• Blog
  • >
  • Insights
  • Como os vídeos podem melhorar seu processo de autoatendimento

Como os vídeos podem melhorar seu processo de autoatendimento

O autoatendimento é uma tendência que chega para otimizar o relacionamento entre empresa e consumidor, oferecendo a este ainda mais autonomia. Saiba como o formato em vídeo pode melhorar seu processo de autoatendimento e cativar seus clientes, nesse post.

Já parou para pensar que enquanto conversamos por aqui seus clientes estão lá fora, buscando as melhores soluções de atendimento? Pois é. Cada vez mais imediatista, o consumidor não só deseja ser atendido em todos os canais possíveis, como de todas as formas imagináveis. Uma delas é o famoso autoatendimento.

O autoatendimento oferece uma experiência mais aprimorada, que proporciona autonomia e liberdade durante a jornada de compra. Mas, para realizar essa prática com sucesso, você deve encontrar o formato que melhor se adequa ao seu tipo de negócio.

Pensando nisso, hoje vamos te mostrar como o vídeo pode transformar essa ferramenta de suporte em uma estratégia inovadora para sua marca. Quer encantar seu comprador e ainda sair na frente dos seus concorrentes? Vem com a gente!

Autoatendimento, por que não?

Sabe quando um robô simpático resolve suas dúvidas, em menos de um minuto, pelo chat de um site? Ou quando você realiza um pagamento através do internet banking, sem precisar ao menos sair de casa?

Estes são bons exemplos de como o autoatendimento, também conhecido como atendimento inteligente, pode facilitar a vida do consumidor. Para isso, existem diversos recursos tecnológicos, como a inteligência artificial, a Unidade de Resposta Audível (URA), a base de conhecimento, os chatbots, entre outros.

Desse modo, o autoatendimento serve para otimizar as operações, além de aumentar a produtividade e as experiências positivas junto ao cliente. Isso faz com que a interação do momento de venda se torne muito mais eficaz, rápida e dinâmica. Veja alguns benefícios que esse tipo de serviço pode trazer para sua empresa:

  • Redução de custos operacionais;
  • Suporte simultâneo, para mais de um cliente ao mesmo tempo;
  • Diminuição do congestionamento em canais de atendimento;
  • Assistência integral, todos os dias da semana;
  • Queda das taxas de abandono e cancelamento;
  • Aumento do nível de autonomia e satisfação do consumidor.

Vídeo: o formato que faltava no seu autoatendimento

Você sabia que 85% das pessoas que assistem a um vídeo explicativo sobre o produto que está a venda são mais propensas a comprá-lo? Desse modo, o vídeo se torna um formato indispensável em seus processos de autoatendimento. E motivos não faltam para isso!

Além de ser uma ótima ferramenta de atração e conversão, o consumo de elementos audiovisuais cresce progressivamente com a evolução das mídias. Quando pensamos no vídeo como uma forma de automatizar o atendimento então, é possível encontrar uma série de benefícios.

Possui formato rápido e descontraído

Segundo um estudo da PageWiz, 60% dos visitantes de uma página na web clicam para assistir ao vídeo antes mesmo de ler uma palavra do texto.

É fato, nosso cérebro processa muito mais rápido as informações mostradas através de imagens do que através da leitura. Isso significa que transmitir conhecimento por meio de vídeo é garantir mais assertividade para a compreensão do usuário.

Se você trabalha com TI, por exemplo, assistir um vídeo sobre a demonstração de determinado sistema será uma forma muito mais confortável e interativa de absorver conhecimento. Por ser um estilo descontraído de comunicação, ainda pode impactar positivamente em seus esforços de fidelização de clientes.

Personifica a empresa e agrega valor

Todos os detalhes utilizados na produção do vídeo, como cores, fontes e melodias, ajudam a personificar seu negócio e tocar emocionalmente o seu público, criando assim uma identidade com a qual o consumidor possa se identificar. Logo, o autoatendimento incorpora a linguagem da marca para prestar um suporte ainda mais simpático no momento em que o cliente encontrar dificuldades.

Por ser um formato mais elaborado, o vídeo também transmite credibilidade e agrega valor para o produto ou serviço oferecido. Afinal, essa preocupação da empresa com o jeito como a informação será comunicada tem efeitos positivos no subconsciente do espectador.

Acompanha a explosão das redes sociais

Muito se fala sobre a interação entre marcas e consumidores nas redes sociais, certo? Pois saiba que o futuro das plataformas de relacionamento será dominado por conteúdos em vídeo. E as pessoas estarão ainda mais habituadas a aproveitar e consumir assuntos dessa forma.

A boa notícia é que performar bem no mundo virtual significa ser abraçado por uma comunidade acostumada a fazer desse ambiente um espaço de conversa e troca de ideias. Compartilhar seus vídeos em fóruns e canais de discussão, aplicativos de mensagem, landing pages e redes sociais faz com que a sua solução de autoatendimento ganhe um alcance ainda maior.

Como oferecer autoatendimento em vídeo

Agora que você já conheceu as vantagens de disponibilizar meios de autoatendimento por vídeo, vamos falar sobre como tornar isso viável. Basicamente, existem inúmeros jeitos criativos de refletir de forma audiovisual o que você estaria, antes, explicando em palavras. Listamos os principais abaixo.

Animação: geralmente, esse tipo conta com personagens carismáticos que esclarecem as questões do consumidor de forma bem didática. Uma dica é aproveitar o mascote da sua empresa para conduzir essa explicação. Mas, a animação pode ser também composta apenas por movimentos gráficos e de lettering (texto).

Captação: é o vídeo raíz. Gravado em estúdio ou ambiente externo, com cenário predefinido. Pode contar com a orientação de um apresentador ou exibir apenas detalhes do manuseio do produto, no caso de um bem de consumo. Um conselho aqui é lançar mão da imaginação e mesclar efeitos de animação junto às capturas reais.

Screencast: essa técnica grava as atividades que estão acontecendo na tela do computador. Ou seja, é perfeita para criar tutoriais que ensinam o público a utilizar softwares e programas, porque exibe sua interface exatamente da forma que ele os receberá. Introdução, demonstração e implementação são tópicos comumente abordados nesse estilo de vídeo.

Com a metodologia definida, é hora de pensar em um roteiro. Lembre-se de fazer vídeos curtos, que têm uma taxa de aceitação muito mais alta. Para isso, divida o conteúdo em partes – o ideal é que cada material não ultrapasse 3 minutos. Afinal, na correria do dia a dia ninguém tem tempo nem paciência para ficar assistindo um vídeo muito longo sobre um produto específico, não é mesmo?

Pronto para dar o play?

A gente tem certeza de que depois de todas essas dicas, seu processo de autoatendimento vai ganhar um novo sentido. E, de quebra, seus clientes ficarão ainda mais satisfeitos com o tipo de suporte oferecido em vídeo: divertido, eficaz e autossuficiente.

Nosso último conselho é: antes de ser inovador, o conteúdo para um atendimento automatizado deve ser objetivo e concluir sua finalidade original de auxiliar na compreensão do consumidor. Pense nisso antes de dar o play no projeto, ok? 😉

Artigo produzido por Alana Nogueira, Analista de Marketing na Movidesk, empresa especializada em Soluções para Atendimento ao Cliente.

Por: Autor Convidado

Eu sou um autor parceiro da Samba Tech :)

Contribua com este post nos comentários