Como medir o retorno sobre o investimento – ROI – do seu treinamento online

ROI

Oferecer treinamentos e capacitação para os colaboradores da sua empresa é uma ação que tem retornos muito positivos em termos de produtividade, motivação, alinhamento e engajamento de toda a equipe na organização e, teoricamente, oferece um ROI – retorno sobre o investimento – magnífico.

E o melhor é que, se antes era caro e difícil planejar e oferecer um treinamento corporativo, por motivos como falta de tempo e engajamento dos colaboradores, barreiras físicas e altos custos com produção de material, professores, locação de espaços e deslocamento de pessoal, hoje, com a internet, todo treinamento pode ser oferecido online, de forma muito mais simples, menos burocrática e muito mais flexível para todos os envolvidos.

Porém, apesar de parecer que esse tipo de ação tem seu investimento facilmente justificado, já que se gasta pouco e se ganha muito, ainda pode ser bastante difícil calcular o ROI de treinamento e desenvolvimento e convencer os gestores das empresas a investirem nesse tipo de processo.

Portanto, nesse artigo, nós iremos lhe dar algumas dicas para calcular o ROI do treinamento online de colaboradores em sua organização e facilitar a implantação e renovação desse processo em outras ocasiões.

Fique a vontade para navegar pelo artigo e ler e reler as partes que achar mais interessantes para você e sua empresa.

Os desafios de mensurar o ROI em treinamentos?

Como medir o retorno sobre o investimento – ROI – de seu treinamento de forma prática 

Por avaliações de performance

Utilizando pesquisas de clima

Utilizando avaliações financeiras

Por avaliações de rotatividade

Por entrevistas individuais

Por mensuração de engajamento

Conclusão


Os desafios de mensurar o ROI em treinamentos

Investir em treinamentos, é investir nas pessoas para que elas gerem resultados positivos para a sua empresa. Porém, como medir esses resultados e saber que eles realmente foram gerados pelos treinamentos e não por outros fatores?

A dificuldade de se mensurar os ganhos obtidos com investimento em treinamento, ocorre, principalmente, porque na maioria das vezes as pessoas se esquecem de estabelecer metas para essas ações e de marcar, desde o princípio, aquilo que desejam com elas.

Se você está oferecendo um treinamento sobre segurança no trabalho, por exemplo, a primeira coisa que precisa definir é a quantidade de acidentes que quer reduzir em um período de tempo, ou o nível de conhecimento que você deseja de cada colaborador sobre os procedimentos de segurança, para que depois, você possa conferir se isso foi alcançado. Além do mais, durante esse período, você deve se lembrar de não fazer nenhuma outra mudança estratégica, como trocar um equipamento importante, pois, dessa forma, você nunca vai saber se os bons resultados foram fruto dos treinamentos ou do equipamento e não irá conseguir reproduzí-los.

Portanto, quando for planejar e criar seus treinamentos online, lembre-se de estabelecer objetivos claros, do tipo:

  • Objetivo 01: Em 3 meses, diminuir o retrabalho da equipe X na tarefa Y em 50%.

Só assim você conseguirá medir seus resultados de forma mais simples e efetiva ao final do processo.

Como medir o retorno sobre o investimento – ROI – do seu treinamento de forma prática

Apesar de todos os desafios, com um bom planejamento, não é impossível medir o ROI de seus treinamentos e esse tipo de trabalho, além de justificar o investimento, pode servir como argumento para ações similares no futuro e ampliação do setor de T&D.

Confira algumas formas de medir seu retorno:

Análises de performance

Normalmente, uma grande preocupação de quem investe em treinamento e desenvolvimento é com a produtividade dos colaboradores, visando ampliar os ganhos financeiros da empresa como um todo.

Portanto, fazer análises da performance desses colaboradores ao longo do processo de treinamento pode ajudar muito a acompanhar seu desenvolvimento e entender como essa ação está ajudando ou não a melhorar sua produtividade.

Acompanhe se, em relação a um período anterior ao treinamento, os colaboradores estão realizando suas tarefas cotidianas de forma mais eficiente; se eles estão apresentando menos dúvidas em relação aos processos e rotinas da área e da empresa; se está havendo menos necessidade de retrabalho e em qual medida; se o trabalho em grupo está ocorrendo de forma mais natural e dinâmica; e também se os colaboradores que recebem treinamento conseguem responder questões sobre eles ou treinar outros colaboradores que não tenham participado.

Tudo isso vai indicar se houve realmente uma melhora de performance por parte dos colaboradores e se os treinamentos foram importantes para eles.  

Pesquisas de Clima

Em uma pesquisa de clima, diversos aspectos de uma empresa são levantados e alguns deles, além de auxiliar na hora de planejar seus treinamentos, podem ajudar a esclarecer se eles estão ou não gerando bons resultados.

Por proporcionar uma visão geral da empresa, passando por aspectos como cultura, avaliação de gestores, oportunidades de melhoria, crescimento e desburocratizações, a pesquisa de clima pode ser bastante útil tanto antes de aplicar um treinamento, para identificar necessidades e oportunidades que ele pode suprir, quanto depois, para mensurar o que houve de melhoria entre a pesquisa atual e a última.

Se uma pesquisa identificou por exemplo que havia necessidade de um treinamento sobre a tarefa X e ele foi aplicado, na próxima pesquisa, provavelmente alguma mudança será notada, não só em relação a tarefa, mas, provavelmente também em relação ao modo como as pessoas lidam com seus gestores, com seu tempo, e aos resultados da empresa. Vale ficar atento!  

Avaliações financeiras

No fundo, pra muitas empresas, o que realmente interessa é o que o retorno dos treinamentos vai significar em termos financeiros. Portanto, transformar o valor de suas ações em algo monetário é essencial.

Tentar pensar no quanto cada ação fez sua empresa ganhar em um determinado período pode ser uma boa forma de começar. Pense no que você investiu, no cenário que tinha antes de implantar o treinamento, e no que aconteceu em um período posterior pré definido. Assim você terá uma boa noção se o treinamento realmente compensou ou não.

Só não se esqueça de investir para que ele seja o melhor possível e traga resultados. Nenhuma ação de T&D compensa se não for planejada e executada da maneira certa.  

Avaliações de rotatividade

Quando um colaborador não se sente a vontade para realizar suas tarefas, não se sente valorizado na empresa e não tem abertura para expressar o que sente para seus gestores e superiores, ele tende a abandonar essa empresa, gerando custos e esforços desnecessários em termos de recrutamento, treinamento e adaptação dos novos funcionários.

Um dos objetivos, talvez secundário, mas ainda importante, do treinamento de funcionários é evitar esse fator rotatividade e ele também pode ser uma forma de medir se essas ações estão valendo a pena.

Se uma empresa que tem problemas com rotatividade investe em treinamentos buscando amenizar o problema, pode usar esse quesito como forma de avaliar sua efetividade.  

Entrevistas Individuais

Outra forma, ainda mais simples e direta de entender até que ponto seus treinamentos estão sendo úteis e eficientes, é perguntando aos próprios participantes!

Eles, melhor do que ninguém, saberão te dizer os pontos fortes e fracos do treinamento, o que ajudou, o que foi inútil, o que poderia ser incluído, como eles estão usando o que foi ensinado em seu dia a dia e em suas tarefas e muito mais.

Realize entrevistas individuais com figuras estratégicas de cada área ou mesmo de forma aleatória, para ter uma visão mais geral e diversificada do processo e tente compreender cada ação a partir do que está sendo dito pelo participante.

Sempre entreviste mais de uma pessoa para não ter uma visão distorcida ou parcial do treinamento.

Mensuração de engajamento dos participantes

Por fim, uma boa forma de medir o ROI de seus treinamentos é através do engajamento dos participantes com eles.

Se uma ação de T&D está sendo realmente efetiva, agregando valor para a empresa e para os profissionais envolvidos nela, cada vez mais as pessoas se darão conta disso e irão se envolver e engajar com esse tipo de proposta.

Porém, se seu treinamento não está sendo útil e está apenas ocupando tempo e espaço na vida dos colaboradores, o interesse tende a diminuir e você verá cada vez menos pessoas participando de suas ações.

Portanto, mensurar esse tipo de engajamento também pode ajudar a descobrir até que ponto investir em treinamento está dando certo para sua empresa.


Pode ser complicado mensurar de forma detalhada qual foi o retorno sobre o investimento, ou ROI, proporcionado por seus treinamentos online, mas se atentar a esse tipo de dado é importante tanto para mensurar e melhorar o que foi feito, quanto para justificar ações futuras.

Se você usa uma plataforma de vídeos profissional para ministrar seus treinamentos, além dos indicadores que mostramos acima, pode utilizar outros dados, como de visualização e retenção em vídeo para ajudar a mensurar seus resultados e o ROI.

Não se esqueça que os objetivos que você deseja atingir com seu treinamento devem ser estipulados desde a etapa de planejamento para que ele seja realmente efetivo e comece já a criar os seus!

Fique a vontade para navegar em nosso blog e colher mais dicas sobre treinamentos, vídeos e produção de conteúdo!

Abraços!

Por: Nathália Tameirão

Coordenadora de Marketing Digital na Samba Tech e especialista em SEO e conteúdo. Formada em Publicidade e Propaganda pela UFMG, é responsável pela estratégia de conteúdo da Samba, com foco em atração e conversão.

Contribua com este post nos comentários