• Blog
  • >
  • Insights
  • DIY: como fazer bons vídeos de “do it yourself” e aproveitá-los em sua estratégia de marketing

DIY: como fazer bons vídeos de “do it yourself” e aproveitá-los em sua estratégia de marketing

Ao deslizar o seu feed nas redes sociais, provavelmente você já deve ter se deparado com o termo DIY em algum vídeo por aí, certo?

Essa nova categoria de conteúdo, que aparece principalmente em vídeos, ganhou muita popularidade por ser capaz de ensinar de forma prática e fácil a fazer qualquer coisa com as próprias mãos!

Neste artigo você vai conhecer mais sobre o mundo dos DIYs e, para completar, ainda vamos te ajudar a encaixar esse tipo de vídeo na sua estratégia de conteúdo com dicas de como produzir um vídeo DIY completo. Vamos lá?

Ah, e antes de começar, você pode aproveitar para conferir como montar seu estúdio caseiro na prática, sem gastar muito dinheiro! É só acessar nosso material gratuito.

montar estudio de vídeos para o youtube

Afinal de contas, o que é DIY?

DIY é a sigla de Do It Yourself. Nas buscas em português, você deve encontrar a expressão “faça você mesmo”. Como o próprio nome sugere, os vídeos de DIY funcionam em formato de tutoriais nos quais o produtor de conteúdo ensina a sua audiência a criar algo quase que do zero. O céu é o limite! Há famosos DIYs na internet que ensinam a criar desde capinha para celular usando cola quente, até um avião usando garrafa pet!

A popularização dos vídeos tutoriais de DIY começou de forma tímida e caseira: com blogueiros e blogueiras que ensinavam truques para criar produtos gastando pouco. Hoje o formato se desenvolveu e também é utilizado por grandes marcas que aproveitam dos tutoriais para divulgar os seus produtos e serviços.

Por que os vídeos de DIY fazem tanto sucesso?

Você já deve saber que para gerar um conteúdo de qualidade, que realmente interaja com o público e que faça ele gostar do que está assistindo, é preciso ser capaz de estabelecer uma conexão real entre o produtor de conteúdo e quem assiste.

O DIY é um ótimo formato para ajudar nessa conexão! Os vídeos de DIY ajudam as pessoas a aprenderem a fazer algo novo e, o melhor, por conta própria. Desafiar a audiência dessa maneira gera conexão.

Além do mais, o potencial de compartilhamento e interação aumenta quando os tutoriais passam a ser reproduzidos pelo público. O sentimento de pertencimento e de realização ao fazer um DIY que deu certo, gera mais interesse em acompanhar outros vídeos que aquele produtor de conteúdo cria.

Como incluir os vídeos DYI em minha estratégia de marketing?

Se você já investe em marketing digital, deve saber o quanto um bom conteúdo é fundamental para manter as pessoas engajadas com sua marca e para educá-las a respeito de diferentes assuntos.

Por isso, usar os vídeos DYI em sua estratégia é fundamental e pode ser um diferencial para sua marca. Principalmente nos casos de quem tem um produto ou serviço relacionado ao artesanato de forma geral, os vídeos DYI podem ser uma excelente forma de chamar a atenção do público e de fazer com que eles adquiram o que você está oferecendo.

No caso de alguém que dá cursos de artesanato, por exemplo, uma excelente estratégia é fazer vídeos curtos de “faça você mesmo”, mostrando um pouco do que a pessoa pode aprender se adquirir o curso inteiro, e divulgá-los de forma gratuita no YouTube ou outras redes sociais.

No caso de alguém que vende materiais diversos ou tem um loja de itens de artesanato, também é interessante criar os vídeos mostrando é possível fazer com o que está sendo oferecido, para incentivar a compra.

E claro que não para por aí! Usar os vídeos de DYI como iscas para a aquisição do seu produto ou serviço principal é algo que pode ser feito de muitas outras maneiras e você pode ficar à vontade para testar novos formatos e tipos desse conteúdo!

Se quiser saber mais sobre marketing digital e como alavancar seu negócio com essa estratégia, vale a pena ler mais sobre o assunto em nosso infográfico!

infografico marketing digital

E como criar um vídeo de DIY?

Agora que você já sabe o que são os vídeos de DIY e entendeu mais sobre os motivos desse tipo de conteúdo fazer tanto sucesso, chegou a hora de colocar a mão na massa e começar a produzir os seus próprios vídeos nesse formato! Para te ajudar nessa jornada, nós separamos algumas dicas que podem ser valiosas no processo de criação do seu vídeo de DIY.

1. Escolha o cenário certo

Vamos começar com uma pergunta simples: em um vídeo de DIY quem é a grande estrela? Se você respondeu que a estrela do vídeo é o produto que está sendo criado, acertou! Sendo assim, entenda que o foco do seu vídeo deve estar no ítem que você está montando.

Para manter a atenção no seu DIY, escolha um cenário que seja clean, ou seja, um cenário que seja limpo, claro e sem muitas distrações aos olhos.

Na falta de um bom cenário, usar um fundo com chroma-key pode ajudar – e você pode saber tudo sobre essa técnica neste artigo aqui.

2. Fique de olho na iluminação

É muito importante cuidar da iluminação do seu vídeo. Caso você possua aparelhos que te ajudem nisso, como uma softbox ou um iluminador de led, lembre-se de usá-los. Mas, se você não possui nenhum tipo de aparelho para iluminação, não se preocupe, lembre-se que o melhor tipo de iluminação é a luz natural.

Vá para frente de uma janela e grave de lá, isso garante que a luz do sol entre no cenário e deixe o seu vídeo claro e iluminado.

Como a luz do sol não garante uma iluminação fixa durante muito tempo, uma vez que podem haver interferências naturais, como nuvens, chuva e o próprio movimento do sol com o passar das horas, cuide para não gastar muito tempo no seu vídeo para que a iluminação não mude drasticamente e você só perceba isso na hora da edição. De qualquer forma, se isso chegar a acontecer, há diversos editores de vídeo que permitem correção de cor e luz nas filmagens – e você inclusive pode conhecer 14 deles aqui!

3. Use os ângulos de filmagem a seu favor

Deixe o seu vídeo mais dinâmico usando ângulos de filmagem diferentes! Essa dica é válida para quase todos os tipos de vídeo, mas é ainda mais valiosa nos vídeos de DIY. Como em um DIY você precisa mostrar o passo a passo de um tutorial, em muitos momentos precisará fazer uma filmagem mais aproximada, mostrando algum detalhe importante, ou em outros momentos precisará que o seu público tenha uma visão do todo, mostrando o produto de cima, por exemplo.

Caso você possua mais de um equipamento para filmagem, duas câmeras, ou um celular e uma câmera, por exemplo, o seu trabalho pode ser facilitado, basta deixar cada equipamento localizado em uma posição estratégica. Já se você não possuir tantos equipamentos, o trabalho será um pouco maior, mas não impossível de ser realizado! Pare a filmagem, mude a sua câmera ou smartphone de lugar, filme um take e volte a câmera para o lugar inicial. Repita o processo quantas vezes for necessário e, na hora de editar o seu vídeo, veja a mágica acontecer.

4. Organize todos os materiais antes de começar a gravar

Organização é uma característica essencial se você quer profissionalizar a sua produção de conteúdo para internet e ela também se torna essencial na hora de criar o seu vídeo DIY. É importante lembrar de providenciar todos os materiais que serão usados no “do it yourself” antes de começar a gravação, além de arrumá-los de forma organizada de acordo com a ordem de uso na hora da confecção do tutorial.

5. Roteirize!

A criação de um roteiro também faz parte do processo de organização na hora de produzir o seu vídeo. Todo o conteúdo precisa ter início, meio e fim e o roteiro vai te ajudar a seguir uma ordem lógica na hora de gravar e de editar o seu vídeo.

Em seu roteiro, você também pode anotar coisas importantes e que você não quer esquecer de falar no vídeo, além de ideias de falas para te ajudar a produzir um conteúdo de qualidade e com uma linha de raciocínio bem formada.

Neste kit você encontra tudo que precisa para criar bons roteiros, incluindo modelos, mapas mentais e muito mais. Vale a pena conferir!

ebooks para criação de roteiro

6. Mostre o resultado final

Você já procurou o cenário certo, cuidou da iluminação, organizou os seus materiais de trabalho, roteirizou o vídeo e usou os ângulos de filmagem para mostrar com mais detalhes o seu tutorial. Sendo assim, o seu DIY já está pronto, certo?

Então é hora de mostrar o resultado final!

Mostre com detalhes como o produto final ficou e as suas aplicabilidades de uso. É importante que o seu público consiga ver que o resultado final deu certo e que eles podem reproduzir o seu tutorial em casa e tentar fazer algo parecido por si sós. Dê atenção aos detalhes e deixe que o seu público veja que seu tutorial realmente funciona.

Exemplos de vídeos DYI

Para que você comece a se inspirar para produzir seus próprios vídeos de “do it yourself”, separamos alguns exemplos. Como nossa especialidade é vídeos, buscamos por alguns conteúdos relacionados a esse universo (e que podem inclusive ajudar na sua produção).

No caso dos vídeos escolhidos, por trazerem a montagem de objetos mais complexos, você vai perceber que os conteúdos são mais longos e mostram tudo de forma detalhada. Mas é claro que toda a construção do vídeo de “faça você mesmo” depende do seu objetivo e do que você está ensinando.

Outro ponto importante é dar informações adicionais, para além dos materiais e da montagem do objeto. Trazer questões como preço de cada peça usada, tempo de montagem e complexidade podem ser um diferencial!

No vídeo acima, a YouTuber está ensinando o passo a passo para criar seu próprio soft-box e os tripés de apoio para eles. É um vídeo mais longo, complexo e bem detalhado.

O vídeo acima é um tutorial para fazer seu estúdio chroma-key. Nesse caso, o conteúdo já é mais curto.

Por fim, escolhemos um vídeo que ensina a fazer um tripé caseiro. Como a montagem do equipamento é bastante complexa, este vídeo também é mais longo e bem detalhado.

Esperando o que para produzir o seu vídeo DIY agora mesmo?

Agora que você já sabe tudo sobre o mundo do DIY e já pegou várias dicas de como produzir um bom vídeo nesse estilo de conteúdo, chegou a sua vez de tentar encontrar um tutorial que tenha a ver com você e com o seu público, diversificar os conteúdo que você produz e ensinar algo que você saiba para centenas, milhares ou talvez milhões de pessoas que têm muito a aprender com você!

Ansioso para começar? Então aproveite para conferir nosso minicurso sobre como produzir vídeos com baixo orçamento, sem comprometer a qualidade dos conteúdos!

minicurso para gravar vídeos e gravar áudio com baixo orcamento
Por: Nathália Tameirão

Coordenadora de Marketing Digital na Samba Tech e especialista em SEO e conteúdo. Formada em Publicidade e Propaganda pela UFMG, é responsável pela estratégia de conteúdo da Samba, com foco em atração e conversão.

Contribua com este post nos comentários