7 empresas inovadoras brasileiras para acompanhar

7 empresas inovadoras brasileiras para acompanhar

Em um cenário cada vez mais competitivo, inovar tornou-se uma necessidade para empresas que querem se manter no mercado. A inovação pode acontecer de formas variadas, tudo depende do objetivo, do segmento, da cultura e necessidades da empresa. 

Para conceituar a palavra inovação, precisamos recorrer a  origem do termo, vem da palavra latina innovatio. De maneira simples, inovar significa criar algo novo, sejam métodos os processos diferentes de padrões anteriores.

Em uma empresa, a inovação pode acontecer no modelo de negócio, nos produtos, nos processos, na cultura, dentre outros âmbitos. Fato é que ela tem se tornado cada vez mais importante para as organizações. Neste artigo, vamos falar de algumas empresas que estão trazendo cada vez mais a inovação para os seus negócios, assim é possível aprender com quem já deu a largada para a corrida de processos transformadores.

Antes de prosseguir neste artigo, aproveite para acessar o nosso material sobre as principais tendências em tecnologia e vídeos online para 2021. Dezenas de especialistas fazem suas previsões para o mercado. Assista agora!

1. Cielo

A Cielo é uma empresa nacional fundada em 1995, unindo forças do Banco do Brasil,  Santander, Bradesco e Banco Nacional. Com mais de duas décadas de mercado, hoje a instituição lidera o segmento de pagamentos eletrônicos na América Latina. A empresa já foi listada por diversas vezes pela Forbes como uma das empresas inovadoras que mais se destacaram do Brasil e até do mundo.

Não é à toa que a Cielo apareceu nessa lista, em 2006 o setor de desenvolvimento de novas tecnologias da empresa era uma das áreas que eram destinados grande parte dos investimentos. Uma das grandes inovações da companhia foi o lançamento da Cielo Lio, uma ferramenta com diversos serviços e uma máquina smart.

Desde 2017, a companhia conta o “Garagem Cielo”, um espaço para desenvolver a inovação de forma colaborativa. Três pilares são fundamentais dentro desse projeto: 

  • Clientes: Foco em escutar o cliente, a fim de desenvolver soluções que correspondam às suas dores.
  • Cultura: Manter um ambiente saudável que estimule a criatividade e a inovação.
  • Ecossistema: Conexão com outras empresas para trazer inovação de fora para dentro.

Saiba mais sobre como a Cielo se tornou uma das empresas mais inovadoras do Brasil, clique aqui e escute o episódio do Sambatalks, podcast da Sambatech, com Paulo Caffarelli,  Chefe Executivo da Cielo.

2. Natura

A Natura é um bom exemplo de empresa inovadora que mostra que inovação e sustentabilidade devem andar juntas. Fundada em 1969, a instituição já está presente em diversos países: Estados Unidos, Argentina, Chile, Colômbia, México, dentre outros. 

Este ano, a empresa foi eleita pelo Prêmio Valor Inovação Brasil como uma das mais inovadoras. Desde 2007, a companhia faz altos investimentos na área de pesquisa e desenvolvimento. A Natura tem 5 segmentos principais em que são aplicadas as soluções inovadoras:

  • Inovação em negócios: por meio da venda direta, e-commerce e varejo.
  • Inovação em produtos: 3% da receita da empresa é destinada para inovação, além de contar com cerca de 300 pessoas atuando em desenvolvimento, pesquisa e marketing.
  • Inovação em operações e logística: com estruturas inovadoras em logística
  • Inovação digital: machine learning, bots, inteligência artificial, realidade aumentada e big data.
  • Sustentabilidade: algo que está no DNA da Natura desde a sua fundação, a empresa não realiza testes em animais, prioriza embalagens ecológicas, além de todos os serem produtos 100% carbono neutro.

Além disso, a organização possui colaboração ativa com instituições de pesquisa, universidades e parcerias com startups.

3. Grupo Boticário 

Fundado em 1977, o Grupo Boticário é o próximo da nossa lista de empresas inovadoras. O grupo começou como uma farmácia de manipulação no Paraná. Posteriormente, nos anos 80, a empresa abriu a sua primeira franquia, e em 1985, a primeira loja em Portugal foi inaugurada. Desde 2002, a marca tem presença digital, realizando vendas online.

Saiba mais sobre como o Grupo Boticário investe em inovação e transformação digital, escutando o episódio do Sambatalks com Artur Grynbaum, CEO do Grupo. Clique aqui e ouça agora mesmo!

Ao longo de sua história, a empresa deixou de ser somente “O Boticário”, para se tornar o “Grupo Boticário”, detentor de marcas como Eudora, The Beauty Box, Make B., dentre outras. Mesmo com tantas empresas no grupo, a companhia não para de inovar. Em 2014, a fábrica inaugurada na Bahia já contava com muita tecnologia em seus processos, com equipamentos de última geração e com elevados níveis de automação, com robôs que realizam grande parte do processo, reduzindo o tempo da produção e aumentando a eficiência.

Outro destaque inovador do Grupo foi a criação do BotiLab, um laboratório digital para pensar processos de inovação e tecnologia, tanto para o ponto de venda, quanto para a eficiência da operação como um todo. Além disso, neste ano, o Grupo o Boticário também inaugurou o GB Ventures, um programa de aceleração que irá selecionar Startups de base tecnológica.

A Sambatech contribui para o processo de desenvolvimento do Grupo Boticário, que utiliza uma plataforma de transmissão ao vivo para treinar funcionários e franquias em todo território nacional.

Se você quiser conhecer as nossas soluções para comunicação e treinamento empresarial a distância, basta clicar aqui ou no banner abaixo.

4. Magazine Luiza – Magalu

O Magazine Luiza foi fundado em 1957 pelo casal  Pelegrino Donato e Luiza Trajano Donato. A empresa que começou como uma pequena loja de presentes em Franca (SP), hoje, se tornou a maior varejista brasileira e uma das empresas inovadoras do nosso país

Não foi por acaso que o CEO da empresa, Frederico Trajano foi eleito o executivo mais inovador do ano pelo Prêmio Valor Inovação Brasil. Além disso, em 2018, a empresa foi eleita pela  Fast Company como uma das mais inovadoras da América Latina. Nos anos 2000, quando a internet começava a se popularizar no Brasil, foi lançado o site para comércio eletrônico da organização. De lá pra cá, muita coisa mudou e a inovação sempre esteve nos processos do Magalu.

Uma das estratégias da empresa foi o Omnichannel, que acontece quando são adotadas estratégias de diversos canais, sejam redes sociais, comércio eletrônico, marketplace e loja física. Até 2006, a empresa era a única varejista a adotar uma estratégia como essa.

Em 2014, o Magazine Luiza inaugurou o Luizalabs, um laboratório de Tecnologia e Inovação. Algumas iniciativas já realizadas pelo laboratório foram:

  • Magazine Você: Uma espécie de vitrine virtual, em que qualquer pessoa pode montar uma loja virtual para vender produtos do Magazine Luiza para amigos e familiares e gerar renda.
  • Bob: Uma solução de Big Data elaborada pelo Luizalabs para melhorar a experiência do consumidor no e-commerce, oferecendo recomendações de produtos por meio de rede display e e-mails.
  • Magazine Luiza Mobile: Aplicativo com foco no consumidor final, oferecendo uma interface fluida e fácil, com dicas sobre próximas compras, últimos produtos vistos, dentre outros.

Outro componente importante na estratégia digital do Magazine Luiza foi a criação da Lu, que hoje é considerada a primeira influenciadora virtual do Brasil. Criada em 2003, como uma assistente eletrônica de vendas, a Lu conta com milhões de seguidores em suas redes sociais.

Não podemos esquecer que, outro ponto forte da empresa são as aquisições. Empresas como Netshoes, Estante Virtual e o Canaltech foram as aquisições mais recentes do grupo. 

5. Ambev

A Ambev nasceu em 1999, a partir da fusão de duas outras companhias: Companhia Antarctica Paulista e a Cervejaria Brahma. Hoje, a instituição é uma das maiores do país em geração de receita e possui dezenas de cervejarias, e também marca pontos quando o assunto é empresas inovadoras.

Na companhia, a inovação é pensada tanto nos produtos, quanto para garantir uma boa experiência de consumo  para os consumidores. Um exemplo é o machine learning que é usado para garantir o percentual de oxigênio nas garrafas. 

Pensando em incorporar cada vez mais inovação, em 2016, a empresa fundou o  Zx Ventures, uma unidade dedicada aos projetos de inovação e tecnologia. Trabalhando no modelo de squads, a unidade já desenvolveu alguns projetos importantes:  o serviço de delivery Zé Delivery, além do clube de assinaturas de bebidas: o Sempre em Casa.

Já em 2018, a companhia inaugurou um Centro de Inovação e Tecnologia localizado no Parque Tecnológico da UFRJ. Com um investimento de R$180 milhões, o CIT está focado em desenvolver novas soluções que atendam às necessidades do consumidor e que agreguem também a sustentabilidade. 

Além disso, para garantir estratégias inovadoras em marketing, em 2019, a Ambev implementou também a Draftline, uma house agency que tem como principais princípios a agilidade, a criatividade e a intimidade.

As inovações da empresa não param por aí. Este ano, a empresa lançou o Programa Inovação Aberta, um desafio que selecionará projetos inovadores com dois desafios principais: consumo moderado e cultura retornável. Os dois melhores projetos poderão receber até R$ 150 mil para implementação.

Escute o 5º episódio da 1ª Temporada do Sambatalks com o VP de Marketing da Ambev, e saiba mais sobre como a empresa tem investido em tecnologia e inovação. 

6. Amaro

Fundada em 2012, a Amaro é uma empresa de moda feminina que já nasceu digital. Considerada uma fashiontech, ela possui uma forte estratégia omnichannel, focando em Guide Shops. Os Guide Shops são espaços que funcionam com lojas conceito ou showroom, na loja física, os clientes podem experimentar toda a coleção dos produtos do e-commerce. Eles podem finalizar a compra ali mesmo e receber os produtos dentro de alguns dias ou até mesmo horas. A ideia desta estratégia é complementar a experiência dos usuários no e-commerce.

Em 2019, a marca lançou uma coleção com base na análise do DNA de diferentes mulheres brasileiras. Intitulada DNA Collection, a Amaro criou a coleção inspirada nas características individuais de 19 mulheres brasileiras.

A companhia é outra marca que mostra como inovação e sustentabilidade andam juntas. Por meio da Amaro Cares, ela incentiva a moda sustentável e o consumo consciente, com tecidos reciclados, eco jeans, tecidos ecológicos, dentre outros.

Não é por acaso que este ano, a Amaro foi eleita uma das empresas mais inovadoras da América Latina, pelo ranking da Fast Company. Além de tudo, a empresa criou também uma modelo virtual para estrelar suas campanhas, a expectativa é que no futuro a modelo atue como uma interface de inteligência artificial. 

7. Porto Seguro

Em 1945, a Porto Seguro iniciou suas atividades, naquela época com apenas 50 funcionários. Hoje, o grupo já conta com 27 empresas e quase 14 mil funcionários, e é considerado uma das maiores seguradoras do país.

As ações de inovação da empresa, acompanham a história da criação de novos produtos do grupo. Em 1989, por exemplo, a companhia cria o Block Tape, dispositivo usado para proteger toca-fitas. Poucos anos depois, em 1991, é lançado o Porto System, um aparato portátil utilizado para cálculo de seguros, que dispensava o deslocamento dos corretores à empresa para consultar as tabelas de valores. Mais tarde, em 1996, a Porto Seguro lança a primeira versão de seu site.

Inovação é um assunto importante na instituição. Para Bruno Garfinkel, presidente do Conselho de Administração do Grupo Porto Seguro “ inovação é a solução criativa para um problema real”.  Nesse sentido, em 2015, a empresa funda a Aceleradora Oxigênio, programa que já acelerou mais de 50 startups, com projetos que geram valor aos setores que a Porto Seguro atua. Com esse projeto, a Porto Seguro liderou em ranking de Open Innovation na categoria seguros.

As principais áreas de interesse dos projetos da Aceleradora Oxigênio são: analytics, big data, combate à fraudes, CRM, customer experience, customer insights, inteligência artificial, soluções financeiras e soluções para crédito.

A Sambatech ajudou no processo de desenvolvimento da Porto Seguro por meio da criação de uma plataforma de comunicação e treinamento, que já capacitou 15 mil funcionários,  reduziu os custos, além de aumentar em 10 vezes o engajamento dos colaboradores com o conteúdo.

Aproveite para conhecer a Samba Digital, a unidade de negócios da Sambatech voltada para promover a transformação digital e a inovação nas empresas.  Clique aqui ou no banner abaixo.

Bônus: C&A

Agora que você já conferiu as 7 empresas inovadoras brasileiras, separamos um bônus especial. A C&A não é uma empresa de origem nacional, ela foi fundada na Holanda em 1841 e chegou ao Brasil em 1976, em São Paulo. Atualmente, a companhia já conta com mais de 270 lojas no território nacional, além do e-commerce. A C&A é um exemplo de que mesmo as empresas mais antigas e tradicionais podem e devem inovar. 

A área de pesquisa é um forte recurso dentro da organização, para prever tendências e entregar coleções cada vez mais inovadoras ao consumidor, a empresa aposta no Big Data e também conta com escuta ativa para o consumidor. Em 2018, foi lançado o contêiner C&A, com objetivo de percorrer todo o Brasil para escutar os consumidores.

Para a C&A, inovar significa também trabalhar a diversidade e a sustentabilidade. A diversidade pode ser vista em suas campanhas e ações. Quando falamos em sustentabilidade, podemos citar alguns exemplos:

  • Loja Eco:  Em 2013, a empresa lançou a Loja Eco, a primeira varejista brasileira com o selo LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), certificação concedida para construções sustentáveis. O espaço localizado em Porto Alegre, possui consumo racional de água, energia e ar-condicionado. Além de contar com vegetação, árvores e um telhado verde.
  • Coleção Ciclos:  Linha de roupas com algodão sustentável e materiais que preservam o solo e a água. As roupas possuem a certificação do Cradle to Cradle Products Innovation Institute.
  • Programa Lixo Eletrônico: Urnas disponíveis nas lojas físicas para descarte de celulares, baterias e pilhas. Desde 2010, a C&A já encaminhou para a reciclagem 31 toneladas de Celulares, Pilhas e Baterias.

Em parceria com a Endeavor, a C&A também conta com o Conecta C&A, um programa de aceleração de negócios, que buscou em sua última edição negócios com soluções inovadoras em desenvolvimento e gestão de produto, gestão do espaço físico das lojas, experiência do cliente, comunicação e treinamento, dentre outros. 

Por meio da Samba Digital, a Sambatech contribui para o processo de transformação digital da C&A, tendo-a como um dos clientes principais.

Inovação não é mais uma opção, é uma necessidade para as empresas se manterem ativas e participativas no mercado. Para isso, muitas delas utilizam da transformação digital, contudo,  segundo o Boston Consulting Group – empresa de consultoria com sede nos EUA, 70% das empresas falham em projetos de transformação digital. Pensando nisso, a Samba Digital tem um time de especialistas do Brasil inteiro focados em desenvolver o processo de inovação da sua empresa, através de metodologias ágeis e as principais ferramentas tecnológicas, afinal, a Sambatech também já foi eleita pela Fast Company como uma das empresas inovadoras que mais se destacaram.

Quer saber como podemos ajudar nos projetos da sua empresa? Preencha o formulário abaixo e receba o contato de um especialista em transformação digital.

Por: Camila Reis

Formada em Comunicação Social pela Puc Minas e pós graduada em Processos Criativos pela mesma instituição, atua com comunicação desde 2013. Hoje, faz parte do time de marketing da Sambatech.

Contribua com este post nos comentários