Por Em , Em 21 outubro, 2016

“The Working Dead”: Livre sua empresa do apocalipse motivando os colaboradores

“Sua empresa está sendo dominada pelo comportamento zumbi? Saiba como salvá-la motivando os colaboradores.”

the-walking-dead_imagem-topo

The Walking Dead é uma série que retrata a luta pela sobrevivência por parte um grupo de humanos comuns em meio a uma realidade apocalíptica, repleta de zumbis vorazes por carne humana. A trama é tão envolvente, que a história se tornou um grande sucesso no mundo todo e, no dia 24 de outubro de 2016, estreia sua sétima temporada.

Felizmente, não vivemos esse cotidiano de horror retratado na série e não precisamos lutar por nossa sobrevivência diariamente. Porém, as vezes, encontramos ambientes empresariais que parecem estar a beira do apocalipse e que estão infectados por tipos que parecem realmente ter saído de uma série de terror: os “colaboradores zumbi”. Essas pessoas realmente incorporam o espírito “morto-vivo” e, se não receberem a ajuda adequada rapidamente, podem transformar sua empresa em um verdadeiro caos.

Colaboradores do tipo zumbi, apesar de não se alimentarem de carne humana, podem ser igualmente assustadores e representar um risco para seu negócio, para os outros funcionários, e até para eles mesmos. Por isso, nós vamos lhe ensinar a reconhecer um colaborador morto vivo e também as melhores formas de trazê-lo de volta a vida sem causar prejuízos à ninguém.

Se ao final desse texto você se der conta de que é um dos poucos colaboradores vivos e está cercado por pessoas desse tipo, não se preocupe e também não grite ou saia correndo, apenas mantenha a calma e dê uma palavrinha com seus colegas, superiores e também com o RH. Lembre-se de que qualquer situação pode ser revertida com uma boa comunicação empresarial e motivando os colaboradores.

Como reconhecer um colaborador zumbi

Cada colaborador infectado com esse mal pode apresentar sintomas diferentes, porém, todos eles têm pelo menos algum dos listados abaixo. Dê uma olhada e confira também se você ainda está totalmente saudável e não está desenvolvendo nenhum deles.

Nunca largam o celular

Os colaboradores zumbi estão sempre próximos de seus celulares como se dependessem deles para sobreviver. Isso acontece porque, na maioria das vezes, eles estão achando o trabalho repetitivo, chato ou estressante, e então não conseguem se concentrar totalmente e são atraídos para algo que consideram mais legal e dinâmico: o celular.

Seja com joguinhos ou nas redes sociais, esses colaboradores adoram gastar seu tempo com o celular.

Checam as redes sociais e email a cada 5 minutos

Assim como o celular, essa compulsão por qualquer coisa que não seja o trabalho faz com que o colaborador deixe todas as suas redes sociais abertas e cheque cada uma delas pelo menos três vezes a cada 30 minutos.

Afinal, ficar rolando a barra do Facebook por 3 minutos ininterruptamente, sem objetivo nenhum, é muito mais legal e fácil do que se concentrar em seu trabalho.

Se alimentam da energia do ambiente ao seu redor

Funcionários do tipo zumbi, frequentemente chegam ao trabalho desanimados, de mal humor e cara fechada, apenas pelo simples fato de terem que ir trabalhar.

Eles não socializam com os colegas, dão respostas frias e até rudes a tudo que lhes é direcionado ou solicitado e acabam deixando todo o ambiente imerso em monotonia e individualidade.

Tem dificuldade em trabalhar em grupo ou colaborar com o outro

Suportar os colegas ou ajudá-los com mais trabalho que não seja o seu próprio está fora de cogitação – pelo menos se levarmos a boa vontade em consideração. Trabalhar em grupo também é uma tortura e esse funcionário raramente tem, ou dá opiniões sobre qualquer processo ou tarefa em desenvolvimento.

Tudo que esse tipo de funcionário quer é que dê logo a hora de ir embora, e que ele não tenha que colaborar com seu colega ou ajudar com parte de seu trabalho.

Não participam e nem se engajam com nada na empresa

Funcionários zumbi não conseguem sentir nenhuma empatia pela empresa em que trabalham, querem somente fazer o que lhes foi designado e nada além. Não se preocupam em propor coisas novas, melhorias, e nem em se engajar com nenhum processo.

Nem em comemorações e outros momentos descontraídos esse funcionário é visto ou ouvido, porque tudo que ele quer é apenas ficar longe do centro ativo da empresa e de tudo que faz parte dela.

Como eles podem levar sua empresa ao apocalipse

Esse tipo de pessoa pode representar uma série de riscos para os outros colaboradores, para a empresa e também para ele mesmo e é importante estar ciente de quais são eles.

Funcionários desmotivados, que não gostam de seu trabalho ou não sentem nenhuma empatia pela empresa, podem acabar infectando outros colaboradores com esse espírito e diminuindo a produtividade e engajamento de uma equipe inteira.

Quando não estão satisfeitos, seja pelo motivo que for, os funcionários tendem a reclamar mais da empresa, do suas tarefas, e se tornam mais propensos a espalhar boatos e críticas a ela dentro do ambiente de trabalho. Isso, somado ao mal humor e desmotivação constantes pode acabar levando outros funcionários a assumirem a mesma postura e transformar a empresa, gradualmente, em um “território de zumbis”.

Com tantos funcionários desmotivados, a empresa, consequentemente, vai começar a perder em vários pontos importantes como produtividade, inovação e engajamento de funcionários e pode sentir os efeitos com a perda de credibilidade e também, inevitavelmente, de dinheiro.

Quer ter seus colaboradores sempre apoiando a empresa? Saiba como uma boa comunicação interna pode ajudar

E então, essas empresas vão precisar tomar medidas sérias para trazer o cenário de volta a normalidade, e elas podem incluir treinamentos, ações que incentivem a motivação, ou, no pior dos casos, demissões. Portanto, esse tipo de comportamento ainda coloca a própria pessoa em risco dentro da organização e ainda pode manchar toda a sua carreira.

Tudo isso significa muitos gastos, trabalho e desgaste emocional e, portanto, o melhor a fazer é ficar atento aos colaboradores com comportamento zumbi e tentar evitar de todas as formas possíveis que ele se intensifique e seja transmitido a outras pessoas da empresa.

A seguir, você confere algumas formas de evitar esse tipo de atitude motivando seus colaboradores e de trazer seus funcionários “de volta ao normal”.

5 formas de evitar os zumbis e salvar seu negócio motivando os colaboradores

A “zumbificação” dos funcionários pode ter como causa o próprio funcionário, seus problemas pessoais e outras questões, porém em mais vezes do que você imagina, o problema é proveniente da empresa, seus processos, tarefas e burocracias.

Levando em conta essas duas fontes do problema, temos algumas medidas que podem te ajudar a passar por ele.

#01 Invista em um ambiente de trabalho descontraído e sem barreiras

As vezes, tudo que seu colaborador precisa é de relaxar um pouco e sentir que seus superiores estão por perto para ajudá-lo, orientá-lo e ouvi-lo.

Processos extremamente burocráticos e barreiras físicas podem fazer com que seu funcionário desista de procurar apoio, já que ele será dificultado, e caia em uma estagnação e desânimo mortais.

Além do mais, dependendo de seu negócio, claro, um ambiente de trabalho sério demais, pode deixar os funcionários melancólicos, solitários e ainda barrar sua criatividade e capacidade de lidar com situações de forma inovadora. Com isso, o risco de ter funcionários desmotivado aumenta bastante.

Entenda como utilizar vídeos em sua empresa para facilitar e desburocratizar processos.

Essas coisas fazem parte da cultura de uma empresa e é importante que sejam desenvolvidas e pensadas para atender às necessidades, gostos e valores de cada pessoa, de forma que estimule a produtividade e a interatividade e acabe motivando os colaboradores.

Aqui na Samba, por exemplo, apostamos em um ambiente de trabalho divertido e horizontal para facilitar a comunicação entre todos os funcionários e deles com seus superiores (até o CEO), e tem dado bastante certo! Clique aqui para assistir nosso vídeo de cultura e entender isso melhor.

#02 Realize treinamentos periódicos

Quando um colaborador tem dificuldade em executar ou entender uma tarefa que lhe foi designada, ele tende a ficar desanimado, nervoso e isso fica ainda pior e mais intenso se essa tarefa precisa ser executada diariamente ou com uma frequência maior.

Portanto, para evitar que isso aconteça, é essencial oferecer meios para que o funcionário se aprimore, desenvolva suas habilidades e possa executar suas tarefas da forma mais fácil e rápida possível.

Mas não entenda errado. Não é que você tenha que parar seu trabalho para ir ensinar seu colaborador a fazer um serviço que ele deveria dominar, já que ocupa o cargo, mas sim oferecer meios para que ele se desenvolva por conta própria e possa lidar com os desafios diários de sua profissão.

Quer aprender a criar seus próprios treinamentos com qualidade máxima? Confira esse artigo.

E uma das formas mais eficientes de fazer isso é através dos treinamentos online. Disponibilizando cursos do interesse dos colaboradores, ou oferecendo palestras e treinamentos periódicos com experts da área, você, além de contribuir para formação profissional de seu funcionário, ainda melhora sua motivação, já que ele se sente importante e valorizado através do treinamento.

Outra vantagem do ensino online é que seus funcionários poderão estudar de forma flexível, em horários que não atrapalhem sua rotina e suas atividades no trabalho, e, dessa forma, aprender muito mais. Além do mais, com esses treinamentos, você aumenta o nível de produtividade e inovação na sua empresa, já que os colaboradores ficam ávidos por aplicar logo as técnicas que aprenderam.

#03 Aproxime as pessoas

Manter um “funcionário problema” isolado do resto de toda a empresa, dando a ele somente feedbacks negativos e “puxões de orelha”, não vai fazer com que ele de repente decida mudar de atitude, mas sim, fazer com que ele se demita ou seja demitido. E vale lembrar aqui, que a constante rotatividade de funcionários pode não fazer bem para sua empresa.

Quando um colaborador está passando por um momento difícil, ou se sentindo desmotivado, é importante que você mostre que se preocupa com ele, que quer ajudar, e o incentive a melhorar.

É importante que toda a equipe continue a ter contato com ele, ofereça feedbacks positivos e negativos, assim como críticas construtivas, e que ele se sinta integrado à realidade da empresa e seus objetivos e metas.

Nesse ponto, trabalhar a comunicação interna na sua empresa se torna ainda mais fundamental e uma forma prática e barata de fazer isso é com vídeos online, em uma TV Corporativa, por exemplo.

Com ela você consegue centralizar todos os comunicados e informações que devem ser passados aos colaboradores em um só lugar, e ainda pode exibir palestras e treinamentos periodicamente, assim como a “Palavra do Presidente”, que motiva e engaja.

#04 Ofereça incentivos a seus colaboradores

Você já ouviu falar em Gamification? Gamification, ou Gamificação, consiste em usar técnicas, estratégias e o design de games em outros contextos que não sejam esses próprios games, com objetivo de estimular a competição saudável, oferecer recompensas e entregar feedbacks rápidos.

E que tal aplicar essa técnica em sua empresa?

Seja nos treinamentos online, com recompensas de progresso, ou na realidade, com prêmios para os mais engajados e produtivos, reconhecer o trabalho de seus funcionários é uma forma de motivá-los, dar feedback e incentivar uma competição saudável entre eles, que pode fazer com que até os mais desanimados passem a se esforçar mais.

#05 Ouça as pessoas

Por fim, mas não menos importante, você deve se lembrar sempre que, mais do que com funcionários, você está lidando com pessoas, que têm uma vida pessoal, sentimentos, desejos, necessidades e frustrações. Antes de punir um colaborador por sua queda de rendimento ou por suas falhas e comportamentos, procure saber o que está acontecendo, permita que ele fale e, mais importante, escute e leve em consideração.

Dessa forma você evita perder um bom funcionário por motivos fúteis e complicações passageiras.


Agora que você já sabe como identificar “colaboradores zumbi” e também as melhores formas de curá-los, basta avaliar a situação em sua empresa e tomar as medidas que forem mais adequadas a sua realidade.

Não se esqueça de que o estado zumbi pode ter diversas causas e valorize sempre a boa comunicação em sua empresa para tentar entender o que provocou esse tipo de comportamento. Avalie se o problema é de ordem pessoal do funcionário ou se advém de alguma falha em sua empresa e tente solucioná-lo da forma que for possível.

Também lembre-se de não se desesperar, investir em ações de motivação, treinar seus funcionários e simplificar processos. Todas essas coisas são fundamentais nos momentos de crise e queda de produtividade e podem salvar sua empresa de prejuízos financeiros ou uma demissão em massa.

Você tem outras dicas para lidar com esse tipo de funcionário e salvar um negócio apenas motivando os colaboradores? Compartilhe com a gente!

E caso precise de ajuda para evitar o apocalipse investindo em vídeos online, fale conosco! Temos as melhores soluções para que você crie sua TV Corporativa, realize seus treinamentos virtuais ou até mesmo crie uma Universidade Corporativa e ficaremos extremamente satisfeitos em oferecer apoio.  

CTA-3passoscultura-modelo1-01

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.