• Blog
  • >
  • EAD
  • Insights
  • O que são trilhas de aprendizagem? Aprenda a montar a sua!

O que são trilhas de aprendizagem? Aprenda a montar a sua!

O que são trilhas de aprendizagem? Aprenda a montar a sua!

O setor da educação tem passado por inúmeras mudanças nos últimos anos. São novas tecnologias dentro e fora de sala de aula, sistemas que utilizam dados para melhorar a aprendizagem e metodologias de ensino que visam personalizar e adaptar a transmissão de conhecimento. Dentro deste cenário, as trilhas de aprendizagem estão ganhando grande destaque, seja em instituições de ensino ou em corporações que precisam otimizar os treinamentos corporativos.

A nova ferramenta torna as aulas mais diversificadas e simples, aprimorando as habilidades e competências dos alunos. As trilhas usam metodologias que analisam o comportamento e permitem avançar no conteúdo do curso de acordo com regras pré-estipuladas.

Ao longo deste texto vamos aprofundar nas características das trilhas de aprendizagem e te dar dicas para montar uma. Essa metodologia pode ser uma excelente forma de reduzir a evasão na sua instituição. Se quiser conhecer outras formas de melhorar a retenção de alunos, baixe nosso guia sobre o assunto.

O que é evasão de alunos

O que são trilhas de aprendizagem

Trilha de aprendizagem é um conjunto de atividades em sequência, que visa a capacitação e aprendizagem de determinado conhecimento. Um gestor deve ser o responsável pela criação da sequência de atividades e deve conter todos os requisitos necessários para que o aluno se desenvolva dentro da temática específica.

Essa metodologia é baseada na teoria de competências e relaciona conhecimento prático e teórico para atingir o objetivo final. Todo o processo das trilhas não diz respeito somente à aquisição do conhecimento, mas também, com o pré e pós-aprendizado. 

Uma das grandes vantagens das trilhas de aprendizagem é que não é preciso se ater a somente um formato ou recurso de conteúdo. Materiais em vídeos, games, podcasts, infográficos, testes e, até mesmo fóruns, podem ser utilizados.

Principais características das trilhas de aprendizagem

Para que uma trilha cumpra com o objetivo proposto e seja eficiente para a aprendizagem, ela deve cumprir três requisitos básicos:

Flexibilidade

O aluno deve se sentir motivado a ser protagonista de sua aprendizagem, por isso as trilhas devem ter atividades obrigatórias e outras escolhidas pelo próprio aluno, de forma a complementar sua jornada de conhecimento.

Experiência

Como já dissemos, as trilhas também visam o pré e pós-aprendizagem, por isso, a experiência deve ser pensada desde o primeiro contato até a forma como o aluno colocará em prática os conhecimentos adquiridos.

Diversidade de estímulos

Já sabemos que o processo de memorização do conhecimento é realizado com estímulos a diversos sentidos. Nas trilhas, devemos aproveitar todos os recursos para potencializar a aprendizagem.

Vantagens das trilhas de aprendizagem

Investir em trilhas de aprendizagem permite a personalização do ensino, respeitando a individualidade de cada pessoa, bem como suas necessidades e motivações. A ideia é dar o protagonismo do conhecimento para o aluno, dando mais autonomia e responsabilidade a ele.

Além disso, outras vantagens estão associadas à adoção das trilhas, como:

  • Estimula o compartilhamento de conhecimento;
  • Apresenta meios alternativos de aprimoramento; 
  • Desburocratiza o sistema de capacitação, tornando o acesso ao conhecimento mais ágil e efetivo;
  • Favorece o desenvolvimento integral do indivíduo.

Tipos de trilhas de aprendizagem

Existem dois modelos de organização para os passos que os alunos devem completar dentro de uma trilha: o linear e o agrupado.

Modelo linear

Assim como o nome já diz, neste modelo, os formatos de aprendizagem são colocados em sequência, sendo necessário cumprir o primeiro para avançar ao próximo nível. Desta forma, o criador da trilha é quem determina o percurso que os alunos vão percorrer.

Esse formato é mais utilizado quando a sequência dos fatos é essencial para a compreensão do aluno. Alguns exemplos são operações matemáticas e estudos de determinados períodos da história.

No modelo linear, para concluir a trilha, o aluno deve cumprir 100% das atividades propostas.

Modelo agrupado

Já na forma agrupada, os módulos de aprendizagem não possuem ordem pré-estabelecida, apenas uma quantidade mínima de módulos a serem concluídos. Aqui o aluno é o responsável pelo processo de aprendizagem, escolhendo os módulos que considerar mais interessantes, assim como a ordem de estudo.

Esse modelo é mais utilizado para trabalhar assuntos que não possuem necessidade de seguir uma ordem específica.

Trilhas de aprendizagem e Ensino à Distância

A Educação à Distância combina perfeitamente com as trilhas de aprendizagem, já que o uso de diferentes mídias é suportado pelas plataformas de ensino. Em cada uma das ferramentas oferecidas pelos softwares é possível criar um conteúdo diferente, que seja compatível com as etapas das trilhas.

Uma das principais vantagens de usar as trilhas do EAD é que as plataformas podem automatizar o acompanhamento do progresso dos participantes, com uma tela de porcentagem de andamento das atividades, por exemplo. 

Também não podemos esquecer da interface intuitiva que as plataformas de EAD possuem. Isso pode facilitar a administração das atividades, por parte dos alunos.

Quer saber mais sobre a transformação digital nas instituições de ensino EAD? Baixe nosso guia completo sobre o assunto.

Guia transformação EAD na educação

Como criar trilhas de aprendizagem?

O primeiro passo para criar uma trilha é entender quais os pontos críticos e habilidades que os alunos precisam desenvolver. Isso será essencial para definir quais serão as temáticas das trilhas.

Na sequência é preciso identificar o perfil do seu aluno. Esse passo irá determinar a forma como você irá abordar o conteúdo e quais formatos serão utilizados em cada etapa da trilha. Vale pensar em vídeos, plataformas, webinar e quaisquer recursos que possam aumentar o engajamento e retenção dos alunos.

Outro ponto que merece cuidado é a criação da estrutura das trilhas em diferentes níveis e graus de dificuldade. Vale lembrar que os alunos possuem backgrounds diferentes e as instituições precisam suprir todas essas necessidades.

Algumas instituições utilizam a gamificação para aumentar o engajamento do aluno e para acompanhar o aprendizado ao longo da trilha. Esse tipo de recurso é muito valioso e já tem gerado grandes conquistas.

Apesar de todas as dicas para tornar as trilhas de aprendizagem um sucesso na sua instituição, o principal ponto a ser observado é se essa metodologia está melhorando a experiência do seu aluno. Na era da tecnologia, precisamos ir além e oferecer algo que supere as expectativas e que realmente faça a diferença na vida do consumidor.

A Sambatech tem um time de consultores prontos para te ajudar a desenvolver as melhores soluções para otimizar seu negócio e auxiliar no processo de transformação digital. Entre em contato conosco e conheça melhor nossas ofertas.

Por: Pedro Filizzola

Mineiro, publicitário, apaixonado por Marketing Digital, Geração de Demanda, futebol, NFL e pagode.

Contribua com este post nos comentários