Por Em Em maio 19, 2017

Como criar um canal de vídeos profissional

Você sabe como criar um canal de vídeos profissional? Nesse artigo, vamos detalhar sobre o processo de criação e como produzir seu conteúdo passo a passo – para que você crie o seu do zero, ou aperfeiçoe o que já tem. Vamos lá?

Primeiro, vamos entender um pouco: por que os canais de vídeos são uma tendência crescente?

Enquanto até pouco tempo atrás os grandes produtores de conteúdo sonhavam em ter alguns minutos no horário nobre da televisão, mesmo que fosse em um canal com baixa audiência, e até mesmo as grandes personalidades da internet acabavam migrando para a telinha, hoje o que acontece é um processo um pouco diferente, que acabou gerando o que conhecemos hoje como Web TV.

Como as pessoas passam cada vez mais tempo conectadas, as grandes oportunidades estão na web e em um formato de conteúdo que não para de crescer: os vídeos online. Novos canais de conteúdo surgem todos os dias na internet e, com certeza, você já consumiu informação proveniente de algum deles sem saber da importância que eles têm em nosso contexto comunicacional atual.

Hoje, os vídeos são um diferencial para a manutenção e sucesso de diferentes negócios e investir nesses materiais é necessário se você deseja ter uma estratégia de comunicação completa e efetiva.

Você tem uma ideia para produzir conteúdo e quer torná-la realidade? Então, vamos explicar como criar um canal de vídeos profissional:

. Por que investir em um canal de vídeos?

. Como criar seu canal de vídeos

. Planejamento

. Conteúdo do canal

. Como criar seu canal na plataforma certa

. Divulgação + Vídeo 

. Monetização

. Conclusão

Fizemos uma pesquisa com dados sobre produção de vídeos que podem ajudar a embasar seu projeto. Baixe o relatório e confira!

CTA pesquisa

Por que investir em um canal de vídeos?

Para que você entenda o poder dos vídeos, separamos alguns dados: de acordo com uma pesquisa recente realizada pelo Google, no Brasil, 40% da população que tem acesso à internet já assiste vídeos. Dessas pessoas, 25% já assiste mais vídeos online do que TV.

Além disso, hoje as pessoas gastam mais ou menos 6 horas por semana assistindo vídeos sob demanda – o que é mais do que o dobro do que foi registrado em 2011, quando a estimativa era de 2,9 hrs.

Com esses fatores, a produção de conteúdo está convergindo para essa área dos canais de vídeos online. Se você está pensando em investir nessa área ou tem um negócio nesse sentido, deve começar a pensar em realizar esse tipo de investimento.

Um canal de vídeos pode servir a diferentes propósitos e negócios. Com ele, você pode criar conteúdo no formato de cursos ou tutoriais, fortalecendo a reputação, confiabilidade e melhorando seu relacionamento com as pessoas. Pode também criar conteúdo demonstrativo sobre seus produtos e serviços, tangibilizando as vantagens deles e aumentando as chances de consumo por parte dos clientes. É possível até mesmo usar esses vídeos em um canal para impulsionar suas vendas e sua estratégia de marketing.

Como criar um canal de vídeos

Muitas pessoas já estão cientes desse novo cenário e compreendem a necessidade de investir na produção de vídeos. Porém, para muitas, uma dúvida ainda incomoda: como criar um canal?

Claro que as respostas para essa pergunta são muitas, mas nesse artigo nós vamos tentar te ajudar a ter uma ideia melhor de como criar um canal de vídeos e tirar o seu projeto do papel!

Vamos lá?

01. Planejamento

Para ter um canal de sucesso, o primeiro passo se resume a uma única palavra: Planejamento. Não há como criar um canal de sucesso sem pensar no seu público e na forma que seu conteúdo será produzido, certo? É importante direcionar o seu projeto de acordo com suas necessidades, de forma planejada e cuidadosa para saber onde você está indo e onde quer chegar.

Por exemplo, se você tem um blog em que já produz conteúdos educativos escritos, é provável que vá querer criar um canal para complementar esse ambiente, com tutoriais, aulas em vídeo e outros materiais relevantes. Então, já nesse momento, é importante pensar em pontos como: duração dos vídeos, quem vai produzir esses conteúdos, quem é o público que vai acessá-los, como eles serão divulgados, quem terá acesso aos materiais, se eles serão fornecidos de forma gratuita ou paga, se serão no formato de cursos ou como um vlog, entre outras características do seu canal.

Definir isso tudo agora vai ajudar a nortear uma série de outros pontos que serão estratégicos para sua estratégia no futuro. Pode parecer trabalhoso, mas esse tipo de planejamento irá evitar vários desgastes mais à frente.

02. Conteúdo do canal de vídeos

Definidas as questões mais estratégicas que envolvem a criação de um canal, é hora de partir para uma das partes mais importantes: o conteúdo.

De acordo com dados recentes, 400 horas de conteúdo são despejadas por minuto apenas no YouTube. Por isso, sem cuidado e uma atualização constante, seu canal estará fadado ao fracasso.

É essencial que você tenha um bom planejamento de conteúdo – alinhado aos desejos e necessidades de sua audiência – e ofereça sempre materiais de qualidade a quem acompanha seu canal.  

Ficar de olho no modo como as pessoas estão consumindo esse conteúdo também pode ser essencial para gerar insights para uma produção de vídeos cada vez mais qualificada. Por exemplo, se seu público está consumindo mais os seus vídeos sobre lazer, aposte na produção de mais materiais sobre esse assunto. Se seus materiais com mais de 7 minutos estão tendo baixa aceitação, diminua a duração deles. E assim por diante.

De acordo com a pesquisa do Insight Samba, 66% dos produtores criam vídeos entre 1 e 5 minutos, enquanto 5% produz conteúdo que ultrapassa 25 minutos. Isso não significa, no entanto, que esses 5% tenham audiência menor. Pense assim: para vídeos tradicionais, vlogs e entretenimento, um tempo de duração menor pode ser ideal; mas caso você produza cursos e videoaulas, por exemplo, pode ser interessante gravar vídeos mais longos, com conteúdo mais detalhado e específico.

Lembre-se também de sempre manter um bom nível técnico em tudo aquilo que produzir. Afinal de contas, nada pior do que tentar assistir a um vídeo cuja imagem está muito tremida, desfocada, em que a música de fundo está mais alta que a voz do locutor ou em que há tanto ruído que você não consegue compreender o conteúdo. Isso pode arruinar a experiência do seu usuário e te fazer perder muito em termos de visualização, recomendação, autoridade e confiabilidade.

Caso queira produzir conteúdo de qualidade em casa, confira nosso guia com tudo que você precisa saber para montar seu próprio estúdio!

Já tem seu equipamento e estúdio? É hora de gravar!

Procure cenários adequados ao seu conteúdo, treine as falas, atuação e locução e lembre-se de dividir seu conteúdo em início, meio e fim de forma clara e eficaz. Seja em um curso ou na demonstração de um produto, todo vídeo precisa de um início impactante e uma conclusão clara, que leve essa pessoa a tomar outra ação, como conhecer mais sobre o produto ou a ver mais vídeos, por exemplo.

Não se esqueça também de editar seus vídeos de forma adequada. Escolha um programa de edição, faça cortes e elimine partes desnecessárias, insira legendas, efeitos visuais e sonoros, crie uma thumbnail e, caso precise, escolha também uma trilha sonora para seus materiais.

No vídeo abaixo, nosso CMO, Pedro Filizzola dá algumas outras dicas sobre como criar um canal matador, capaz de atrair muita audiência.

03. Como criar um canal na plataforma certa

Com o conteúdo em mãos, é hora de decidir a parte que talvez seja a mais importante de todo esse processo: onde eles serão exibidos para a audiência. Como criar um canal na plataforma certa?

Nesse momento, você tem basicamente duas opções que serão mais ou menos adequadas de acordo com seu projeto e as suas necessidades: investir em um media center personalizado, em uma plataforma profissional, ou adotar uma plataforma gratuita como o YouTube.

Vamos aos prós e contras de cada opção:

Media center personalizado

Para criar seu canal, não importa qual o tamanho de seu projeto ou a sua necessidade, essa sempre vai ser a melhor opção.

Com uma plataforma profissional de vídeos é possível gerenciar e centralizar todos os seus conteúdos em um blog, site ou canal, personalizado da forma como você preferir e garantir que seus materiais tenham total segurança, estabilidade e qualidade de entrega aos usuários.

Além disso, com essa plataforma, você tem opções ampliadas de monetização dos seus materiais – você pode fornecer conteúdo por assinatura, por exemplo, sem ficar refém das políticas das plataformas gratuitas.

O controle do conteúdo é total nesses ambientes. É o seu projeto ajustado da forma mais estratégica para gerar lucros e benefícios para você.

Começar logo com uma plataforma profissional vai te dar autonomia e liberdade para trabalhar e divulgar seu conteúdo sem medo em qualquer local, garantir autoridade para sua marca e dar mais opções para que você expanda sua estratégia baseado em dados confiáveis fornecidos pela própria plataforma.

Plataforma gratuita de vídeos  

Nesse tipo de ambiente, seus conteúdos ficam totalmente à mercê das decisões da própria plataforma e se perde muito em termos de personalização, segurança, opções de monetização e qualidade de distribuição do seu canal de vídeos.

Para monetizar, por exemplo, o YouTube tem grandes obstáculos. É possível tentar ganhar dinheiro por meio dos anúncios – mas o processo é mais complexo e pouco lucrativo. Além disso, plataformas gratuitas não geram autoridade nenhuma para sua marca ou seus materiais, colocando-os lado a lado com a concorrência.

Para entender mais sobre a monetização em plataformas gratuitas, veja nosso artigo sobre quanto ganha um youtuber!

Por que algumas pessoas continuam optando por esse tipo de serviço? O preço é o motivo principal, já que nesses ambientes você não tem nenhum custo para manter seu conteúdo no ar. Outro motivo é a facilidade para alcançar diferentes audiências, já que a maioria dessas plataformas também funciona como redes sociais, que atraem público para o conteúdo. Como criar um canal, portanto, sem perder nem em monetização ou em visibilidade?

Simples! Você não precisa abrir mão das vantagens de uma plataforma gratuita: basta aliar sua estratégia a um plataforma profissional para retenção. Você pode, portanto, criar um canal no YouTube para se apresentar ao público em geral e divulgar seu conteúdo de forma mais ampla – e, assim, fornecer um conteúdo mais específico e valioso em uma plataforma profissional, onde você pode monetizar por assinatura.

04. Divulgação

Quando falamos em como criar um canal de vídeos, não basta apenas investir seu tempo e dinheiro, montar uma estrutura fantástica e esperar que as pessoas encontrem seu conteúdo por um milagre do destino. É preciso fazer com que seus vídeos cheguem até as pessoas e para isso você deve ter uma estratégia de divulgação bem definida, que mais do que apenas trazer views, te ajude a consolidar sua audiência e fazer cada vez mais sucesso.

Na fase de planejamento do canal você definiu quem seria o público a quem seus conteúdos seriam direcionados e isso vai te ajudar bastante nessa etapa também. A partir do perfil estabelecido, procure identificar em quais redes sociais sua audiência está, quais os sites que ela mais acessa, suas tendências de navegação, e use tudo para te ajudar a divulgar seu conteúdo! Poste pequenos trechos dos conteúdos no Facebook e Instagram para atrair as pessoas para seu canal, publique notícias no Twitter e use também o YouTube para publicar “conteúdos isca” e ganhar mais visibilidade com seu canal principal.

Confira aqui um guia básico para que você divulgue seus vídeos de forma eficiente.

Não esqueça também de estabelecer parcerias de divulgação, postar seu conteúdo periodicamente em seu site ou blog e invista também em estratégias de SEO para manter seus vídeos sempre relevantes perante os mecanismos de busca.

Confira mais algumas dicas do nosso CMO sobre divulgação:

05. Monetização

Como mencionamos anteriormente, plataformas profissionais são mais flexíveis e eficientes nesse quesito e permitem que você monetize seus materiais de formas muito mais rentáveis do que em plataformas gratuitas.

Se seu negócio é conteúdo educativo, por exemplo, que ensina algo ou faz diferença na vida das pessoas, seja no formato de tutoriais, vídeos de faça você mesmo ou cursos e videoaulas, você não precisa ficar preso aos modelos tradicionais de monetização de vídeos, baseados em inserção de anúncios. Você pode ganhar muito mais, por exemplo, migrando para um modelo de assinatura e realizando a venda de seus conteúdos.

Você pode vender seus materiais de forma separada, em pacotes de cursos ou em módulos. Essas são formas muito mais eficientes de lucrar com seu conteúdo e atingir pessoas realmente interessadas nele.


Conclusão

O modo como as pessoas consomem conteúdo está mudando e, hoje, usar vídeos é a melhor forma de se comunicar com o público online e ter sucesso com seu projeto. Por isso, agora você já sabe que a estratégia mais aconselhável para quem quer vender conteúdo audiovisual é investir em uma plataforma profissional de vídeos para criar um canal próprio.

E se você acha que criar um canal de vídeos por assinatura parece uma ideia distante, a gente te prova o contrário: hoje é fácil conseguir ter um Netflix para chamar de seu! Aqui na Samba, por exemplo, a gente lançou o Samba Play, uma plataforma online onde você pode criar seu canal de vídeos de forma personalizada e conseguir monetizar seu conteúdo de maneira simples e eficiente.

E o melhor é que, com a nossa plataforma, você não precisa de preocupar em contratar desenvolvedores ou ter dor de cabeça com a parte jurídica ou a integração de plataformas de pagamento – tudo isso fica por nossa conta. Assim, você pode se focar no mais importante: a produção do conteúdo.

Se você se interessou pela proposta e quer começar seu canal de vídeos online, é importante que, antes de qualquer coisa, você entenda em qual nicho de mercado o seu negócio se encaixa. E para te ajudar a desvendar esse conceito e te orientar nesse processo, a gente montou um e-book com todas as informações que você precisa!

Netflix de nicho canal de vídeos

Contribua com este post nos comentários

Assine e receba todas as novidades sobre vídeos online em seu email.