-se que os efeitos devem ser aplicados com moderação para não deixar o vídeo carregado demais. Você não precisa produzir um novo filme do Transformers ou ganhar o prêmio de melhor animação do ano: o objetivo aqui é gerar mais vendas.

Eu sei que a mão coça para colocar um efeito aqui e outro lá, principalmente nos primeiros vídeos que você produzir. Mas procure tomar cuidado: isso tira a atenção dos visitantes, que podem não entender o conteúdo do vídeo.

Tenha em mente que a criação de um vídeo com muitos efeitos leva mais tempo e consequentemente é mais custosa. Procure transmitir o conteúdo da melhor forma possível usando as animações para agregar informação de forma suave.

Assim, todo o processo se torna mais barato e você terá maiores chances de conseguir resultados positivos.

Não mencione o preço

Ao acessar uma página de produto, o visitante muito provavelmente dá de cara com o preço, visto que na grande maioria dos casos o valor do produto está acima da borda. Então não há necessidade dessa informação no vídeo.

Use o tempo que você tem disponível no vídeo (que não é muito) para demonstrar as qualidades mais importantes do produto e aplicações no dia a dia de alguém que se parece bastante com o seu cliente ideal (Persona ou Avatar).

Lembre-se que você não está produzindo um comercial televisivo onde as ações do espectador são limitadas. A pessoa já está na página de produto e tem a possibilidade de adicionar o produto ao carrinho de compras ou até mesmo finalizar o pedido antes mesmo do vídeo acabar.

Então, ao contrário de mencionar o preço no final do vídeo, procure criar uma chamada para a ação ou CTA bem persuasiva. Estas chamadas são importantes para gerar o sentimento de necessidade no visitante e aumentar as possibilidade de compra.

Tipos de vídeo que você pode fazer

Vídeo instrutivo

Esse tipo de vídeo é muito bom para produtos com diversas funcionalidades como um Smartphone, ou para produtos em que o consumidor tem um certo risco ao usá-lo, como uma motosserra por exemplo.

Mostre ao visitante quais são os seus recursos mais interessantes, além de guardar uma parte do vídeo para recomendar boas práticas ao usuário.

Em muitos casos, tudo que o consumidor precisa saber é se aquele determinado produto vai ter as funcionalidades que ele precisa ou se tem funcionalidades adicionais perante à versão antiga que ele está usando atualmente.

Como escolher o produto

Muitas vezes o consumidor está vagando no seu site e visualizando diversos produtos. Uma possibilidade bem provável é de que ele não sabe qual escolher para a funcionalidade que deseja.

Então você pode ajudá-lo a escolher o produto certo mostrando como cada variação se comporta e para qual funcionalidade ela se aplica. Assim, você poupa o tempo do usuário – que é curto, como comentamos.

Ajudando o consumidor a resolver um problema, você cria autoridade e aumenta as chances de compra. É uma relação recíproca, você ajuda o consumidor e ele ajuda você.

Produto em uso

Esse é o tipo de vídeo que você pode aplicar em qualquer produto, porque as pessoas não tem contato físico ao fazer compras online. E isso pode ser um empecilho para muitos consumidores.

Ao ver a verdadeira capacidade daquilo que deseja comprar, o consumidor se sente mais satisfeito e não fica tão preocupado com o contato físico. Mas não edite o vídeo para parecer que seu produto é melhor.

Seja sincero com a qualidade do produto e mantenha seus clientes fiéis. Uma vez que alguém desconfia da sua credibilidade na internet, se torna quase impossível ganhar a confiança dessa pessoa novamente.

Aplique no seu negócio e teste os resultados

Agora que você já tem uma breve noção de como pode iniciar o uso de vídeos no seu e-commerce, comece aplicando aos poucos para entender melhor o que te dá mais resultados.

Teste cada tipo de vídeo nos produto que você acha mais adequado, veja a aceitação dos visitantes e use ferramentas de análise como Google Analytics para colocar todas as informações na ponta do lápis.

Com o passar do tempo você vai ter muito mais clareza de que tipo de vídeo deve usar em seus produtos. E com certeza vai sentir a diferença na taxa de conversão do seu e-Commerce.

Vai lançar um produto novo no seu negócio? Confira nosso material gratuito:

Guia para lançamento de produto na internet


secnetArtigo produzido pela equipe de conteúdo da Secnet.

Identificamos o core business de cada negócio, validamos, organizamos e mantemos online as aplicações no data center escolhido. Trabalhamos com Cloud Server Gerenciado para aplicações de Lojas Virtuais, Servidores de E-mail, cPanel e demais serviços específicos para cada situação.

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.