• Blog
  • >
  • EAD
  • Perfil do aluno Ead: Entenda suas principais características no ensino superior

Perfil do aluno Ead: Entenda suas principais características no ensino superior

Perfil do aluno Ead: Entenda suas principais características no ensino superior

O ensino superior EaD é aquele que, por intermédio das inovações tecnológicas, realiza a transmissão do conteúdo a distância, principalmente através do vídeo (seja em aulas gravadas ou transmissão em tempo real, sanando dúvidas e afins), mas também sendo complementado com ebooks, podcasts e exercícios para serem realizados no conforto do lar. A modalidade, nos últimos anos, apresentou um crescimento considerável em número de adeptos no Brasil. 

Em 2010, ele correspondia a apenas 17,43% das novas matrículas (380.328 calouros de um total de 2.182.229). Já em 2018, data do último Censo da Educação Superior disponível, essa taxa saltou para 39,85% (1.373.321 calouros de um total de 3.445.935).Mas quais são as principais características do aluno do ensino a distância? Ao longo desse artigo, vamos investigar qual é o perfil do aluno Ead e mostrar o que levou a explosão no número de matriculados nessa modalidade. Confira! 

Guia Instituições de Ensino EAD

O decreto 9057 e explosão de polos do EaD no Ensino Superior

Em 2017, foi aprovado o decreto 9057, com o intuito de flexibilizar o fluxo de aprovação no dos cursos superiores na modalidade EaD. Isso fez com que o processo todo fosse desburocratizado.

Antes do decreto, era necessário ofertar algum curso presencial e o MEC tinha que visitar e fiscalizar cada um dos pólos abertos para atestar a qualidade do ensino. Isso mudou, possibilitando as faculdades ofertarem cursos na modalidade a distância sem estar presente na presencial e não havendo a necessidade da visita em todos os polos. 

O processo que antes durava até 2 anos caiu para 6 meses em média. Isso trouxe uma explosão óbvia no número de polos e, consequentemente, no número de cursos ofertados. . No início da década passada, eram 5.361 polos chegando a apenas 4.915 em 2015. De lá para cá, entretanto, houve uma explosão acarretando em 12.112, em 2018. Isso alterou também o perfil do aluno EaD. 

Isso se reflete também nos cursos ofertados. Em 2009, eram apenas 849. Em 2018, esse número chegou 3.180. E ainda existe um potencializador. Ao contrário da modalidade presencial, o ensino a distância comporta muito mais estudantes por turma, muitas vezes passando das centenas de alunos. Os dados são do Censo da Educação Superior, divulgado anualmente pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Qual o perfil do aluno Ead do ensino superior?

Apesar de estarmos vivenciando uma popularização do EaD entre os jovens logo após saírem do ensino médio (entre os ingressantes com 17 a 24 anos, a taxa era de 7,3%, em 2010, e chegou a 22,1%, em 2018), o público ainda é majoritariamente com mais de 30 anos. As faixas etárias são:

  • Até 18 anos – 1,37%;
  • Entre 19 e 24 anos – 22,26%;
  • Entre 25 e 30 anos – 24,08%;
  • Entre 30 e 40 anos – 33,86%;
  • Maior que 40 anos – 18,42%.

Os principais motivos que faz com que os estudantes procurem a modalidade é:

  • Flexibilidade de horário para 44% deles;
  • Mensalidades mais acessíveis para 27% e
  • Localização facilitada dos polos presenciais para 11%.

Esses dados são do Panorama do Ensino Superior, realizado pelo Quero Bolsa, com 3.400 entrevistados.

Infográfico Dados EAD

Quais são os cursos mais desejados pelos alunos?

Em teoria, na modalidade a distância, os cursos não diferem tantos dos presenciais. Algumas coisas mudam, entretanto, já que alguns cursos (como Direito e Medicina) não existem em formato EaD e outros (como Enfermagem) só existem no formato híbrido (que une presencial e a distância), mas no geral, a lista se mantém similar. Os 5 cursos mais procurados são esses:

  1. Pedagogia – 478.103 estudantes matriculados no ensino superior;
  2. Administração – 221.602 estudantes matriculados no ensino superior;
  3. Ciências Contábeis – 132.401 estudantes matriculados no ensino superior;
  4. Recursos Humanos – 98.838 estudantes matriculados no ensino superior;
  5. Serviço social – 86.447 estudantes matriculados no ensino superior;

Os desafios que o EaD tem no Brasil

Uma das principais barreiras que o EaD enfrenta no Brasil é a falta de estrutura para os estudantes conseguirem participar das aulas. De acordo com os microdados do Enem, 21% dos candidatos ao exame não tinha a estrutura mínima em casa para realização de aulas EaD. Por estrutura mínima se entende acesso a internet e um aparelho para assistir as aulas (nesse caso, celular ou computador).

Dessa maneira, o ensino a distância encontra uma barreira difícil de ser superada que é a do acesso. A tendência é que, com o passar do tempo, com a evolução tecnológica, as pessoas consigam utilizar dos meios digitais para conseguirem estudar a distância. Mas, neste momento, ainda é um impeditivo bem grande para o avanço ainda maior do EaD.

Quais tendências são para o futuro do EaD no Brasil?

Durante a pandemia da Covid-19, doença causada pelo coronavírus, muitos alunos migraram forçadamente, pelo menos por um período, para a modalidade EaD. Isso causou muito atrito, afinal, foi uma mudança bem brusca. Mas mostrou alguns caminhos para o futuro. O EaD, daqui poucos anos, será cada vez mais utilizado. Não necessariamente se tornando a principal modalidade, mas sendo mesclado ao ensino presencial. Uma modalidade híbrida ou semi-presencial pode ser tornar a maior tendência daqui para frente. Ela, em teoria, traria benefícios do ensino presencial (como o contato direto com o professor e as discussões em sala de aula) quanto o ensino a distância (maior independência para a organização de horários e economias com deslocamento). O que deve acontecer, daqui para a frente, é uma união dos dois modelos de forma que potencialize a evolução e o aprendizado do aluno.

Tuor Samba Tutor - Plataforma Sambatech Gestão de Cursos EAD

Este artigo foi produzido pela equipe da Revista Quero

Por: Autor Convidado

Eu sou um autor parceiro da Samba Tech :)

Contribua com este post nos comentários