Antecipação de recebíveis: segurança para o seu fluxo de caixa

A entrada de concorrentes no mercado, a necessidade de novos investimentos ou até crises pontuais podem surgir, demandando às empresas mais dinheiro em caixa. Nesse cenário, a antecipação de recebíveis aparece como uma alternativa e evita o surgimento de dívidas que poderiam vir a se tornar uma bola de neve.

Segundo dados do IBGE, 60% das empresas declaram falência após cinco anos de atividade e, dentre os principais fatores, está a falta de capital de giro. Como qualquer recurso, a gestão financeira necessita de tempo, planejamento e estratégia para que a saúde do negócio continue em dia.

Uma das principais vantagens da antecipação de recebíveis é que a empresa acaba embolsando um dinheiro que já iria vir para ela, de qualquer maneira. E, geralmente, os juros são bem menores do que em uma contratação de empréstimo. E, não podemos esquecer: custos menores de tomada de crédito significam mais tranquilidade para o caixa da empresa.

Ah, e antes de continuar lendo, que tal dar uma olhada em nosso webinar sobre dicas financeiras para novos negócios?

Mas o que é antecipação de recebíveis?

A antecipação consiste no recebimento adiantado do pagamento das transações de crédito, que só seriam recebidas a cada 30 dias. Neste serviço, é cobrada uma taxa de recebimento antecipado, uma vez que o cliente estará recebendo o pagamento antes do prazo agendado.

Como funciona a antecipação de recebíveis

Para os produtores Samba Play, por exemplo, as vendas são repassadas todo dia 10. Suponhamos que alguém comprou um curso de R$ 100,00 e parcelou em 5 vezes, então o produtor receberá esse montante, descontada a taxa de 5% (mais R$ 1,00 no ato da transação), em 5 repasses, certo? Com a antecipação, ele recebe 85% do valor de sua venda total de uma vez.

Como a antecipação pode ajudar o seu negócio

Imagine que você fechou uma venda de R$ 1.000,00 e negociou o pagamento em duas parcelas. Pela lógica, a empresa receberia esse montante em 30 e 60 dias.

Agora, imagine que um novo cliente fez um pedido de R$ 5.000,00 neste meio tempo, mas você ficou sem matéria-prima e sem recursos para reforçar o seu estoque. O que fazer nesse caso?

Negar a venda pode ser uma possibilidade difícil de se imaginar, afinal, o risco de perder aquele bom cliente para sempre é grande. Assim, a empresa poderia entrar em contato com uma instituição financeira para que ela adiantasse os R$ 1.000,00 que ela receberia em dois meses e poderia utilizar esse dinheiro para realizar uma nova venda.

Antecipação ou empréstimo?

Na antecipação, por ser um dinheiro que já seria da empresa, o risco de inadimplência é muito menor, o que faz com que os juros também sejam em relação ao empréstimo.

Esta é a vantagem em relação a um empréstimo no banco. A taxa de recebimento antecipado é uma taxa de desconto simples, ou seja, uma taxa ao mês que depende da quantidade de dias em que se está antecipando uma determinada parcela.

No caso de um pré-pagamento bancário – quando se está pegando um dinheiro emprestado no banco – fala-se de uma composição de taxas, conhecida como Custo Efetivo Total (CET), que corresponde a todos os encargos e despesas incidentes nas operações de crédito e de arrendamento mercantil financeiro. Basicamente, é um somatório da taxa de juros, IOF (Imposto sobre Operação Financeira) e taxas, como encargos, contratações, entre outras.

Quando recorrer à antecipação de recebíveis

Sempre que houver uma possibilidade de lucro, mas a empresa não estiver em uma situação tranquila para novos investimentos, é indicado avaliar a possibilidade da antecipação de recebíveis.

Vamos supor que você, em um ano, vendeu R$ 130.00,00 com seu Samba Play e todos seus clientes parcelaram de 10 vezes, ou seja, você receberá R$ 13.000 mensais de vendas. Durante esse tempo, você encontra a possibilidade de realizar um novo projeto, que poderá te dar ainda mais visibilidade e vendas. Mas o projeto irá te custar R$ 30.000 e você não dispõem desse dinheiro por mês.

Nesse caso, a antecipação é um caso a se pensar. Afinal, você estará fazendo o seu fluxo de caixa girar, criando novas oportunidades de negócio. O mesmo vale para produtores que desejam investir em mídia paga enquanto vendem seus cursos ou necessitam produzir novos módulos no modelo assinatura do Samba Play.

Mas é preciso salientar que esse tipo de antecipação deve ser pontual, não algo que ocorra todos os meses. O ideal é que sua empresa guarde um dinheiro por mês para novos investimentos e uma possível dificuldade financeira. Recorrer à antecipação de crédito com frequência é sinal de que seu planejamento financeiro precisa ser revisto e que você não está aplicando seu investimento de forma eficiente.

Como usar a antecipação de recebíveis

Toda ação deve ser baseada em um objetivo. O que você fará com o dinheiro da antecipação? Vai pagar uma dívida? Comprar equipamentos, contratar funcionários ou criar um novo produto? Todas as alternativas são válidas, mas precisam de um bom planejamento a curto, médio e longo prazo.

Faça uma projeção do seu fluxo dos meses seguintes e tenha certeza que o dinheiro que você irá recorrer agora não fará falta no futuro, senão, sua empresa acabará contraindo uma dívida atrás da outra e não se sustentará por muito tempo.

Como fazer a antecipação de recebíveis

Para produtores Samba Play, a antecipação não é feita por transação, por parcela ou por recebível. Ela é feita pelo total disponível, mas para efetuar o cálculo devemos analisar cada transação. Dessa forma, nós adiantamos o valor mais recente possível e abatemos o mínimo de taxas.

Se você deseja solicitar a antecipação dos seus recebíveis, acesse nossa Base de Conhecimento e saiba como.

Por: Mariana Vasconcellos

Formada em Jornalismo, especialista em Marketing Digital, trabalha na Samba na automação e estratégia de e-mail e Marketing de Produto.

Contribua com este post nos comentários