IA e a segurança cibernética do futuro

IA e a segurança cibernética do futuro

IA tem papel fundamental na segurança cibernética, ajudando em soluções ágeis e assertivas para problemas enfrentados por empresas

IA e a segurança cibernética: prejuízos estimados decorrentes do cibercrime

Dois dos principais temas alvo de discussões no mundo todo este ano foram inteligência artificial e segurança cibernética, e basta ler qualquer jornal ou portal de notícias para ver diariamente artigos e matérias sobre o assunto. Seguindo esse cenário, essas pautas também estão no radar da maioria das empresas que já entenderam que o futuro dos negócios envolve investimentos estratégicos em IA e cibersegurança.

Isso porque, como apontam dados da Cybersecurity Ventures, os crimes digitais devem gerar um prejuízo de aproximadamente US$ 8 trilhões em 2023, o que coloca o cibercrime como a terceira maior economia do mundo – e a estimativa é que esse valor aumente cerca de 15% até 2025. Já a inteligência artificial, segundo a Goldman Sachs Economics Research, pode gerar US$ 200 bilhões globalmente até 2025.

Ao analisar essas informações, fica claro que os investimentos em ambas podem resultar em economia por um lado, já que é muito caro lidar com ataques cibernéticos, e lucro por outro, visto que a IA tem o potencial de alavancar os negócios de diversos setores. Além disso, a integração entre elas também tem sido essencial no desenvolvimento de novas estratégias voltadas a proteção de dados e ferramentas digitais.

Leia também:
O Guia Definitivo da Transformação Digital: Digitalize-se ou Desapareça
Inteligência Artificial na Educação: Entenda os impactos da tecnologia no setor

IA e segurança cibernética: há um paradóxo

Isso cria um paradoxo no qual a IA é usada tanto para defender quanto para atacar, o que gera dúvidas também sobre o quão positivo é o seu avanço e se as empresas não estão apenas correndo atrás do próprio rabo.

Quando pensamos no cenário nacional, ainda que os avanços tecnológicos sejam muito expressivos e haja um forte movimento por parte das companhias de investimento em inovação e na qualificação dos profissionais para que saibam lidar com esses obstáculos, ainda há muito a ser feito. E dependemos também da capacidade das organizações e dos governos de se adaptarem e atuarem lado a lado em busca de soluções efetivas e incentivo à educação e aprendizado.

Portanto, não é hora de condenar a IA e sua integração na segurança digital, mas sim focar os esforços em garantir que isso será feito de forma ética e responsável, tendo em mente que o mercado está em constante transformação e não podemos parar de inovar e evoluir as estratégias de proteção. Pense nisso!

Por Gustavo Caetano, para o portal IT Forum

Por: comunicacao

This area is reserved for the author biography and must be edited for each site author. This setting can be found in the Biographical Info section, in the admin panel. If you wish to include links for the author's social networks, we recommend that you install the WordPress SEO plugin. After installed, it will appropriately create fields for each social network in the user administration panel. After filled, they will appear automatically here.

Contribua com este post nos comentários

[gs-fb-comments]