Teleconsulta: como implantar em seu consultório

Teleconsulta: como implantar em seu consultório

Com o aceleramento da transformação digital, diversas áreas tiveram que também ter presença online. Atividades que antes eram realizadas estritamente de forma presencial, agora, são realizadas de forma remota. E a saúde, claro, não ficou de fora. 

A teleconsulta surgiu a fim de facilitar o atendimento aos pacientes que possuem certa dificuldade para locomoção. Este método de atendimento está sendo frequentemente usado na atualidade devido à pandemia. 

Pessoas do grupo de risco devem permanecer isolamento, logo, essa é uma ótima saída para atendê-las de forma segura e eficiente. 

Através desta metodologia, a troca de informações entre profissionais da saúde e também, entre médico e paciente é muito mais rápida e fácil.

Deseja entender um pouco mais sobre este tema? Continue a leitura

O que são e como funcionam

As teleconsultas são consultas médicas realizadas à distância com o uso da tecnologia da informação e também, de ferramentas de comunicação. Como o uso de prontuários eletrônicos e videoconferências. 

Todo o processo é feito de forma digital, não existe um contato físico. 

Algumas das principais modalidades que realizam este atendimento são: dermatologia, psicologia e neurologia. 

Graças à transformação digital e ao avanço tecnológico, esses atendimentos podem acontecer de qualquer lugar do país – e do mundo. Facilitando assim, o contato de pessoas que moram em lugares de difícil acesso tanto no serviço público, quanto no privado. 

Regulamentação

Diferentemente do que muitos acreditam, a prática das teleconsultas não chegou ao Brasil só com o avanço da pandemia do novo coronavírus. Desde 2002, a telemedicina é regulamentada no Brasil pela resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) nº 1.643. 

Porém, devido a este imprevisto que afetou todo o mundo, foi preciso criar uma nova regulamentação para que os profissionais da saúde tivessem clareza em quais seriam as obrigações em uma teleconsulta. 

Em abril de 2020, a lei de nº 13.989, assinada pelo então presidente da república, autoriza o uso da telemedicina enquanto houver esta crise dada pelo Covid-19. Contudo, alguns conselhos regionais restringem a consulta online apenas à orientações e triagens, como é o caso de especialidades odontológicas.

Qual a diferença entre teleconsulta, telemedicina e telessaúde?

Comumente, escutamos estes três termos sendo utilizados para a mesma finalidade – como sinônimos. Mas o que muitos não sabem é que existem algumas diferenças entre eles. Vamos aprender?


Telemedicina: Este método, de acordo com o Conselho Federal de Medicina, consiste na prática da medicina por meio da tecnologia da informação e também, da conexão audiovisual, ou seja, videochamadas.

Atualmente, é um formato utilizado em grande escala devido ao isolamento social no qual estamos vivendo. Este método pode ser utilizado também em casos em que o paciente possui limitações de deslocamento.
Teleconsulta

A teleconsulta é o braço direito da telemedicina. As duas andam junto, porém, a teleconsulta pode ser considerada como o resultado da telemedicina.

Telessaúde: A telessaúde consiste em ser um rompimento de barreiras de locação geográficas graças à tecnologia, mais precisamente, a comunicação digital.

Quando falamos de telessaúde, estamos expandindo os horizontes e tratando de um assunto de saúde pública.

Transformação Digital Teleconsultas: Samba Digital

Mas afinal, como colocar em prática?

Utilizar a tecnologia à favor da saúde é um método muito eficiente tanto para os médicos, quanto para os pacientes que precisam de uma consulta. 

Porém, é preciso manter uma forte segurança no que se diz respeito à proteção de dados. Além de conseguir atender de forma ágil e sem problemas de conexão. Saiba como realizar teleconsultas de forma correta e segura: 

Invista em uma estrutura de qualidade

Da mesma forma em que os equipamentos de um consultório médico precisam ser de qualidade para que o procedimento seja realizado de uma forma correta. 

Por exemplo, você não iria colocar lente de contato em um consultório odontológico que não houvesse uma preocupação com a durabilidade do material, não é mesmo?

Ao realizar uma teleconsulta, é preciso ter a mesma preocupação. Certifique-se que a infraestrutura que você está disponibilizando ao paciente é de qualidade. 

Ofereça um bom atendimento


Por estar atendendo de forma remota, é imprescindível que o seu atendimento seja de qualidade. Esteja totalmente dedicado ao seu paciente. 

Evite possíveis distrações e procure estar com o olhar direcionado sempre para a câmera, dando a sensação de que você está olhando diretamente para o paciente. 

Seja empático, esteja à disposição para atender e também, tirar as dúvidas que podem vir a surgir, seja elas quais forem. 

Vamos supor que você trabalhe um consultório de odontologia, com certeza, diversas pessoas enviam mensagens para o canal de atendimento da clínica para saber sobre clareamento dental ou então, aparelho transparente

Agora imagine se o dentista se nega a responder uma questão de “quanto custa um clareamento” por já ter dito por mensagem? Certamente o paciente ficaria frustrado e não iria aprovar o atendimento. 

Por isso, certifique-se que o atendimento será feito da melhor forma possível. Sempre. 

Treine a sua equipe

Por precisar utilizar plataformas online, pode ocorrer de alguns membros de sua equipe não estar totalmente apto a manusear essas ferramentas. 

Por isso, é recomendado que todos sejam treinados para aprenderem como atender os pacientes de forma remota. 

É preciso qualificar a equipe para todas as etapas de um teleatendimento. Os principais tópicos a serem aprendidos devem ser:

  • Atendimento
  • Monitoramento de dados
  • Análise de laudos online
  • Uso de plataforma

Escolha boas tecnologias

Além de uma boa estrutura para realizar as consultas, é preciso que o sistema também seja de qualidade. Escolha com muita atenção a plataforma na qual você irá realizar as suas consultas. 

Afinal, é a partir deste software que você irá gerir todos os dados dos pacientes. Portanto, atente-se ao grau de segurança dos dados e faça uso de um bom antivírus para que você não seja vítima de nenhum crime virtual. 

Geralmente, as melhores plataformas possuem um sistema de proteção de login e senha para que todas as pessoas que o acessem, estejam autorizadas.

Além disso, contrate também uma equipe que o auxilie na parte prática para corrigir eventuais erros. Atualmente, existem boas empresas que oferecem uma estrutura de gerenciamento e distribuição de vídeos online. 

Considerações finais

A teleconsulta é um dos maiores avanços tecnológicos da área da saúde e auxilia principalmente, pacientes que não conseguem estar presencialmente nas clínicas e consultórios. 

É importante ressaltar que cada especialidade pode vir a ter restrições específicas sobre a realização de teleconsultas. Dessa forma, você garantirá um atendimento seguro e de qualidade.

Este conteúdo foi produzido por Mayara Santos, redatora da empresa Clínica Ideal

Por: Autor Convidado

Eu sou um autor parceiro da Samba Tech :)

Contribua com este post nos comentários